Relação entre os exercícios aeróbios e qualidade de vida de pessoas que vivem com HIV/AIDS / Relation between aerobic exercises and quality of life of people living with HIV/AIDS

Saulo Freitas Pereira, Francisco Renato de Oliveira Vitor, Kerginaldo Leite de Souza, Adson Batista da Mota, Sam Weberthon Cosme Campos, Dimas Anaximandro Da Rocha Morgan

Abstract


Investigar através da literatura qual a relação entre os exercícios aeróbicos e qualidade de vida para as pessoas que vivem com HIV/AIDS. Foi feita uma busca nas bases de dados Pubmed, Scielo, Google acadêmico e de sites governamentais no período de julho de 2016 a novembro de 2016. Os estudos foram selecionados pela leitura de título, resumos e artigos completos. Nove trabalhos fizeram parte da análise crítica dos resultados e do conteúdo, os quais cinco demostraram haver resultados positivos na qualidade de vida dessas pessoas que vivem com HIV/AIDS. Com bases nas pesquisas, a prescrição de exercícios físicos aeróbicos conciliada com a terapia medicamentosa possibilita melhoria no sistema cardiovascular e respiratório.


Keywords


Exercício Aeróbico. HIV/AIDS. Qualidade Vida

References


ANDRADE, Ricardo Dias de. Efeito no treinamento concorrente no controle autonômico cardíaco, desempenho cardiorrespiratório, força muscular e na composição corporal das pessoas que vivem com hiv/aids. 2016. 49 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Educação Física, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.

BRASIL. Ministério da saúde: Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. 2016. Disponível em: . Acesso em: 08 out. 2016.

BRASIL. Ministério da Saúde: Programa Conjunto das Nações Unidas. 2014. Disponível em: . Acesso em: 08 out. 2016.

BRASIL. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais: Ministério da Saúde. 2016. Disponível em: . Acesso em: 13 nov. 2016.

BRASIL, Ministério da Saúde. Recomendações para a prática de atividades físicas para pessoas vivendo com hiv e aids: Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Brasília: Amanda Soares, 2012. 88 p.

BARROS, Eunice Silva et al. Influência da alimentação na lipodistrofia em portadores de hiv-aids praticantes de atividade física regular. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Paulo, v. 1, n. 2, p.13-18, mar. 2007.

CUNHA G H; GALVÃO M T G. Diagnósticos De Enfermagem Em Pacientes Com o Vírus Da Imunodeficiência Humana/ Síndrome Da Imunodeficiência Adquirida Em Assistência Ambulatorial. Acta Paul Enferm 2010; 23(4): 526-32.

DA SILVA, Iana Conceição et al. Perfil metabólico, antropométrico e lipodistrofia em pessoas vivendo com hiv/aids em uso de terapia antirretroviral. Nutrición clínica y dietética hospitalaria, v. 36, n. 3, p. 38-44, 2016.

GARCIA, A. Effects of combined exercise training on immunological, physical and biochemical parameters in individuals with HIV/AIDS. J Sports Sci, v. 32, n. 8, p. 785-92, 2014.

GONÇALVES, Juliana Carneiro. Análise Comparativa de Protocolos de Terapia Medicamentosa em Pessoas Adultas Vivendo com HIV/AIDS. 2014. 52 f. Monografia (Especialização) - Curso de Farmácia, Departamento de Farmácia, Universidade de Brasília – Unb Faculdade de Ceilândia – Fce, Brasília, 2014.

LINDEGAARD, B. et al. The effect of strength and endurance training on insulin sensitivity and fat distribution in human immunodeficiency virus-infected patients with lipodystrophy. J Clin Endocrinol Metab, v. 93, n. 10, p. 3860-9, Oct 2008.

PAES NETO, Pedro Pinheiro. Educação para a saúde e a atividade física na promoção da qualidade de vida de pessoas que vivem com HIV/aids. 2011. 163 f. Tese (Doutorado) - Curso de Enfermagem, Educação em Saúde e Formação de Recursos Humanos, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.

PUPULIN, Aurea Regina Telles et al. Efeito de exercícios físicos e de lazer sobre os níveis de cortisol plasmático em pacientes com Aids. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Maringá, v. 6, n. 6, p.1-6, abr. 2014.

PINTO, Stefânia Morais; SILVA, João Paulo Clemente da. A atividade física como tratamento terapêutico da depressão em soropositivos: um estudo de intervenção. Cinergis: Revista do Departamento de Educação Física e Saúde e do Mestrado em Promoção da Saúde da Universidade de Santa Cruz do Sul / Unisc, Santa Cruz do Sul, v. 16, n. 3, p. 169-172, jul. 2015.

SIMÕES, Elizabeth; GOMES, André Luiz Marques. Respostas Fisiológicas, hematológicas e Bioquímicas do portador do HIV a um programa de atividade física orientada. Fitness Performance, Rio de Janeiro, v. 5, n. 3, p. 139-145, maio 2006.

SOARES, Themis Cristina Mesquita. HIV/AIDS e estilo de vida: Marcadores Biológicos, Síndrome Lipodistrófica e sua relação com a prática de exercícios. 2012. 113 f. Tese (Doutorado) - Curso de Educação Física, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.

UNAIDS. The gap report. Programa Conjunto das Nações Unidas. 2014. Disponível em:. Acesso em: 8 out. 2016.

ZANETTI, Hugo Ribeiro. Efeitos do treinamento resistido não linear sobre antropometria, parâmetros metabólicos, inflamatórios e imunes, força muscular e componentes da síndrome metabólica em pessoas infectadas pelo hiv: ensaio clínico randomizado. 2016. 70 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Educação Física, Universidade Federal do Triangulo Mineiro, Uberaba, 2016.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.