Câncer de mama em mulheres jovens: uma avaliação do perfil clínico-epidemilógico e molecular em um centro de tratamento especializado / Breast cancer in young women: social, clinical and molecular profile at a specialized treatment center

Dryeinny-alys Rozett Duarte Silva, Lorena Karla da Silva, Caíque Silveira Martins da Fonseca

Abstract


Introdução: O câncer de mama, é uma das doenças mais diagnosticadas no mundo. Os riscos de mulheres jovens de desenvolverem câncer, são pequenos. Entretanto quando ocorre, torna-se ainda mais grave.Objetivo:Este trabalho tem como objetivo observar o perfil epidemiológico e molecular das pacientes jovens portadoras de câncer de mama com idade menor ou igual a 45 anos do Centro de Oncologia de Caruaru-CEOC.Métodos:Foi realizada uma pesquisa de campo para coleta de dados.Analisou-se 4.580 prontuários do Centro oncológico de caruaru (CEOC), incluindo pacientes de até 45 anos portadoras de carcinoma mamário, com propósito explicativo e abordagem quantitativa-qualitativa com foco na observação de prontuários, pesquisando alterações fisiopatológicas e moleculares. O presente estudo teve a aprovação do comitê de ética do Centro Universitário UNIFAVIP-Wyden se enquadrando dentro dos princípios éticos previamente determinados pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), Resolução 196/96, que busca assegurar os direitos e deveres dos participantes.Resultados: O número de prontuários analisados, totalizou em 100 demonstrando uma prevalência de 30-45 anos. Identificou-seque o tipo histológico mais comum foi o carcinoma ductal invasivo (78%) dos prontuários analisados, com frequência de estadiamento III (46%), alteração molecular Ki-67 (75%) e alteração hormonal mais frequente foi a combinação de progesterona e estrogênio (96%). O principal método para diagnóstico foi a biopsia (47%) e o tipo de tratamento mais comum foi a quimioterapia (35%). Conclusão:No presente estudo analisaram-se duas características relacionadas usualmente ao prognóstico do câncer de mama: estádio clínico inicial e subtipos moleculares dos tumores diagnosticados.


Keywords


câncer de mama; alterações fisiopatologias; mulheres jovens; alterações moleculares.

References


AZEVEDO, Daniela Batista. Perfil das Mulheres com Câncer de Mama. Revista de enfermagem UFPE online. Recife: v. 11, n. 6, p. 2264-72, jun., 2017.

BITENCOURT, Almir et al. Correlação entre resultado do PET/CT e achados histológicos e imuno-histoquímicos em carcinomas mamários. Radiologia Brasileira, Scielo, ano 2014, v. 47, n. 2, p. 67-73, 12 dez. 2013. DOI 10.1590/S0100-39842014000200006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-39842014000200006&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 30 nov. 2019.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Câncer de mama: é preciso falar disso. INCA. Rio de Janeiro, 2014. 1.ed. p.03-16. Disponível em: Acesso em: 24/03/2019.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. A mulher e o câncer de mama no Brasil. INCA. Rio de Janiero, 2014. Disponível em:< http://www1.inca.gov.br/inca/Arquivos/prova_catalogo_mama.pdf> Acesso em: 24/03/2019.

DUTRA M.C., REZENDE MA.., ANDRADE V.P., SOARES F.A., RIBEIRO M.V., PAULA E.C., GOBBI, H. Imunofenótipo e evolução de câncer de mama: comparação entre mulheres muito jovens e mulheres na pós-menopausa. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia.Minas Gerais, 2009; v.2 p.3154-3160.

Foxcroft LM, Evans EB, Porter AJ. The diagnosis of breast cancer in women young than 40. Breast. 2004;13(4):297-306.

GAJDOS C., TARTTER P.I., BLEIWEISS I.J, BODIAN C, BROWER S.T. Stage 0 to stage III breast cancer in young women. Journal of the American College of Surgeons. 2000; v. 5 n.190 p.523-529.

GALHARDO, C. A.V. et al. Concordância entre core biopsy e exame anatomopatológico da peça cirúrgica em pacientes com câncer de mama. J Bras Patol Med Lab, v. 48, p. 59-65, 2012.

GNERLICH J.L., DESHPANDE A.D., JEFFE D.B., SWEET A., WHITE N., MARGENTHALER J.A. Elevated breast cancer mortality in women younger than age 40 years compared with older women is attributed to poorer survival in early-stage disease. Journal of the American College of Surgeons. 2009; v.3 n.208 p.341-347.

INCIDENCIA DE CANCER DE MAMA NO BRASIL. INCA, 2018. Disponível em: http://www1.inca.gov.br/estimativa/2018/sintese-de-resultados-comentarios.asp. Acesso em: 28 abr. 2019.

KALIKS, Rafael et al. Pacientes com câncer de mama oriundas do Sistema Único de Saúde tratadas no setor privado: custos de um piloto de parceria público-privada em oncologia. GESTÃO E ECONOMIA EM SAÚDE, Scielo, ano 2013, n. 11, p. 216-223, 28 maio 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/eins/v11n2/pt_14.pdf. Acesso em: 30 nov. 2019.

LIMA, Ana et al. Rastreamento oportunístico do câncer de mama entre mulheres jovens no Estado do Maranhão, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Scielo, ano 2011, v. 27, n. 7, p. 1433-1439, 28 abr. 2011. DOI 10.1590/S0102-311X2011000700018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v27n7/18.pdf. Acesso em: 1 dez. 2019.

Matias MO, Oliveira TCA, Maranhão TMO. Aspectos endócrinos no câncer de mama. In: Basegio DL. Câncer de mama: abordagem multidisciplinar. Rio de Janeiro: Revinter; 1999. p.80-3.

Martins E, Freitas-Júnior R, Curado MP, Freitas NM, Oliveira JC, Silva CM. Evolução temporal dos estádios do câncer de mama ao diagnóstico em um registro de base populacional no Brasil Central. Revista Brasileira de Medicina Ginecológica e Obstetrícia.Minas Gerais, 2009. V.31 p.219-23.

SOUZA, Bianca et al. Mulheres com câncer de mama em uso de quimioterápicos: sintomas depressivos e adesão ao tratamento. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Scielo, ano 2014, n. 22, p. 866-873, 20 maio 2014. DOI 10.1590/0104-1169.3564.2491. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v22n5/pt_0104-1169-rlae-22-05-00866.pdf. Acesso em: 29 nov. 2019.

PINHEIRO, A.B; LAUTER, D.S; MEDEIROS, G.C; CARDOZO, I.R; MENEZES, L.M; SOUZA, R.M.B; ABRAHÃO, K; CASADO, L; BERGMAN, A; THULER, LCS. Câncer de mama em mulheres jovens: Análise de 12.689 Casos. Revista Brasileira de Cancerologia. Rio de Janeiro, 2013. V.03, n. 59, p. 351-359. Disponível em: Acesso em: 24/03/2019.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n6-102

Refbacks

  • There are currently no refbacks.