Avaliação antropométrica de colaboradores de uma unidade de fast-food em Fortaleza-CE/ Anthropometric evaluation of employees from a fast food unit in Fortaleza-CE

Karina Pedroza de Oliveira, Carolinne Reinaldo Ponte, Silvana Mara Prado Cysne Maia, Barbara Regina da Costa de Oliveira Pinh Coutinho, Camila Pinheiro Pereira, Janaina Maria Martins Vieira, Matheus Ferreira Sales, Ana Carolina Markan Pinheiro Goyanna

Abstract


No Brasil, a produção de refeições demanda dos colaboradores grandes produções em tempo limitado e acaba gerando estresse, cansaço excessivo, queda de produtividade e problemas de saúde. O estudo foi realizado com o objetivo de avaliar a prevalência de obesidade entre os colaboradores de uma unidade de fast-food em Fortaleza-CE, identificando o perfil antropométrico do público-alvo e a possível relação entre o perfil antropométrico dos colaboradores com seu local de trabalho. Método: Foi realizado um estudo transversal, quantitativo e observacional atraves da avialiação de 10 colaboradores representando uma amostragem de 62.5% do total de funcionários da unidade de fast-food. Os avaliados tiveram peso e estatura aferidos seguindo a metodologia descrita pelo Sistema de Vigilância Alimentar Nutricional (SISVAN) para o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC). Resultados e Discussão: Na análise da amostra como um representativo da UAN, 10% dos colaboradores estão com o peso normal, 60% dos colaboradores estão com excesso de peso e 30% com obesidade classe I. Considerações Finais: O aumento de peso em colaboradores de UAN pode ser devido ao consumo elevado de alimentos, com excesso na quantidade e frequência durante o dia. Indicam ainda, que o ganho de peso acontece quando se inicia o trabalho nas unidades, devido ao tipo do trabalho, vinculada a novos hábitos alimentares inadequados.


Keywords


Antropometria. Alimentação Coletiva. Consumo Alimentar.

References


AGUIAR, L. F. et al. Avaliação nutricional dos funcionários de uma UAN (unidade de alimentação e nutrição) de empresa terceirizada, município de Sobral (CE). Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte e Nordeste de Educação Tecnológica, 4., Belém, 2009.

MONTEIRO, M. A. M. Importância da ergonomia na saúde dos funcionários de unidades de alimentação e nutrição. Revista Baiana de Saúde Pública, v. 33, n. 3, jul.-set. 2009

PAIVA, A. C; CRUZ, A. A. F. Estado nutricional e aspectos ergonômicos de trabalhadores de unidade de alimentação e nutrição. Revista Mineira de Ciências da Saúde, UNIPAM, Patos de Minas, v. 1, n. 1, p. 1-11, 2009

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE / ORGANIZAÇÃO PAN AMERICANA DE SAÚDE. Doenças Crônicas – Degenerativas e Obesidade: estratégia mundial sobre alimentação saudável, atividade física e saúde. Brasília, 2003.

WIELEWSKI, D. C; CEMIN, R. N. A; LIBERALI, R. Perfil antropométrico e nutricional de colaboradores de uma unidade de alimentação e nutrição do interior de Santa Catarina. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 39-52, jan.-fev. 2007.

ENGIN, Atilla. The Definition and Prevalence of Obesity and Metabolic Syndrome. Obesity And Lipotoxicity, p.1-17, 2017. Springer International Publishing.

ARAÚJO, Fernanda Gontijo. Tendência da prevalência de sobrepeso, obesidade, diabetes e hipertensão em mulheres brasileiras em idade reprodutiva: Vigitel 2008-2015. 2018.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n6-093

Refbacks

  • There are currently no refbacks.