Avaliação toxicológica através do bioensaio com Artemia salina Leach de espécimes vegetais pertencentes à caatinga / Toxicological evaluation by Artemia salina Leach bioassay of caatinga plant specimens

Maria Fernanda Ferreira Lima, Jessyca Wanessa Soares de Araujo Silva, Jeoada Karollyne Silva, Ana Helena Nascimento Moura, Roberta Laís Figueroa Lopes, Beatriz de Araujo Cordeiro, Risonildo Pereira Cordeiro, Arquimedes Fernandes Monteiro de Melo

Abstract


Conhecida por sua vasta biodiversidade, a Caatinga inclui variadas espécies vegetais com comprovado potencial terapêutico e perfil toxicológico ainda pouco determinado. Diversas plantas pertencentes a esse bioma apresentam vasta utilização na medicina popular e cultura da sociedade, o objetivo do estudo é determinar a toxicidade aguada de espécies vegetais desse bioma que são adotadas na medicina popular. Exemplares de Bromelia laciniosa (Mart.), Ex schult (Macambira), Caesalpinia férrea Var. Ferrea (Pau ferro), Caesalpinia pyramidalis Tul (Catingueira), Cereus jamacaru DC (Mandacaru) e Nopalea cochenillifera L.Salm-Dyck (Palma), foram coletados, identificados e produzido o extrato bruto seco dos materiais vegetais. A toxicidade foi avaliada a partir da análise de CL50 em ensaio agudo com Artemia Salina L. A espécie Caesalpinia férrea Var. Ferrea foi classificada como toxicidade moderada. Com relação as demais espécies foi observada que as plantas não apresentaram valores de CL50 acima dos parâmetros de toxicidade, sendo assim classificadas como atóxicas. A considerável toxicidade apresentada pela Caesalpina férrea Var. Ferrea demonstra a necessidade da realização de mais estudos que respaldem o resultado encontrado, além da necessidade de realizar outros testes com a finalidade de analisar mais parâmetros e assim possibilitar levar mais informações pra sociedade que faz uso dessa espécie na medicina popular.


Keywords


Toxicidade, Mortalidade, Plantas Medicinais.

References


Andrade-Lima D. The caatingas dominium. Braz. J. Bot. 1982;4(2):149–153.

Dombroski JLD, Praxedes SC, Freitas RMO, Pontes FM. Water relations of Caatinga trees in the dry season. [s.l.]: S.A. J. Bot. 2011;77:430–434.

Pinheiro EAR, Costa CAG, De Araújo JC. Effective root depth of the Caatinga biome. J. Arid Environ. 2013;89:1–4.

Veiga Junior VF, Pinto AC. Plantas medicinais: cura segura?. Quím. Nova. 2005,28(3)5:19-528.

Ministério da Saúde; Conselho Nacional de Saúde. Decreto Nº 5.813, de 22 de junho de 2006. Aprova a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos e dá outras providências. Brasília (Brasil): Ministério da Saúde; 2006.

Martins RT, Almeida DB, Monteiro FMR, Kowacs PA, Ramina R. Receptores opióides até o contexto atual. Rev. Dor. 2012;13(1):75-79.

Rodrigues E, Duarte-Almeida JM, Pires JM. Perfil farmacológico e fitoquímico de plantas indicadas pelos caboclos do Parque Nacional do Jaú (AM) como potenciais analgésicas. Parte I. Rev. Bras. Farmacogn. 2010;20(6):981-991.

Lima MRF, Luna JS, Santos AF, Andrade MCC, Sant'ana AEG, Genet JP, et al. Anti-bacterial activity of some Brazilian medicinal plants. J. Ethnopharmacol. 2006;105:37-47.

Forbes VE, Forbes TL. Ecotoxicology in theory and practice. 1st ed., Londres: Chapman and Hall; 1994.

Costa CR, Olivi P, Botta CMR, Espindola ELG. A toxicidade em ambientes aquáticos: discussão e métodos de avaliação. Quím. Nova. 2008;31(7);1820-1830.

Ministério da Saúde; Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC Nº 26/2014 – Dispõe sobre o registro de medicamentos fitoterápicos e o registro e a notificação de produtos tradicionais fitoterápicos. Brasília (Brasil): Ministério da Saúde; 2014.

Ministério da Saúde; Agência Nacional de Vigilância Sanitária. - Guia para a condução de estudos não clínicos de toxicologia e segurança farmacológica necessários ao desenvolvimento de medicamentos – Versão 2. Gerência de Avaliação de Segurança e Eficácia – GESEF, Brasília (Brasil): Ministério da Saúde; 2013.

Meyer BN, Ferrigni NR, Putnam JE, Jacobsen LB, Nichols DE, Mclaughlin JL. Brine shrimp: a convenient general bioassay for active plant constituents. Planta Med, 1982;45(s.n.):31.

Nascimento JE, Melo AFM, Lima E Silva TC, Veras Filho J, Santos EM, Albuquerque UP, et al. Estudo fitoquímico e bioensaio toxicológico frente a larvas de Artemia salina Leach. de três espécies medicinais do gênero Phyllanthus (Phyllanthaceae). Rev. Ciênc. Farm. Básica Apl. 2008;29(2):145-150.

Barros JD, Souza Filho S, Castro V, Torres VM, Higino JS, Melo AFM. Estudo toxicológico pré-clínico agudo e determinação da CL50 do extrato bruto seco das folhas da Vitex agnus castus linn. Rev. Eletronica Farm. 2010;7(3):62–71.

Cavalcante MF, Oliveira MCC, Velandia JR, Echevarria A. Síntese de 1,3,5-triazinas substituídas e avaliação da toxicidade frente a Artemia salina Leach. Química Nov. 2001;23(1)20-22.

Lima-Saraiva SRG. Efeito antinociceptivo de espécies de Brommeliaceae nativas da caatinga: um estudo comparativo. [Dissertação]. Recife: Universidade Federal de Pernambuco/UFPE; 2012. 210 p.

Gonzalez FG. Estudo farmacognóstico e farmacológico de Caesalpinia férrea Martius. [Dissertação]. São Paulo: Universidade de São Paulo/USP. 2005. 155 p.

Silva ACC. Avaliação das atividades citotóxica, antitumoral, anti-inflamatória e analgésica do extrato bruto e de uma fração parcialmente purificada da vagem de Caesalpinia ferrea Mart. Ex Tul. Var. ferrea. [Dissertação] Recife: Universidade Federal de Pernambuco/UFPE; 2008. 82 p.

Alviano WS, Alviano DS, Diniz CG, Antoniolli AR, Alviano CS, Farias LM, et al. In vitro antioxidant potential of medicinal plant extracts and their activities against oral bacteria based on Brazilian folk medicine. Arch. Oral Biol. 2008;53:545-552.

Medeiros IL. Identificação dos princípios ativos presentes no xtrato etanólico de Cereus jamacaru e avaliação em ratos dos possíveis efeitos tóxicos e/ou comportamentais da exposição prolongada. [Dissertação]. Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN; 2011. 127 p.

Messias JB, Caraciolo MCM, Oliveira IM, Montarroyos UR, Bastos IVGA, Guerra MO, Souza IA. Avaliação dos parâmetros hematológicos e bioquímicos de ratas no segundo terço da gestação submetidas à ação do extrato metanólico de Cereus jamacaru DC., Cactaceae. Rev. Bras. Farmacogn. 2010;20(4):478–83.

Neto JP, Soares PC, Batista AMV, Andrade SFJ, Andrade RPX, Lucena RB, Guim A. Balanço hídrico e excreção renal de metabólitos em ovinos alimentados com palma forrageira (Nopalea cochenillifera Salm Dyck). Pesq. Vet. Bras. 2016;36(4):322-328.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n6-088

Refbacks

  • There are currently no refbacks.