Associação entre o uso de mídias sociais e comportamento alimentar, percepção e checagem corporal / Association between the use of social media and food behavior, perception and body screening

Muana Lucena da Costa, Daline Fernandes de Souza Araújo, Maria Helena Cassiano, Heverton Araújo de Oliveira Figueirêdo, Vanessa Teixeira de Lima Oliveira, Isabelle Ribeiro Barbosa, Fábio Henrique Vieira de Cristo e Silva

Abstract


O estudo avaliou a associação entre o acesso às mídias sociais ao comportamento alimentar, checagem e satisfação corporal da comunidade universitária. Trata-se de um estudo transversal realizado com 127 estudantes da cidade de Santa Cruz-RN, sendo identificadas variáveis socioeconômicas, acesso às mídias sociais e temas influentes. Foram utilizados o Body Checking Questionnaire, o Questionário Holandês do Comportamento Alimentar e Escala de Figuras de Silhuetas. Os dados foram analisados no software SPSS 21.0 pelo teste t de amostras independentes, testes qui-quadrado e exato de Fisher, considerando a confiança de 95%. Verificou-se significância estatística nas relações entre classificação do estado nutricional versus estética (p=0,019), renda saudável (p=0,031), sexo versus notícias gerais (p= 0,022) e versus estética (p=0,034) e versus alimentação classificação do estado nutricional pelo Índice de Massa Corporal versus notícias gerais (p=0,001). O Instagram lidera o nível de acesso que envolvem mídias sociais com os temas estética, alimentação saudável e notícias gerais, que se mostram de moderado a muito influentes. Destaca-se que a estética apresenta forte influência para o comportamento de checagem corporal em mulheres e que a percepção corporal está bastante associada com o Índice de Massa Corporal.


Keywords


redes sociais, comportamento alimentar, imagem corporal.

References


Rock Content. Social Media Trends: Conheça as tendências das Redes Sociais no Brasil para o próximo ano. Marketing de Conteúdo. Copyright © 2013-2018 Disponível em: < http://materiais.rockcontent.com/social-media-trends> Acesso em: 10 de junho de 2018.

Coumont A. PEW RESEARCH CENTER, 2016. Disponível em: < https://translate.google.com.br/translate?hl=ptPT&sl=en&u=http://www.pewresearch.org/fact-tank/2016/12/29/pew-research-centers-most-read-research-of-2016/&prev=search> Acesso em: 10 de junho de 2018.

Tomaél MI, Alcará, AR, Chiara IG. Das redes sociais à inovação. Ci. Inf. 2005;34(2):93- 104.

Medeiros Z, Ventura PCS. O conceito Cultura Tecnológica e um estudo no meio educacional. Rev. Ensaio, 2007;09(02):272-289.

Silveira, MDP. Efeitos da Globalização e da Sociedade em Rede Via Internet na Formação de Identidades Contemporâneas. Rev. Psicologia Ciência e Profissão 2004;24(4):42-51.

Rodríguez-Martínez MC, Valerio-Ureña G, Cárdenas-Anaya CA, Herrera-Murillo DJ. PoblaPercepción y realidad del uso de WhatsApp en estudiantes universitarios de ciencias de la salud. Rev. FEM 2016;19(3):119-124.

Souza AC, Alvarenga MS. Insatisfação com a imagem corporal em estudantes universitários – Uma revisão integrativa. J. Bras. Psiquiatr. 2016;65(3):286-99.

Carvalho PHB, Filgueiras JF, Neves CM, Coelho FD, Ferreira MEC. Checagem corporal, atitude alimentar inadequada e insatisfação com a imagem corporal de jovens universitários. J. Bras. Psiquiatr. 2013;62(2):108-14.

Laus MF. Influência do padrão de beleza veiculado pela mídia na satisfação corporal e escolha alimentar de adultos. Ribeirão Preto, Tese na área de Psicobiologia – Universidade de São Paulo 2012;121.

Justo AM. Representações sociais sobre o corpo e implicações do contexto de inserção desse objeto. Florianópolis. Dissertação na área de psicologia – Universidade Federal de Santa Catarina. 2011;159.

Carrote ER et al. Predictors of “liking” three types of health and fitness-related content on social media: a cross-sectional study. J Med Internet Res.2015;17(8):16.

Moraes RW. Determinantes e construção do comportamento alimentar: uma revisão narrativa da literatura. Trabalho de conclusão de curso apresentado como requisito parcial para obtenção do grau de bacharel em nutrição à UFRGS. Porto alegre, 2014.

Cambraia RPB. Aspectos psicobiológicos do comportamento alimentar. Rev. De Nutrição.2004; 12(2):217-225.

Campana ANNB. Tradução, adaptação transcultural e validação do “Body Image Avoidance Questionnaire (BIAQ)” e do “Body Checking Questionnaire (BCQ)” para a língua portuguesa no Brasil. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas/Campinas;2007.

Ferreira MEC et al. Tradução para português (Brasil), equivalência semântica e consistência interna do Male Body Checking Questionnaire (MBCQ). Rev. Psiq. Clin. 2012;39(2):74-75.

Almeida GAN, Lourtenço SR, Santos JE. Obesidade mórbida em mulheres – Estilos alimentares e qualidade de vida. Rev. Arch Latinoam Nutr. 2001;51(4):359-365.

Stunkard AJ, Sörensen T, Schulsiger F. Use of the Danish Adoption Register for the study of obesity and thinness. In: Kety S, Roland L, Sidman R, Matthysse S, editors. The genetics of neurological and psychiatric disorders. New York: Raven Press; 1983. p. 115-120.

Viana V, Sinde S. ESTILO ALIMENTAR: Adaptação e validação do Questionário Holandês do Comportamento Alimentar (∗). Rev. Psicologia: Teoria, Investigação e Prática, 2003; 8:59 - 71.

Mota DCL. Comportamento alimentar, ansiedade, depressão e imagem corporal em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica. Dissertação apresentada à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da USP; 2012.

Mollen S et al. Healthy and unhealthy social norms and food selection. Findings from a field-experiment. Rev. Appetite. 2013;65:83–89.

Silva KLS, Rios JRAC. Marketing Digital: A influência do grátis do séulo XXI na geração de microempreendedores online no Instagram. Rev. Intercom. 2016;1-16.

FAO/Brasil. Conferência Regional da FAO discutirá com os países o avanço da obesidade na região. 2018. Disponível em: Acesso em: 09 de junho de 2018.

Kakeshita IS, Almeida SS. Relação entre índice de massa corporal e a percepção da autoimagem em universitários. Rev Saúde Públ. 2006;40(3):497-504.

Jodelet D. Le corps, la persone et autrui. In: Psychologie sociale dês relations à autrui. (Org.) S. Moscovici, Publisher: Paris, Nathan.1994;2:41-68.

Carvalho PHB, Freitas LG, Ferreira MEC. Comparação Social, Insatisfação Corporal e Comportamento Alimentar em Jovens Adultos. Rev. Interação Psicol. Curitiba 2016;20(2):219-225.

Sidani JE el at. The association between social media use and eating concerns among u.s. young adults. J Acad Nutr Diet. 2016;116(9):1465–1472.

Miranda VPN, Filgueiras JF, Neves CM, Teixeira PC, Ferreira MEC. Insatisfação corporal em universitários de diferentes áreas de conhecimento. J Bras Psiquiatr. 2012;61(1):25-32.

Laus MF, Moreira RCM, Costa TMB. Diferenças na percepção da imagem corporal, no comportamento alimentar e no estado nutricional de universitárias das áreas de saúde e humanas. Rev. Psiquiatr. RS. 2009;3(3):192-196.

Alvarenga MS, Scagliusi FB, Philippi ST. Comportamento de risco para transtorno alimentar em universitárias brasileiras. Rev Psiq Clín. 2011;38(1):3-7.

Shimazaki VK, Pinto MMM. A Influência das Redes Sociais na Rotina dos Seres Humanos. Fasci-Tech – Periódico Eletrônico da FATEC-São Caetano do Sul 2011;1(5):171-179.

Braggion GF, Matsudo SMM, Matsudo VKR. Consumo alimentar, atividade física e percepção da aparência corporal em adolescentes. Rev. Bras. Ciên. e Mov. 2000;8(1):15-21.

Camey S et al. Influência da percepção do peso e do índice de massa corporal nos comportamentos alimentares anormais. Rev. Bras.Psiquiatr.2001;23(1):21-7.

Kampf EA. The impact of social media on body image and eating behaviors. Thesis Submitted to the Faculty of the Graduate School of Vanderbilt University in partial fulfillment of the requirements for the degree of MASTER OF ARTS in Psychology. Nashville, Tennessee. May, 2013.

Higgs S, Thomas J. Social influences on eating. Rev. Current Opinion in Behavioral Sciences. United Kingdom, 2016;9:1-6.

Almeida SS et al. Psicobiologia do comportamento alimentar. Ed. Rubio 2013:104-115.

Hoogstins. Customers outside the eu shop tax free 2017. Disponível em: < https://www.hoogstins.nl/search> Acesso em: 08 de junho de 2018.

Overbey KN, Jaykus LA, Chapman BJ. A Systematic Review of the Use of Social Media for Food Safety Risk Communication. J Food Prot: September 2017;80(9):1537-1549.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n6-084

Refbacks

  • There are currently no refbacks.