A importância da nutrição no projeto de extensão “promoção da saúde de adolescentes gestantes/mães e seus filhos no primeiro ano de vida”/ Importance of nutrition in the extension project “health promotion of preagnant teenagers / mothers and their children in the first year of life”

Mariana Silveira Mello Silva, Lulie Rosane Odeh Susin, Grace Kelly Pestana Santos, Marilice Magroski Gomes da Costa, Carla Vitola Gonçalves, Milene Pinto Costa

Abstract


A gestação na adolescência é considerada de alto risco. O intenso desenvolvimento materno e fetal que ocorre durante este período, associado ao menor ganho de peso gestacional de adolescentes é uma das causas evidenciadas pela literatura. Sabe-se que gestantes adolescentes competem com o feto por nutrientes, em prol do seu próprio crescimento.. O diagnóstico nutricional durante a gestação tem como objetivo conhecer o estado de nutrição da gestante e intervir em situações de risco como desnutrição e obesidade. Deste modo, este artigo tem por objetivo evidenciar a importância do acompanhamento nutricional nesta etapa. Para isso, analisou-se o estado nutricional das gestantes participantes do projeto de extensão “Promoção da saúde de adolescentes gestantes/mães, e seus filhos no primeiro ano de vida”. Para analisar o perfil nutricional pré-gestacional foi utilizada a curva de referência proposta pela OMS, 2007. Para análise do perfil nutricional durante a gestação foi utilizada a curva de ATALAH, E et al.1997.  Foram analisados 66 cadastros. 39% da amostra apresentou baixo peso e 18% sobrepeso ou obesidade, resultando em 57% da amostra classificada como risco nutricional. Conclui-se que o acompanhamento nutricional durante a gestação é de extrema importância, podendo proporcionar uma gestação saudável que possibilite um adequado desenvolvimento fetal.


Keywords


Gestação; Adolescência; Estado nutricional.

References


BELARMINO, G; MOURA, E; OLIVEIRA, N; FREITAS, G. Risco nutricional

entre gestantes adolescentes. Scientific Electronic Library Online, Acta Paul Enferm 2009;22(2):169-75. Disponívelem: http://. Acesso em: 30 de maio.2017.

BERTIN, R; KARKLE, E; ULBRICH, A; NETO, A; BOZZA, R; ARAUJO, I;

CAMPOS, W. Estado nutricional e consumo alimentar de adolescentes da rede pública de ensino da cidade de São Mateus do Sul, Paraná, Brasil. Scientific Electronic Library Online, Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., Recife, 8 (4): 435-443, out. / dez., 2008. Disponível em: http://. Acesso em: 30 de maio.2017.

WORD HEALTH ORGANIZATION- WHO. Growth reference data for 5-19 years. BMI-for-age GIRLS 5 to 19 years (percentiles). Disponível em: http://www.who.int/growthref/. Acesso em: 30 de maio de 2017.

ATALAH, E et al. Propuesta de un Nuevo estándar de evaluación nutricional em embarazadas. Rev med Chile, 1997;125(12):1429-36.

REES JM, WORTHINGTON-ROBERTS B. Adolescence, Nutrition and Pregnancy: Interrelationships. In: Mahan LK, Rees JM. Nutrition in Adolescence. St. Louis: Times Mirror/Mosby College Publishing; 1984. p.221-55

ROSSO P. A new chart to monitor weight gain during pregnancy. Am J Clin Nutr 1985; 41: 644-51.

MONTEIRO DLM, CUNHA AA, BASTOS AC. Gravidez na adolescência. Rio de Janeiro: Revinter; 1998. p.190.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE, UNICEF, OPAS. A adolescente grávida e o serviço de saúde no município. Manual Técnico, 1996. 31p

STORY MED. Nutrition management of the pregnant adolescent: a practical reference guide. Washington, DC: National Clearinghouse; 1990.

SCHOLL TO, HEDIGER ML, ANCES IG. Maternal growth during pregnancy and decreased infant birth weight. Am J Clin Nutr. 1990;51(5):790-3.

BARROS, D.C.; PEREIRA, R. A.; GAMA, S. G. N. e LEAL, M. C. O consumo alimentar de gestantes adolescentes no Município do Rio de Janeiro. Cad. Saúde Pública [online], v.20, suppl.1, p. 121-129, 2004 .

OPAS (ORGANIZAÇÃO PAN AMERICANA DE SAÚDE). Intervenciones para mejorar los servicios de salud maternoinfantil y El estado nutricional de lãs madres y los niños: barreras y opciones. Rev Panam Salud Publica/Am J Public Health 2008; 24(2): 136-138.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Pré-natal e puerpério: Atenção qualificada e humanizada. Manual Técnico. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2006.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE (MS). Manual Técnico. Gestação de Alto Risco 5ª ed. Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2012.

LAURENTI R, MARIN CR, TRALDI MC. Ganho de peso gestacional e peso ao nascer do concepto: estudo transversal na região de Jundiaí, São Paulo, Brasil. Cien Saude Colet 2014; 19(5):1401-1407.

TRIUNFO S, LANZONE A. Impact of overweight and obesity on obstetric outcomes. J Endocrinol Invest 2014; 37(4):323-329.

LAU EY, LIU J, ARCHER E, MCDONALD SM, LIU J. Maternal weight gain in pregnancy and risk of obesity among offspring: a systematic review. J Obes 2014; 2014:524939.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n6-081

Refbacks

  • There are currently no refbacks.