Estudo etnobotânico da utilização do júa ziziphus joazeiro mart.( rhamnaceae) na comunidade do sítio Serra Verde – PE / Ethnobotanic study on the use of júa ziziphus joazeiro mart. (rhamnaceae) in the Serra Verde - PE community

Elizangela Leandro do Rego

Abstract


O juazeiro (Ziziphus joazeiro) é uma espécie florestal de grande impor¬tância socioeconômica para a Região Nordeste do Brasil de ampla utilização popular sendo indicado na limpeza dos dentes, gengivite, queda de cabelo e outros fins. Esta pesquisa tem por objetivo identificar as formas de utilização do juá na comunidade do Sítio Serra Verde, localizado no município de Casinhas/PE. Foi utilizada uma metodologia quali-quantitativa com coleta de dados realizadas através de entrevistas semi-estruturadas. Pode-se verificar que a comunidade preconiza a utilização do juá com fim medicinal, sendo a planta no estado verde, a forma de melhor aproveitamento. Dentre os fins pode-se constatar que a comunidade faz o uso do juazeiro no combate à seborreia, patologia bucal (gengivite), além de atuar nos processos de cicatrização da pele, clareamento dos dentes e pele e ser indicado no tratamento de problemas gástricos. Verificou-se ainda que as folhas do juazeiro também são importantes componentes na alimentação bovina, principalmente na época de escassez das chuvas. Mesmo diante do surgimento de vários produtos da indústria farmacêutica, a população não abandonou os costumes dos seus antepassados e acreditam no poder fitoterápico da planta, que já foi alvo de vários estudos científicos e que a grande maioria comprova sua potencialidade medicinal.


Keywords


Caantiga. Juazeiro. Uso Medicinal.

References


ÂNGELO, A.C; DALMOLIN, A. Interações herbívoro planta e suas implicações para o controle biológico- que tipos de inimigos naturais procurar? In:Pedrosa-Macedo, J.H.; DalMolin, A.; Smith,C.W.(org).O Araçazeiro: Ecologia

ALBUQUERQUE, U.P. d., ANDRADE,L.de H.C.Conhecimento Botânico Tradicional e Conservação em uma área de Caatinga no Estado de Pernambuco, Nordeste do Brasil. Acta Botânica Brasilica, São Paulo, v.16,n.3,p.276-285,2002.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Biodiversidade da caatinga: áreas e ações prioritárias para a conservação. Brasília: Ministério do Meio Ambiente Universidade Federal de Pernambuco.2004,36p.

CARVALHO, P.E.R. Juazeiro,Ziziphus joazeiro:utilizações das partes da planta. Revista Colombo:Embrapa florestas,2007.8p (circular técnica). Disponivel em: http://www.cnpf.embrapa.br/publica/circtec/edições/circularAcesso em:10 de março .2019.

COSTA –NETO, E.M., OLIVEIRA, M.V.M. The use of medicinal plants in the county of Tanquinho, State of Bahia,Northeastern Brasil.Rev.Bras.PI.MED., 2(2):1-8, 2000.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA Censo Demográfico 2010, Disponível em: < www.ibge.gov.br/estatistica/população/censo2010/resultado/PB2010> Acesso em: janeiro de 2019.

LIMA, R.B. 2000.A família Rhamnaceae no Brasil: diversidade e taxonomia. Tese de Doutorado-Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. São Paulo.

LIMA, J.L.S. Plantas forrageiras das caatingas: usos e potencialidades. Petrolina:EMBRAPA-CPATSA,1996.43p.

LIMA, R.B.1986.Rhamnaceae de Pernambuco II. Anais do XXXVII Congresso Nacional de Botânica.:356-387.

LORENZI, H., MATOS, F.J.A. Plantas medicinais no Brasil: Nativas e exóticas cultivadas. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2002.512p.

LORENZI, H. Árvores Brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Nova Odesa:Plantarum,1992. p.299.

LUCENA, R.F.P. Avaliando a eficiência de diferentes técnicas de coleta e análise de dados para a conservação da biodiversidade a partir do conhecimento local do,Nordeste do Brasil.(Tese de Doutorado) Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife -PE, 2009.

ROMÃO.M.O.C.; COSTA, A.M.D.; TERRA.F. S, BORIOLLO.M.F.G.; SOARES.E.A. Avaliação da atividade protetora gástrica do extrato de raspas de juá: Revista Brás clin Med 2010; 8(3):222-7.

ROQUE.A.A. Potencial de uso dos recursos vegetais em uma comunidade rural do Semi-árido do Rio Grande Norte,Dissertação - Programa Regional De Pós Graduação em desenvolvimento e meio ambiente/PRODEMA, Natal-RN Brasil (2009).

MATOS, J.A. Plantas medicinais.Guia de seleção e emprego de plantas usadas em fitoterapia no Nordeste do Brasil.2.ed.Ceará:UFC, 2000.

MENDES, B.V.1996.Juazeiro(Ziziphus joazeiro Mart.):Símbolo da resistência das plantas das caatingas. Fundação Vingt-um Rosado. Coleção Mossoroense, Série B,n 1331.25p.

SANTOS.T. S. dos. Do artesanato intelectual ao contexto virtual: ferramentas metodológicas para a pesquisa social. 2009. Disponível em: Acessado em: 12 de março. de 2019.

SILVA, A. J. R. ANDRADE, L.H.C. Etnobotânica nordestina: estudo comparativo da relação entre comunidades e vegetação na Zona do Litoral-mata do estado de Pernambuco, Brasil. Acta Botânica Brasileira, V.19, n.1, p.45-60,2005.

SOUSA, M.P., MATOS, M.E.O.; MATOS, F.J.A. Constituintes químicos de plantas medicinais brasileiras. Fortaleza: Impresa Universitária/ufc.1991.416p.

TEIXEIRA, Elizabete. As trás metodologias: Acadêmica, da ciência e da pesquisa. 4 ed. Vozes- Petrópoles-RJ, 2007. 203p.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n6-074

Refbacks

  • There are currently no refbacks.