Assistência de Enfermagem ao cuidador familiar de portadores de transtorno mental / Nursing care for family caregivers of patients with mental disorders

Joyce Cristina Lima Santos, Danielle de Sousa Bastos, Bianca Almeida Mesquita, Luciane Sousa Pessoa Cardoso, Andressa Arraes Silva

Abstract


A aproximação familiar trazida pela reforma psiquiátrica foi uma conquista imprescindível, mas muitos familiares ainda encontram dificuldades em adequar-se a essa função, visto que se caracteriza uma experiência de fardo a carregar. Logo, há a necessidade de apoio aos familiares cuidadores, quanto à educação em saúde para o entendimento da doença e da situação vivida.  Buscou-se, portanto, identificar a sobrecarga sofrida pelo cuidador familiar de portador de transtorno mental e analisar a atuação do profissional de enfermagem na assistência ao cuidador familiar e sua relação com o ente PTM. A metodologia trata-se de uma revisão integrativa de literatura, com caráter teórico-reflexivo, que sintetiza os estudos disponíveis mais atuais sobre assistência de enfermagem ao cuidador familiar de portadores de transtornos mentais. Para a busca dos trabalhos foi utilizada a Biblioteca Virtual em Saúde onde foram pesquisados os descritores “saúde mental”, “cuidadores” e “enfermagem psiquiátrica. A presença de um portador de transtorno mental na família implica repercussões tanto nas interações emocionais como no andamento das atividades domésticas e na situação econômica. Identificou-se que as famílias não são preparadas durante a hospitalização de seus pacientes e, no momento da alta, percebiam o futuro do paciente com pessimismo, preocupação e incerteza. A falta de orientação foi apresentada como uma realidade cotidiana difícil de ser enfrentada, principalmente em relação aos cuidados. O papel dos enfermeiros é preponderante, enquanto profissionais de saúde habilitados a transmitir a informação necessária para a tomada de decisão para o cuidar. Apesar de a enfermagem ser presente na maioria dos serviços, foi de constatação absoluta um certo despreparo destes profissionais na potencialização do papel da família como parte integrante do cuidado. É importante avançar no conhecimento, na participação, no desenvolvimento de atividades e práticas que capacitem os profissionais de saúde para serviços mais qualificados. O enfermeiro, como profissional que mais atua diretamente com os pacientes e familiares, deve buscar progresso na metodologia de serviços de saúde com a inclusão do familiar aos seus cuidados e atenção, melhorando assim a qualidade de vida de todos os envolvidos.


Keywords


Cuidador familiar, Enfermagem, Portador de Transtorno Mental (PTM).

References


BATISTA, C. F.; BANDEIRA, M.; OLIVEIRA, D. R. Fatores associados à sobrecarga subjetiva de homens e mulheres cuidadores de pacientes psiquiátricos. Ciênc. saúde coletiva[online]. 2015, vol.20, n.9, p.2857-2866. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015209.03522014.

BESSA, J.B.; WAIDMAN, M.A.P. Família da pessoa com transtorno mental e suas necessidades na assistência psiquiátrica. Texto contexto - enferm. [online] vol.22 no.1 Florianópolis Jan./Mar. 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072013000100008.

CARDOSO, L. et al. Perspectivas atuais sobre a sobrecarga do cuidador em saúde mental.Rev. esc. enferm. USP [online]. vol.46 no.2 São Paulo Apr. 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000200033.

COVELO, B. S. R.; BADARO-MOREIRA, M. I. Laços entre família e serviços de Saúde Mental: a participação dos familiares no cuidado do sofrimento psíquico. Interface (Botucatu)[online]. 2015, vol.19, n.55, p.1133-1144. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622014.0472.

ELOIA, S. C. et al. Sobrecarga de cuidadores familiares de pessoas com transtornos mentais: análise dos serviços de saúde. Ciênc. saúdecoletiva [online]. 2018, vol.23, n.9, p.3001-3011. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018239.18252016.

ELOIA, S. C. et al. Sobrecarga do cuidador familiar de pessoas com transtorno mental: uma revisão integrativa. Saúde debate[online]. 2014, vol.38, n.103, p.996-1007. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5935/0103-1104.20140085.

FERNANDES, C. S.; ANGELO, M. Cuidadores familiares: o que eles necessitam? Uma revisão integrativa. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2016, vol.50, n.4, p.675-682. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420160000500019.

FIRMO, A.A.M.; JORGE, M.S.B. Experiências dos cuidadores de pessoas com adoecimento psíquico em face à reforma psiquiátrica: produção do cuidado, autonomia, empoderamento e resolubilidade. Saude soc. [online]. 2015, vol.24, n1, p.217-231. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12902015000100017.

GOMES, M.L.P.; SILVA, J.C.B.; BATISTA, E.C. Escutando quem cuida: quando o cuidado afeta a saúde do cuidador em saúde mental. Revista Psicologia e Saúde. [online]. v. 10, n. 1, jan./abr. 2018, p. 3-17. Disponível em: http://dx.doi.org/10.20435/pssa.v10i1.530.

GONÇALVES, J.R.L.; LUIS, M.A.V. Atendimento ao familiar cuidador em convívio com o portador de transtorno mental. Rev. enferm. UERJ, Rio de Janeiro, 2010 abr/jun; 18(2):272-7.

KEBBE, L. M. et al.Cuidando do familiar com transtorno mental: desafios percebidos pelos cuidadores sobre as tarefas de cuidar. Saúde debate [online]. 2014, vol.38, n.102, p.494-505. Disponível em:http://dx.doi.org/10.5935/0103-1104.20140046.

MARTINS, P. P. S.; GUANAES-LORENZI, C. Participação da Família no Tratamento em Saúde Mental como Prática no Cotidiano do Serviço. Psic.:Ter. e Pesq. [online]. 2016, vol.32, n.4, p. 1-9. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0102.3772e324216.

SILVA, M.R.O. de et al. A atenção ao cuidador de pessoas com transtorno mental.Revenferm UFPE [online]. Recife, 10(Supl. 1):256-62, jan., 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5205/reuol.7901-80479-1-SP.1001sup201609

SOUZA, L. R. de et al. Sobrecarga no cuidado, estresse e impacto na qualidade de vida de cuidadores domiciliares assistidos na atenção básica. Cad. saúde colet. [online]. 2015, vol.23, n.2, p.140-149. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1414-462X201500020063.

TAVARES, C.M.M. et al. Atenção de enfermagem à família do portador de transtorno mental: contribuições para educação permanente. CiencCuidSaude[online]. 2012 Out/Dez; 11(4): p. 767-774. Disponível em: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v11i4.21569.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n6-035

Refbacks

  • There are currently no refbacks.