Discriminadores visuais e a atenção / Visual discriminators and attention

Eduardo de Aquino Médici, Larissa Gonçalves Rezende, Nikolas Gabriel Knupp Thome, Vitor Ribeiro de Santana, Matheus de Souza Penna, Chryso Alkmim Rezende Baratti, Clara Costa Cerqueira, Marcos Vinicius Ideriha Jardim

Abstract


Introdução. A visão e a atenção dependem de discriminadores para a seleção do foco da atenção. Inicialmente, o cérebro interpretará informações globais, como previsto na teoria da hierarquia reversa, dado que sua interpretação é mais rápida e necessária. A partir das informações globais, segue-se a interpretação de figuras específicas; nesse ponto, entram fatores como velocidade, cor, forma e configuração da imagem, além do objetivo do observador, alterado pela percepção de situações mais positivas, não necessariamente mais vantajosas. Há ainda o fenômeno crowding, de efeito variável frente à capacidade de suprimir estímulos. Este estudo teve como objetivo sintetizar os principais fatores que influenciam a atenção com o intuito de analisar suas influências e sua progressão na interpretação das informações visuais. Método. Foram utilizados artigos extraídos do Journal of Neuroscience com a palavras-chave: “visual discriminators”. Sendo selecionados estudos que avaliassem tempo de resposta a alterações de discriminadores. Resultados. A velocidade de percepção global, IC=0,91s ± 0,01s, apesar de dependente de informações locais, 0,96s ± 0,15s, é mais rapidamente reportada que a local por desbalanços de densidade informacional em p < 0,01, além de constituir etapa para analisar a local. A velocidade da imagem aumenta atividade da região temporal medial superior; sua coloração estimula a área V4 cerebral; seu contorno aparenta ser processado no córtex inferotemporal; a configuração é analisada em áreas superiores a V1. Quanto ao consciente, observou-se a presença de influência econômica irracional no tempo de análise de figuras, em que o modelo de valência (p=0,002) apresentou melhor acurácia que o modelo de utilidade (p=0,360) [4]. Observaram-se efeitos no crowding desde V1, porém o efeito mais intenso fora identificado em V4 pela degradação da orientação. Discussão. A conscientização das informações globais seria anterior à das locais, constituindo o primeiro passo no processo da atenção. Haja visto a participação da velocidade de objetos vistos em reflexos motores que, por teoria, são inconscientes, possivelmente essa atuaria como discriminadora visual antes de outros no intuito de proteger os olhos e a cabeça de objetos em sua direção. Dessa forma, supõe-se a discriminante velocidade, ao menos dentre os discriminantes analisados nesse artigo, como segundo fator nessa cadeia de conscientização e o primeiro para as informações locais. Em sequência, não se utilizou de estudos que indicassem maior ou menor velocidade interpretativa acerca dos discriminadores cor, forma e configuração, de modo a adotá-los como de certa forma simultâneos em nossa análise. No entanto, entende-se que o efeito crowding esteja presente ao longo desses discriminadores desde ao menos a conscientização da velocidade, dada a detecção de sua influência desde V1. Conclusão. Após a conscientização das informações globais, ocorre a das locais, as quais recebem efeitos de discriminadores sequenciados em: crowding e velocidade; cor, forma e configuração; além de objetivo do observador.


Keywords


Atenção, Neurologia, Neuroanatomia.

References


Florence Campana, Ignacio Rebollo, Anne Urai, Valentin Wyart, Catherine Tallon-Baudry; Conscious Vision Proceeds from Global to Local Content in Goal-Directed Tasks and Spontaneous Vision; Journal of Neuroscience, 11/maio/2016.

Corbetta M1, Miezin FM, Dobmeyer S, Shulman GL, Petersen SE; Selective and divided attention during visual discriminations of shape, color, and speed: functional anatomy by positron emission tomography; J Neurosci.

Ce Mo, Dongjun He, Fang Fang; Attention Priority Map of Face Images in Human Early Visual Cortex; Journal of Neuroscience; 3/janeiro/ 2018.

Ludwig Barbaro, Marius V. Peelen, Clayton Hickey; Valence, Not Utility, Underlies Reward-Driven Prioritization in Human Vision; Journal of Neuroscience, 25/outubro/2017.

Nihong Chen, Pinglei Bao, Bosco S. Tjan; Contextual-dependent attention effect on crowded orientation signals in human visual cortex; Journal of Neuroscience; 17/agosto/2018, 0805-18.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-341

Refbacks

  • There are currently no refbacks.