Sarcoma ósseo secundário da doença de paget - relato de caso / Secondary bone sarcoma of paget disease - case report

Mariella Leite Barros, Paolla Machado Cotrim, Natália Rezende Franco, Karolyna Matos Silva, Vanessa Mahamed Rassi, Júlia Caetano Borges, Lídia Laura Salvador Ramos, Nathália Filgueira Caixeta, Hortência Freire Barcelos, Eliza Maria Queiroz Oliveira, Fabiola Oliveira Lobo Peres de Freiras, Flavia de Sousa Araujo

Abstract


INTRODUÇÃO: A degeneração maligna das lesões da doença de Paget é rara (cerca de 1% dos casos), sendo de mau prognóstico apesar do tratamento. OBJETIVOS: Relatar um caso de sarcoma ósseo secundário da doença de Paget, assim como relatar e discutir a evolução clínica do caso e comparar os dados do caso com os da literatura. MÉTODOS: A amostra foi por conveniência e fez parte dela um paciente do sexo masulino com 72 anos de idade. O critério de inclusão foi possuir o diagnóstico de sarcoma ósseo secundário da doença de Paget comprovado por exames e por avaliação clínica, registrada em prontuário. APRESENTAÇÃO DO CASO: PFS, 72 anos, residente em Itumbiara, portador de hipertensão arterial, sem outras comorbidades relatadas, tabagista e etilista, internado no hospital para tratamento de complicação de doença de Paget, identificada durante a internação anterior. Na presente internação foi verificada aumento volumétrico das áreas sugestiva de transformação maligna sendo submetido a cirurgia que evidenciou sarcoma ósseo secundário a doença de Paget no anatomopatológico. 

  DISCUSSÃO: Classifica-se o osteossarcoma de acordo com o grau de malignidade, podendo ser alto grau ou baixo grau, a sua relação com o osso é classificada como intramedular ou periosteal, sua multiplicidade pode ser solitária ou multifocal, e em primário ou secundário. É importante a associação de terapias adjuvantes, como a quimioterapia, havendo melhora significativa das taxas de cura, sendo importante para os procedimentos de preservação dos membros. Na atualidade, existe uma preocupação maior com a qualidade de vida do paciente após o tratamento oncológico. CONCLUSÃO: A realização deste estudo revelou que o sarcoma ósseo é uma complicação da doença de Paget afetando indivíduos com doença poliostótica de longa data e idosos, o qual o profissional da área da saúde deverá suspeitar dessa doença ao analisar os exames de imagem do paciente, em especial a radiografia.

 

 

 


Keywords


Doença de Paget, Sarcoma ósseo, Osteossarcoma, Complicações.

References


AZNAB, M.; HEMATTI, M. Evaluation of clinical process in osteosarcoma patients treated with chemotherapy including cisplatin, adriamycin, ifosfamide, and etoposide and determination of the treatment sequels in a long-term 11-year follow-up. Journal of Cancer Research and Therapeutics, v. 13, n. 2, p. 291-6, 2017.

BISHOP, M. W.; JANEWAY, K. A.; GORLICK, R. Future Directions in the Treatment of Osteosarcoma. Current Opinion in Pediatrics, v. 28, n. 1, p. 26–33, 2016.

BRASIL. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas. Portaria SAS/MS, número 456, 21 de maio de 2012. Doença de Paget – Osteíte deformante, p. 169-184, 2012.

CAMPOS, H. J. M.; CAMPOS FILHO J. H. D. A atuação da fisioterapia no pós-operatório de osteossarcoma central em tíbia proximal: Relato de caso. Nova Fisio, 2012. Disponível em: https://www.novafisio.com.br/atuacao-da-fisioterapia-no-pos-operatorio-de-osteossarcoma/. Acesso em: 25 maio 2021.

CASTRO, J. Características clínicas e epidemiológicas do paciente adolescente portador de Osteossarcoma. Acta Fisiátrica, v. 21, n. 3, p. 117-20, 2014.

CAVALCANTE, L. F. S.; VALENTE, A. S.; CARNEIRO, D. D.; SOUTO, C. A.; GUEDES, V.R. Neoplasia maligna “osteossarcoma”: Um artigo de revisão. Revista de Patologia do Tocantins, v. 4, n. 1, p. 81-8, 2017.

FARGHALY, R.; ZAKI, I.; GOUDA, I.; MOHAMED A.; GONEIMY, A. E.; SHERBINY, M. E.; SOLIMAN, R.; ZAMZAM, M. Value of dynamic magnetic resonance imaging in preoperative evaluation of pediatric osteosarcoma. The Egyptian Journal of Radiology and Nuclear Medicine, v. 48, n. 2, p. 461-65, 2017.

GRIZ, L.; COLARES, V.; BANDEIRA, F. Tratamento da Doença de Paget Óssea: Importância do Ácido Zoledrônico. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabolismo, v. 50, n. 5, p. 845-851, 2006.

GRIZ, L.; FONTAN, D.; MESQUITA, P.; FONTENELE, T.; BANDEIRA, F.; CASTRO, L. C. ANDRADA, N. C. Doença de Paget óssea: diagnóstico e tratamento. Associação Médica Brasileira, p. 1-39, 2013. Disponível em: https://diretrizes.amb.org.br/_DIRETRIZES/doenca_de_paget_ossea_diagnostico_e_tratamento/files/assets/common/downloads/publication.pdf. Acesso em: 28 maio 2021.

LI, X.; ZHANG, Y.; WAN, S. A comparative study between limb-salvage and amputation for treating osteosarcoma. Journal of Bone Oncology, v. 5, n. 1, p. 15-21, 2016.

MAJÓ, J.; CUBEDO, R.; PARDO, N. Tratamiento del osteosarcoma. Revisión. Revista Española de Cirurgía Ortopédica y Traumatología, v. 54, n. 5, p. 329-36, 2010.

MATIOTTI, S. B.; TRAMUNT, C. S.; DUARTE, R. D.; DUARTE, R. D.; DUARTE, W. L.; SODER, J. B. Degeneração sarcomatosa de doença de Paget do calcâneo: relato de caso. Radiologia Brasileira, v. 42, n. 1, p. 63-5, 2009.

OLIVEIRA, V. B.; CABRAL, L. N.; PINHEIRO, T. N.; VIEIRA, M. S. Manifestação atípica da Doença de Paget em seio maxilar esquerdo: relato de caso. Archives of Health Investigation, v. 10, n. 4, p. 607-614, 2021.

PONTES, A.K.; FILHO, F.M.B.; MIRANDA, M.E. Pulmonary metastases in children: are we operating unnecessarily? Revista do Colegio Brasileiro de Cirurgiões, v. 45, n. 3, p. 1129-36, 2018.

REYES, K.A. Propuesta de Intervención Fisioterapéutica pre y Posoperatoria para pacientes con osteosarcoma. 71 f. Tese (Mestrado) - Faculdad de Medicina da Universidad Autonoma del Estado de México, Toluca, 2014.

RIBEIRO, C.; RELVADO, C.; FERNANDES, T. Um possível caso de doença óssea de Paget na Coleção de Esqueletos Identificados de Évora, Portugal (século XX). Antropologia Portuguesa, v. 35, p. 97-113, 2018.

RICKEL, K.; FANG, F.; TAO, J. Molecular genetics of osteosarcoma. Bone, v. 102, p. 69–79, 2017.

RUA, C. C. Estudo clínico e computacional de sarcomas ósseos. 99 f. Tese (Doutorado) - Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança, Bragança, 2019.

SAMAL, B. P.; NAYAK, C.; PRADHAN, S. Calcaneal osteosarcoma, a challenge for diagnosis: a rare case report and literature review. Oncology Discovery, v. 3, n. 2, p. 2-3, 2015.

SÁ NETO, J.L.; SIMÃO, M.N.; CREMA, M.D.; ENGEL, E.E. Desempenho diagnóstico da ressonância magnética na avaliação de reações periosteais em sarcomas ósseos utilizando a radiografia convencional como padrão de referência. Radiologia Brasileira, v. 50, n. 3, p. 176-81, 2017.

SMELAND, S.; BIELACK, S.; WHELAN, J.; BERNSTEIN, M. Survival and prognosis with osteosarcoma: outcomes in more than 2000 patients in the EURAMOS-1 (European and American Osteossarcoma Study) cohort. European Journal of Cancer, v. 109, p. 36-50, 2019.

TAKAHAMA JUNIOR, A. Análises clinicopatológica e imunohistoquímica de osteossarcoma de cabeça e pescoço. 141 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Campinas, Piracicaba, 2002.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-295

Refbacks

  • There are currently no refbacks.