Síndrome de Meigs: Relato de caso / Meigs Syndrome: Case Report

Anelise Molinari Parreira, Dandara Ferreira de Almeida Oliveira, Fernando de Sousa Neto, Luísa Oliveira Carneiro, Maria Carolina Padovani Guerra, Laryssa Augustinho dos Santos, Brunna Michelly da Silva Sousa, Enzo Cardoso de Faria, Maria Antonia Morais de Melo, Maria Luiza Angelo Leal Campos, Mariana Consolmagno Silveira, Vergílio Pereira Carvalho

Abstract


Introdução: A síndrome de Meigs é uma condição clínica rara que corresponde ao quadro de tumor ovariano benigno, associado a ascite e derrame pleural, onde marcadamente os sinais e sintomas clínicos apresentados pelos indivíduos com a condição se resolvem após a ressecção tumoral. Apresentação do caso:  Paciente EES, de 51 anos de idade, sexo feminino, natural e procedente de Goiânia, Goiás, com queixa de aumento volumétrico abdominal. Foi solicitado tomografia de abdome total que evidenciou  tumor ovariano benigno, associado a ascite e derrame pleural fechando os critérios diagnósticos para a síndrome de Meigs. Discussão: Descrita pela primeira vez em 1937, a síndrome de Meigs possui fisiopatologia multifatorial, onde acredita-se que a maior parte das alterações clínicas observadas decorrem de mecanismos de irritação peritoneal, associados a alterações de permeabilidade vascular. Trata-se de uma condição que entra no diagnóstico diferencial dos carcinomas ovarianos, pela possibilidade de cursar com aumento nos níveis séricos de CA-125, e cujo diagnóstico é sugerido pela associação de quadro clínico típico e alterações sugestivas em exames de imagem de avaliação anexial.  O tratamento da síndrome, consiste na remoção cirúrgica do tumor ovariano responsável pela condição, o que é feito por meio de cirurgia videolaparoscópica ou laparotomia, realizando-se a ooforectomia do anexo onde o tumor se desenvolveu. Conclusão: A divulgação de um caso de síndrome de Meigs é importante por promover uma maior facilidade de identificação de casos suspeitos na prática clínica, além de auxiliar no diagnóstico diferencial de massas pélvicas que cursam com ascite e derrame pleural.


Keywords


Meigs, Ovarian tumour, Ascites, Pleural effusion.

References


Brasil. Ministério da Saúde. INCA. Câncer de ovário. Disponível em: www.inca.gov.br. Acesso: maio 2021. 2. Freitas F. et al. Rotinas em Ginecologia. 5.ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

Meigs JV, Cass J. Fibroma of ovary with ascites and hydrothorax. Am J Obstet Gynecol, n. 33, p. 249–267, 1937.

Lurie S. Meigs’ syndrome: the history of the eponym. Eur J Obstet Gynecol Reprod Biol, n. 92, p. 199-204, 2000.

Meigs JV. Pelvic tumors other than fibromas of the ovary with ascites and hydrothorax. Obstet Gynecol, n. 3, p. 471–486, 1954.

Barrantes SM. Síndrome de Meigs. Rev Med Sinergia, n. 2, p. 8-11, 2017.

Barrantes SM. Síndrome de Meigs y pseudo Meigs: correlación con tumores ováricos. Rev Med Costa Rica Centroam, n. 71, p.659-662, 2015.

Saha S, Robertson M. Meigs’ and pseudo-Meigs’ syndrome. AJUM, n.15, p. 29-31, 2012.

Bayod MJ, Carlan ME, Idoate MA. Pseudo Meig’s syndrome in patient with Krukenberg’s tumor. Med Univ Navarra

Niloff JM, Knapp RC, Schaetzl E, Reynolds C, Bast RC. CA125 antigen levels in obstetric and gynecologic patients. Obstet Gynecol, n. 64, p. 703-7, 1984.

Abad A, Cazorla E, Ruiz F, et al. Meigs’ syndrome with elevated CA 125: case report and review of the literature. Eur J Obstet Gynecol Reprod Biol, n. 82, p. 97-9, 1999.

RODRÍGUEZ SM. Síndrome de Meigs. Revista Médica Sinergia, v. 2, n. 4, p. 8-11, 2017.

ATENCIO N, DE LA CRUZ A, SUCRE F. Síndrome de Meigs: consideraciones fisiopatológicas y clínicas. Revista médico científica, v. 19, n. 1, 2006.

Tarcoveanu E, Dimofte G, Niculescu D, et al. Ovarian fibroma in the era of laparoscopic surgery: a general surgeon’s experience. Acta Chir Belg, v. 6, n. 107, p. 664-9, 2006.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-273

Refbacks

  • There are currently no refbacks.