Síndrome de Guillain-Barré após COVID-19: Um relato de caso / Guillain-Barré Syndrome after COVID-19: Case report

Carolina Pessoa Rodrigues Ribeiro, Larissa Amorim Silva, Letícia Araújo Duarte, Viviane de Oliveira Ribeiro, Vitor Paixão Cruz, Marina Aparecida Maia, Isabella Viana Araujo, Gabrielle Araujo Nascimento, Giselia Nogueira Paixão Dias, Gracielly Barros Vasques de Souza, Grazielly Soares Evangelista, Guilherme Albuquerque Sampaio

Abstract


 INTRODUÇÃO:  O SARS-CoV-2 surgiu pela primeira vez em Wuhan, China, em dezembro de 2019 e é conhecido por causar a doença infecciosa do coronavírus pandêmico (COVID-19). A infecção pelo Coronavírus é desencadeada pela ligação da proteína spike do vírus à Enzima Conversora de Angiotensina 2 (ECA-2), a qual é expressada, principalmente, no coração e nos pulmões. O cérebro humano também expressa receptores de ECA-2, os quais foram detectados em neurônios e células da glia. Há relatos de associação entre a Síndrome de Guillain-Barré e infecções pelo vírus SARSCov-2. OBJETIVOS: O presente estudo tem por objetivo realizar um relato de caso relacionando a infecção por SARS-Cov-2 e a Síndrome de Guillain Barré em um paciente assistido no Hospital de Santa Casa da Misericordia de Goiânia em março de 2021.  MÉTODOS: A metodologia utilizada para confeccionar esse relato de caso foi a análise do prontuário e a revisão da literatura sobre os temas.  RESULTADOS: A Síndrome de Guillain Barré é uma doença neurodegenerativa e imunomediada, sabendo disso, é importante destacar o fenômeno advindo da desregulação da resposta imune inata frente ao processo infeccioso do coronavírus, culminando em uma cascata pró-inflamatória e citotóxica no organismo, consequentemente podendo causar alterações na neuroplasticidade e provocar modificações estruturais e funcionais no sistema nervoso central. CONCLUSÃO: Apesar de ser uma associação que ainda não exista clara explicação acerca da sua fisiopatologia, é possível evidenciar uma relação entre a ocorrência da Síndrome de Guillain Barré após um processo infeccioso prévio pelo SARS-CoV-2, porém faz-se necessário maiores investigações.


Keywords


COVID-19, Síndrome de Guillain-Barré, relato de caso.

References


Gomes AS et al. Associação entre o COVID-19 e manifestações neurológicas. Brazilian Journal of Development. 6.ed. Curitiba: Brazilian Journal of Development; 2020.

Accorsi DX et al. COVID-19 e o Sistema Nervoso Central. Edição especial. São José do Rio Preto: Ulakes Journal of Medicine, 2020.

Leonhand SE. el al. Diretrizes Baseadas em Evidências Diagnóstico e manejo da Síndrome de Guillain–Barré em dez etapas. 29.ed. São Paulo: Revista Neurociências; 2021.

Zito A. et al. COVID-19 and Guillain–Barré syndrome: a case report and review of literature. 11.ed. San Diego: Frontiers in neurology; 2020.

Papri N. et al. Guillain-Barré syndrome associated with SARS-CoV-2 infection: A case report with long term follow up. 356.ed. Journal of Neuroimmunology; 2021.

Almeida YHS et al. Síndrome de Guillain Barré em consequência da COVID-19. 15.ed. Rio de Janeiro: Revista Científica da Faculdade de Medicina de Campos; 2020.

Galvão MHR, Roncalli AG. Fatores associados a maior risco de ocorrência de óbito por COVID-19: análise de sobrevivência com base em casos confirmados.23.ed.Rio de Janeiro: Revista brasileira de epidemiologia; 2021.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-270

Refbacks

  • There are currently no refbacks.