A relação entre doença do refluxo gastroesofágico e sinusite crônica/ The relationship between gastroesophageal reflux disease and chronic sinusitis

Virgínia Braz da Silva Vaz, Vivian Lais de Lima, Matheus Cunha Nunes, João Pedro de Castro Ribeiro, Amanda Vieira Pires Rezende, Humberto Alcantara Teodoro, Luiz Fernando Costa Campos, Guilherme César de Freitas Cayres

Abstract


A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) é uma patologia resultante do retorno do conteúdo gástrico, ocasionado por alterações no esfíncter denominado Cárdia, por uma hérnia de hiato provocada pelo deslocamento da transição entre esôfago e estômago ou por fragilidade das estruturas musculares na região gastroesofágica.  Assim, o retorno de tal conteúdo afeta as estruturas otorrinolaringológicas, causando danos a curto e longo prazo. Ambas patologias foram analisadas neste trabalho através de uma Revisão Integrativa da Literatura respaldada em uma pesquisa minuciosa nas principais bases de dados. Notou-se um déficit em trabalhos científicos que favoreçam a essa análise, tornando-se um empecilho para busca de dados de alta confiabilidade. Assim, constatou-se que, embora haja evidências científicas que comprovem os efeitos da DRGE nas implicações nasofaringes, como a sinusite crônica, não há estudos que analisem essa relação com eficácia. Por isso, destaca-se a importância de análise deste quadro clínico tão frequente em pacientes que possuem ambas patologias, pois a relação entre as manifestações otorrinolaringológicas em pacientes com doenças gastroesofágicas impacta negativamente a qualidade de vida de inúmeras pessoas.


Keywords


Gastroesophageal Reflux; Otolaryngology; Sinusitis.

References


BURTON L. et al. Pneumonia fúngica no hospedeiro imunocompetente: uma possível conexão estatística entre sinusite fúngica alérgica com polipose e infecção pulmonar recorrente detectada pela cintilografia de doença do refluxo gastroesofágico. Mol Imaging Radionucl Ther., v. 29, n. 2, p 72-78, 2020. Disponível em: doi:10.4274/mirt.galenos.2020.32154. Acesso em: 06 out. 2021.

COSTA, R. A. L. et al. Helicobacter pylori e seus aspectos clínicos-epidemiológicos: uma revisão de literatura. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 2, p. 14420-14438, 2021. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/24514. Acesso em: 08 out. 2021.

FINOCCHIO E. et al. A gastrite e a doença do refluxo gastroesofágico estão fortemente associadas a distúrbios nasais não alérgicos. BMC Pulm Med, v. 21, n. 1, p. 53. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/33557802/. Acesso em: 08 out. 2021.

GURSKI, R. R. et al. Manifestações extra-esofágicas da doença do refluxo gastroesofágico. Jornal Brasileiro de Pneumologia, v. 32, n. 2, p. 150-160, 2006. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1806-37132006000200011. Acesso em: 06 out. 2021.

SELLA, G.C. et al. Relação entre rinossinusite crônica e refluxo gastroesofágico em adultos: revisão sistemática. Jornal Brasileiro de Otorrinolaringologia, v. 83, n. 3, p. 356-363, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.bjorl.2016.05.012. Acesso em: 06 out. 2021.

TAN J. et al. Associações entre a doença do refluxo gastroesofágico e uma série de doenças: uma revisão abrangente de revisões sistemáticas e meta-análises. BMJ Open, v. 10, n. 12, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1136/bmjopen-2020-038450. Acesso em: 08 out. 2021

VIEIRA, P. M. L. F. O. et al. Os mecanismos inflamatórios na rinossinusite crónica. Dissertação (Mestrado Integrado em Medicina)- Universidade do Porto. Porto, 2014. Disponível em: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/76741/2/32886.pdf. Acesso em: 08 out. 2021.

WORLD GASTROENTEROLOGY ORGANISATION (WGO). Perspectiva mundial sobre a doença do refluxo gastroesofágico. World Gastroenterol Organ Glob Guidel DRGE, p. 1-38, 2015. Disponível em: https://www.worldgastroenterology.org/UserFiles/file/guidelines/gastroesophageal-reflux-disease-portuguese-2015.pdf. Acesso em: 06 out. 2021.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-230

Refbacks

  • There are currently no refbacks.