Planejamento Estratégico Situacional: um relato de experiência acadêmica na Unidade Básica de Saúde (UBS) Cabana / Situational Strategic Planning: an account of the experience of academics at the Cabana Basic Health Unit

Augusto Rangel Mattos Jardim, Anna Luiza de Albuquerque Martins, Beatriz Elias da Silva, Bernardo Braga Duarte, Bruno Araujo Brant, Fernanda Hermeto Soares, Fernando Neves Pinheiro, Hanrafel Geraldo Caetano da Silva, Isadora Vieira Menicucci Ferri, Julia Barros Silva, João Pedro Araújo Brant, Letícia Eduarda Sales Guimarães, Luiza Alves Guerra Scarpelli Reis, Luiza Mara Vieira Rocha, Marcela Gallinari da Costa Torres, Mayara Ferreira dos Reis dos Reis, Paola Garcias Pereira, Victória Mara Vieira Rocha, Vitória Chiodi Pereira

Abstract


O planejamento estratégico situacional (PES) é uma ferramenta utilizada para estabelecer os determinantes de saúde de uma localidade, objetivando compreender os principais problemas de uma população alvo, seguindo o princípio de equidade. Dessa maneira, foi realizado em 2016 e 2017, o PES da região assistida pela UBS Cabana-BH e com isto, foi possível criar um projeto de intervenção específico para esse local. Objetivo: O objetivo deste artigo é demonstrar a importância do PES para compreender a complexidade dos processos sociais. Ao mesmo tempo, objetiva-se explorar as ferramentas operacionais utilizadas para a elaboração de planos de ação em saúde específicos para a região. Métodos: Foi realizado o diagnóstico estratégico da região pesquisada para compreender, através da estimativa rápida e da entrevista com a população assistida, a real situação da região de abrangência da UBS Cabana-BH. Resultados: A partir da informação coletada pelo PES, foi possível entender as principais mazelas enfrentadas pela população analisada e estabelecer os desafios mais importantes e urgentes a serem encarados. Como principal ferramenta do PES, foram feitos brainstorms para criar estratégias de enfrentamento e resolução de problemas específicos daquela região. Um dos grandes entraves da região estudada é o contato da população infanto-juvenil com o sistema de saúde. Com isso, nos anos de 2016 e 2017, foram realizados testes antropométricos e de acuidade visual nos estudantes da Escola Estadual local e os jovens cujos exames detectaram alterações foram encaminhados para acompanhamento na UBS Cabana-BH. Além disso, palestras acerca da importância da puericultura também foram ministradas para os profissionais de saúde da unidade. Conclusão: A partir dos resultados encontrados, entende-se a importância de realização do PES para a elaboração de planos de ação particulares, resolutivos e diligentes que respeitem as particularidades de cada região em específico. Percebe-se também que a comunicação entre a população e os profissionais de saúde é essencial para que a realidade do local seja devidamente analisada e compreendida.


Keywords


Planejamento estratégico situacional, Saúde coletiva, Estimativa Rápida.

References


CAMARGO, Fernanda Carolina et al. Planejamento estratégico situacional em saúde: abordagem da saúde do trabalhador na Estratégia Saúde da Família. Revista Família, Ciclos de Vida e Saúde no Contexto Social, Uberaba, v. 8, n. 2, p. 248-261, jan. 2020. Disponível em: https://www.redalyc.org/jatsRepo/4979/497963611009/497963611009.pdf. Acesso em: 27 set. 2021.

FIGUEIREDO FILHO, Wilson Bento; MULLER, Geraldo. Planejamento estratégico segundo Matus: proposta e crítica. Disponível em: http://www.rc.unesp.br/igce/newpos/new_geo/downloads/2002/planejamento.pdf. Acesso em 27 de set. 2021

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Sistema de Planejamento do SUS (PlanejaSUS): uma construção coletiva – trajetória e orientações de operacionalização / Ministério da Saúde, Organização Pan-Americana da Saúde. – Brasília: Ministério da Saúde, 2009. (Série B. Textos Básicos de Saúde).

FERREIRA, Simone Cristina da Costa; SILVA, Letícia Batista da; MIYASHIRO, Gladys Miyashiro. PLANEJAMENTO EM SAÚDE. In: LIVRO Técnico de VIGILÂNCIA EM SAÚDE 2: Fundamentos. 1a edição. ed. Rio de Janeiro: Ministério da Saúde, 2017. v. 2, cap. 4, p. 137-164. ISBN 978-85-98768-99-1. Disponível em: https://www.epsjv.fiocruz.br/publicacao/livro/tecnico-de-vigilancia-em-saude-fundamentos. Acesso em: 27 set. 2021.

HORTELAN, Mayara Paula da Silva Marques et al. Planejamento estratégico em saúde e educação permanente em saúde: embasamentos para mudanças no perfil assistencial. Brazilian Journal of Health Review, Curitiba, v.4, n.1, p. 475-484 jan./feb. 2021.

TOMASI, Yaná Tamara; SOUZA, Jeane Barros de; MADUREIRA, Valéria Silvana Faganello. Diagnóstico comunitário na Estratégia Saúde da Família: potencialidades e desafios, Revista de Enfermagem da UFPE, Recife, v. 12, n. 6, p. 1546-1553, jun. 2018. Disponível em: Acesso em: 20/09/2021.

ROCHA, Guilherme Danta et al. A utilização do diagnóstico situacional para o planejamento das ações na ESF. Brazilian Journal of Health Review, Curitiba, v.4, n.2, p. 8170-8184 mar./apr. 2021.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-229

Refbacks

  • There are currently no refbacks.