Estratégias de prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica em adultos: revisão de literatura / Strategies for prevention of pneumonia associated with mechanical ventilation in adults: literature review

Ana Luiza Endo, Amanda de Castro Donato, Mariana Paris Ronchi, Vinicius Kasten Cirolini, Uriel Di Oliveira Neves

Abstract


Introdução: Infecções nosocomiais são de alto risco para o paciente, sendo que as pneumonias e infecções do trato respiratório inferior são as mais prevalentes. Nesse contexto, pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV) é a mais comum em UTIs e apresenta alto índice de mortalidade estando, geralmente, relacionada com microrganismos multirresistentes. Objetivo: Nesse trabalho, objetiva-se analisar as estratégias de prevenção da PAV em pacientes adultos disponíveis atualmente e o impacto de suas aplicações, além de desenvolver um check-list que possa ser utilizado em UTIs para maior controle da equipe na realização da rotina. Resultado e conclusão: Após a análise dos estudos selecionados, foi desenvolvida uma tabela com as principais medidas de prevenção e concluiu-se que a adoção de intervenções em conjunto é mais eficaz do que a aplicação de medidas isoladas, uma vez que cada uma das ações possui papel fundamental na prevenção da PAV, devendo ser utilizadas de maneira complementar.

 

 


Keywords


protocolo, prevenção, pneumonia associada à ventilação mecânica, adultos.

References


ALECRIM, Raimunda Xavier et al . Estratégias para prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica: revisão integrativa. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, 2019; 72(2): 21-530. Disponível em . Acesso em 20 de agosto de 2020. Doi: 10.1590/0034-7167-2018-0473.

ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Medidas de Prevenção de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde. Brasília, 2017 Disponível em: . Acesso em 7 de agosto de 2020.

BERALDO, Carolina Contador. Higiene bucal com clorexidina na prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica. J. bras. pneumol., São Paulo, 2008; 34(9): 707-714. Disponível em . Acesso em 29 de agosto de 2020. Doi 10.1590/S1806-37132008000900012.

BOUZA, Emílio et al. Continuous aspiration of subglottic secretions in the prevention of ventilator-associated pneumonia in the postoperative period of major heart surgery. Chest Journal,Glenview ,2008; 134(5): 938-946. Disponível em < https://journal.chestnet.org/article/S0012-3692(08)60353-0/fulltext >. Acesso em 15 de setembro de 2020. Doi 10.1378/chest.08-0103.

CARVALHO, Carlos Roberto Ribeiro et al. III Consenso Brasileiro de Ventilação Mecânica. Jornal Brasileiro de Pneumologia, São Paulo, 2007; 33 (2): 54-70. Disponível em < https://www.scielo.br/pdf/jbpneu/v33s2/a02v33s2.pdf>. Acesso em 15 de setembro de 2020.

CURLEY, MAQ, et al. Tailoring the Institute for Health Care Improvement 100,000 Lives campaign to pediatric settings: the example of ventilator-associated pneumonia. Pediatr Clin North Am, 2006; 53(6): 1231-51. Disponível em: < https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0031395506001064?via%3Dihub>. Acesso em 7 de agosto de 2020. Doi 10.1016/j.pcl.2006.09.001.

DALMORA, Camila Hubner et al. Definindo pneumonia associada à ventilação mecânica: um conceito em (des)construção. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, São Paulo, 2013; 25(2): 81-86. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103507X2013000200004&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 12 de agosto de 2020. Doi.org/10.5935/0103-507X.20130017.

DANTAS, Camila Moura et al . Influência da mobilização precoce na força muscular periférica e respiratória em pacientes críticos. Rev. bras. ter. intensiva, São Paulo, 2012; 24(2): 173-178.

Disponível em: . Acesso em 29 de agosto de 2020. Doi 10.1590/S0103-507X2012000200013.

GIAROLA, Luciana Borges et al. Infecção hospitalar na perspectiva dos profissionais de enfermagem: um estudo bibliográfico. Cogitare Enfermag., 2012; 17(1): 151-157. Disponível em: < https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/26390>. Acesso em 7 de agosto de 2020. Doi 10.5380/ce.v17i1.26390.

GOMES, Mariza. POP 003 – Protocolo de prevenção de PAV. Portal Unimed Teresina, 2017. Disponível em: < http://uniweb.unimedteresina.com.br/public/uploads/rh/VWg3VDB2a0ZUT3hSbkFCcWVYMEZ1NEtOY00zK3FwWlNyZ2dXR2p4VUZlRT0=23aacc.pdf>. Acesso em 20 de agosto de 2020.

GONÇALVES, Juliana Quixabeira et al. Características do Processo de Desmame da Ventilação Mecânica em Hospitais do Distrito Federal. Jornal Brasileiro de Terapia Intensiva, Brasília, 2007; 19(1): 38-43. Disponível em: < http://rbti.org.br/artigo/detalhes/0103507X-19-1-5>. Acesso em 14 de agosto de 2020.

GUTERRES, Sabrina et al. Bundle de prevenção da pneumonia associada à ventilação mecânica: uma construção coletiva. Texto Contexto Enfermagem. Florianópolis, 2012; 21(4): 837-844. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072012000400014>. Acesso em 7 de agosto de 2020. Doi 10.1590/S0104-07072012000400014.

GWINNUTT, Carl. Pharmacology of Neuromuscular Blocking Drugs and Anticholinesterases. Aaesthesia Tutorial of the Week, 2007; 24 (2): 108-112. Disponível em: < https://www.wfsahq.org/components/com_virtual_library/media/53bab2de27fde7ad64195efb72599925-Neuromuscular-Blocking-Drugs-and-Anticholinesterases--Update.pdf>. Acesso em 22 de agosto de 2020.

HODGIN, Katerine E, et al. Physical therapy utilization in intensive care units: results from a national survey. Critical care medicine, Illinois, 2009; 37(2): 561–568. Disponível em: < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/19114903/>. Acesso em 28 de agosto de 2020. Doi 10.1097/CCM.0b013e3181957449.

IHI - Institute for Healthcare Improvement. 5 million lives campaign. getting started kit: prevent ventilator-associated pneumonia - how-to guide. Massachusetts, 2008. Disponível em: . Acesso em 7 de agosto de 2020.

KELLEY, Scott D. Number needed to treat for subglottic secretion drainage technology as a ventilator-associated pneumonia prevention strategy. Crit Care. 2012;16(5):446. Disponível em: < https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3682244/> Acesso em 22 de setembro de 2020. Doi10.1186/cc11464.

MARTINUSSEN, Torben et al. A protocol of no sedation for critically ill patients receiving mechanical ventilation: a randomised trial. P. Lancet, 2010; 6;375 (9713): 475-480. Disponível em: < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20116842/>. Acesso em 10 de agosto de 2020. Doi 10.1016/S0140-6736(09)62072-9.

NASSAR, AP Júnior et al. Protocolos de sedação versus interrupção diária de sedação: uma revisão sistemática e metanálise. Rev. Bras. Ter. Intensiva, 2016; 28(4): 444- 451. Disponível em: . Acesso em 27 de agosto de 2020.

ORGANIZATION, World Health Regional Office for the Eastern Mediterranean (2010). Technical paper Infection prevention and control in health care: time for collaborative action.. Disponível em: < https://apps.who.int/iris/handle/10665/122877>. Acesso em 8 de agosto de 2020

PADRÃO, Manuella da Cruz et al. Prevalência de infecções hospitalares em unidade de terapia intensiva. Rev. da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, 2010; 8(2): 125-128. Disponível em: . Acesso em: 8 de agosto de 2020.

PENITENTI, Renata de Martin et al. Controle da pressão do cuff na unidade de terapia intensiva: efeitos do treinamento. Ver. Bras. Ter. Intensiva, São Paulo, 2010; 22(2): 192-195. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/rbti/v22n2/a14v22n2.pdf>. Acesso em 2 de agosto de 2020.

PERME Christiane S, et al. Early mobilization of LVAD recipients who require prolonged mechanical ventilation. Tex Heart Inst Journal, 2006; 33(2): 130-3. Disponível em: < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/16878612/>. Acesso em 29 de agosto de 2020.

POMBO, Carla Mônica Nunes et al. Conhecimento dos profissionais de saúde na Unidade de Terapia Intensiva sobre prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica. Revista Ciência e Saúde coletiva. Rio de Janeiro, 2010; 15(1):1061-1072. Disponível em: . Acesso em 16 de agosto de 2020. Doi 10.1590/S1413-81232010000700013.

SILVA, Magali Francisca de Oliveira et al. Impactos da implementação do Bundle de pneumonia associada à Ventilação Mecânica: Manutenção da cabeceira da cama elevada de 30º a 45º. Brazilian Journal of Healt Review. Curitiba, 2021; 4(2): 7381-7386. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/27699. Doi 10.34119/bjhrv4n2-279.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PNEUMOLOGIA E TISIOLOGIA. Diretrizes brasileiras para tratamento de pneumonias adquiridas no hospital e das associadas à ventilação mecânica. Jornal Brasileiro de Pneumologia. São Paulo, 2007; 33(1): 1-30. Disponível em: . Acesso em: 16 de agosto de 2020. Doi 10.1590/S1806-37132007000700001.

SOCIEDADE PAULISTA DE IFNECTOLOGIA. Diretrizes Sobre Pneumonia Associada a Ventilação Mecânica. 1 ed. São Paulo: Editora Office Ltda, 2006. Disponível em: < https://proqualis.net/sites/proqualis.net/files/000002333b7Xqvm.pdf>. Acesso em 12 de agosto de 2020.

SPIEGEL Joan E. Endotracheal tube cuffs: design and function. Anesthesiology news: guide to airway management. 2010; 51-58. Disponível em < http://www.csen.com/cuff.pdf >. Acesso em 15 de setembro de 2020.

WANG, Fei, et al. Subglottic secretion suction for preventing ventilator-associated pneumonia: an updated meta-analysis and trial sequential analysis. J Trauma Acute Care Surg. 2012;72(5):1276-85. Disponível em: . Acesso em 22 de setembro de 2020. Doi 10.1097/TA.0b013e318247cd33.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-221

Refbacks

  • There are currently no refbacks.