Educação baseada em competências aplicada ao desenvolvimento de formulações / Skill-based education applied to formulation Development

Soraya Katine Garcia Metz, Fernanda Kaefer, José Lucas Machado, Daniele Cristina da Silva, Suzane Carvalho, Andressa Ernsen, Alberto Ivan Domiciano, Vinícius Tiago Pereira

Abstract


A metodologia ativa do curso de graduação em Farmácia promove a interdisciplinaridade no ensino pela aplicação de projetos. A vivência prática dos estudantes do curso do campus Biopark vem se destacando a partir dos resultados demonstrados ao final de cada semestre com a apresentação das formulações farmacêuticas e cosméticas desenvolvidas. Durante um período de aproximadamente dois meses, os alunos, reunidos em equipes de oito estudantes, foram desafiados pelos professores monitores a desenvolver autodidaticamente as competências necessárias para o cumprimento do projeto de desenvolvimento de uma formulação semissólida e seu método analítico. A fim de apresentar uma emulsão óleo/água, a equipe Eight+ realizou uma pesquisa bibliográfica completa acerca dos princípios ativos Coenzima Q10 e Vitamina B5 e potenciais excipientes com o intuito de identificar suas principais características físico-químicas, possíveis interações e formas de manipulação. Depois da definição de quatro pré-formulações foram realizados testes de bancada e a definição da formulação final. Em paralelo, foram pesquisados, determinados e executados os ensaios analíticos para comprovação de segurança e eficácia, além da realização de pré-testes de conservação do produto desenvolvido. Como resultado, a equipe entregou o protótipo de um creme hidratante facial rejuvenescedor, o qual recebeu o nome de Que10+. A evolução na aprendizagem proporcionada pela metodologia ativa pode ser percebida no acompanhamento da equipe durante as semanas de atividades, o que comprovou a efetividade do método ativo de ensino, culminando com a entrega do protótipo do creme hidratante e reiterando o propósito do desenvolvimento de competências nos alunos, como trabalho em equipe, organização, respeito e gestão. Por outro lado, como aspecto de interdisciplinaridade, o desafio abordou variadas disciplinas como farmacologia, química, anatomia, administração, contabilidade e ciências farmacêuticas, contribuindo assim para a formação diferenciada proposta para o curso.

 

 


Keywords


Prática, Tecnologia Farmacêutica, Educação Baseada em Competências.

References


ALLEN JR., L. V. Introduc?a?o a? farma?cia de Remington. Tradução e revisão técnica de Elenara Lemos-Senna et al. Porto Alegre: Artmed, 2016. p. 660 (Título original: Remington: an introduction to pharmacy).

AYRES, R.; CAVALCANTI, M. F. M. R. Desenvolvimento de competências e metodologias ativas: a percepção dos estudantes de graduação em administração. Revista Administração: Ensino e Pesquisa (RAEP). V. 21, n. 1, 2020. Disponível em: . Acesso em: 26 jun. 2021.

BALBANI, A. P. S.; STELZER, L. B.; MONTOVANI, J. C. Excipientes de medicamentos e as informações da bula. Rev. Bras. Otorrinolaringol., São Paulo, v. 72, n. 3, p. 400-406, jun. 2006. Disponível em: . Acesso em: 02 mai. 2021.

BARROS, S.L.; ANDRADE, M. M.; ARCOVERDE, A. M. H.; VILELA, L. C.; MOTA, L. R. A; SOBRINHO, J. E. L. Análise do acesso à informação acadêmica entre estudantes de medicina inseridos numa metodologia ativa de aprendizagem. Rev. Bras. Educ. Med. vol.43 no. 4 Brasília. Out./Dec. 2019, Epub Oct 14, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-52712015v43n4rb20190037. Acesso em: 25 abr. 2021.

GAROFALO, D. Como as metodologias ativas favorecem o aprendizado [publicação online]; 2018. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/11897/como-as-metodologias-ativas-favorecem-o-aprendizado. Acesso em: 20 out. 2019.

GONÇALVES, G. M. S.; CAMPOS, P. M. B. G. M. Aplicação de métodos de biofísica no estudo da eficácia de produtos dermocosméticos. Braz. J. Pharm. Sci., São Paulo, v. 45, n. 1, p. 1-10, Mar. 2009. Disponível em: . Acesso em: 02 mai. 2021.

JACOBS, M. A. P; ACURSIO, W. Coenzima Q10: Aplicações clínicas. BWS, São Paulo, V.3, p. 1-7. Nov. 2020. Disponível em: https://bwsjournal.emnuvens.com.br/bwsj/issue/view/4. Acesso em: 25 abr. 2021.

JULIANI, C. S. R. Medicamentos: noções básicas, tipos e formas farmacêuticas. 1. ed. São Paulo: E?rica, 2015. 96 p.

KNORST, M. T. Desenvolvimento tecnológico de forma farmacêutica plástica contendo extrato concentrado de Achyrocline satureioides. Lam. DC. Compositae. Dissertação de Mestrado em Farmácia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1991, 228p.

MATOS, S. P. Noções básicas em dermatocosme?tica. 1. ed. São Paulo: E?rica, 2015. 96 p.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Guia de Controle de Qualidade de Produtos Cosméticos. 2. ed. Brasília: p. 27, 2008. Disponível em: file:///C:/Users/clien/Downloads/Guia%20de%20Controle%20de%20Qualidade%20de%20Produtos%20Cosméticos%20(1).pdf> Acesso em: 02 mai. 2021.

SILVA, F. V. F. et al. Desenvolvimento e controle de qualidade de um gel-creme antiacneico a base do óleo da Copaífera officinalis L. (copaíba). Revista Eletrônica Acervo Saúde / Electronic Journal Collection Health, Teresina – PI, Vol.Sup.30 p.1-10, 2019. Disponível em: . Acesso em 12 de outubro 2019.

TRINDADE, K. S. Creme de massagem base: testes para a estabilidade de formulação – Centro Universitário Univates. Lageado, novembro de 2016. Disponível em: < https://www.univates.br/tecnicos/media/artigos/kerly.pdf>. Acesso em 19/09/2019.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-185

Refbacks

  • There are currently no refbacks.