Relevância e adesão aos exames preventivos de câncer de colo uterino e à vacina do HPV em dois municípios do nordeste brasileiro / Relevance and adherence to preventive exams for cervical cancer and to the HPV vaccine in two municipalities in northeastern Brazil

Beatriz Barreto de Andrade, Clarisse Matos Cardoso, Larissa Santana Dos Santos Pinto, Maria Isabela Pereira Galvão Dourado, Bruno Gil de Carvalho Lima

Abstract


O câncer do colo uterino está entre as causas mais comuns de morte por neoplasia no sexo feminino. O objetivo deste trabalho foi descrever a realização de Papanicolau, a cobertura vacinal para HPV e a morbimortalidade por câncer de útero, em duas cidades na região nordeste do Brasil entre os anos de 2009 a 2018. Trata-se de um estudo descritivo retrospectivo, que analisou a produção ambulatorial de exames Papanicolau, doses de vacina aplicadas, morbidade hospitalar e óbitos por câncer de colo uterino. Observou-se, no período avaliado, que para todas as variáveis analisadas houve intensa variação nos registros ao longo dos anos. Entretanto, uma vez que que a vacina foi inserida no calendário brasileiro somente a partir de 2014, o impacto dela nas cifras de morbimortalidade ainda não pôde ser observado. Dessa forma, a principal linha de ação que poderia alcançar alguma efetividade no período seria o rastreio citológico, porém não foi observada diminuição no número de casos e óbitos. Reforça-se que medidas devem ser tomadas para que tanto a realização dos exames preventivos quanto a vacinação sejam implementadas de forma efetiva no território nacional, de forma a reduzir a morbimortalidade associada à infecção pelo vírus HPV.


Keywords


Câncer do colo do útero, HPV, Papilomavírus humano, Vacina contra HPV.

References


ANDRADE, M. S. et al. Fatores associados à não adesão ao Papanicolau entre mulheres atendidas pela Estratégia Saúde da Família em Feira de Santana, Bahia, 2010. Epidemiologia e Serviços de Saúde. v.23, n.1, p.111-120, 2014.

AYRES, A. R. G, et al. Infecção por HPV em mulheres atendidas pela Estratégia Saúde da Família. Revista de Saúde Pública. v.51, p.1-11, 2017.

BORGES, S. A. C.; PORTO, P. N. Por que os pacientes não aderem ao tratamento? Dispositivos metodológicos para a educação em saúde. Saúde debate. v.38, n.101, p.338-346, 2014.

BORSATTO, A. Z.; VIDAL, M. L. B.; ROCHA, R. C. N. P. Vacina contra o HPV e a prevenção do câncer do colo do útero: subsídios para a prática. Revista Brasileira de Cancerologia, v.54, n.1, p.67-74, 2011.

CARDIAL, M. F. et al. Papilomavírus humano (HPV). Programa vacinal para mulheres. Programa vacinal para mulheres. São Paulo: Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. Femina, v.47, n.2, p.94-100, 2019.

CARVALHO, A. M. C. et al. Adesão à vacina HPV entre os adolescentes: revisão integrativa. Texto & Contexto Enfermagem. v.28, p.1-15, 2019.

CURRIN, L. G. et al. Inequalities in the incidence of cervical cancer in South East England 2001–2005: an investigation of population risk factors. BMC Public Health. v.9, n.62, p.1-10, 2009.

DENNY, L. Cervical cancer: prevention and treatment. Discovery medicine. v.14, n.75, p.125-131, 2012.

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ (FIOCRUZ). HPV, câncer de colo do útero e vacina: entenda a relação. 2014. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/noticia/hpv-cancer-de-colo-do-utero-e-vacina-entenda-relacao. Acesso em: 19 de setembro de 2021.

GAMARRA, C. J.; VALENTE, J. G.; AZEVEDO, S. G. Magnitude da mortalidade por câncer do colo do útero na Região Nordeste do Brasil e fatores socioeconômicos. Revista Panamericana de Salud Pública. v.28, n.2, p.100-160, 2010.

GIRALDO, P. C. et al. Prevenção da infecção por HPV e lesões associadas com o uso de vacinas. Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis. v.20, n.2, p.132-140, 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATISTICA (IBGE). IBGE Cidades. 2021. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/. Acesso em: 16 de setembro de 202.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER (INCA). Controle do Câncer do Colo do Útero. 2020. Disponível em: https://www.inca.gov.br/utero. Acesso em 08 de outubro de 2020.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER (INCA). Tipos de câncer - Câncer do Colo do Útero. 2021. Disponível em https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-do-colo-do-utero. Acesso em 19 de setembro de 2021.

MACHADO, L. G.; PIRES, M. C. Perfil epidemiológico de mulheres com papilomavírus humano que utilizam o serviço público de saúde. Revista baiana de enfermagem. v. 31, n.4, p.1-9, 2017.

MELLO, C. H. M. S. A valorização dos aspectos culturais da população como estratégia para melhorar a adesão da comunidade às ações de promoção de saúde e prevenção de doenças. Revista do programa de pós-graduação em ciência sociais da UNESP. v.5, p.9-24, 2012.

MÉNDEZ, M. G. C.; ACEVEDO, L. S. T.; CEBALLOS, A. C. A. Percepción de mujeres de Colima-México y Medellín- Colombia sobre el câncer cervicouterino: causas, prevención y cuidado. 2010. Disponível em: https://silo.tips/download/percepcion-de-mujeres-de-colima-mexico-y-medellin-colombia-sobre-el-cancer-cervi. Acesso em: 19 de setembro de 2021.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Informe técnico sobre a vacina papilomavírus humano (HPV) na Atenção Básica. 2014. Disponível em: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2015/junho/26/Informe-T--cnico-Introdu----o-vacina-HPV-18-2-2014.pdf. Acesso em: 19 de setembro de 2021.

NUNES, C. B. L.; ARRUDA, K. M.; PEREIRA, T. N. Apresentação da eficácia da vacina HPV distribuída pelo sus a partir de 2014 com base nos estudos FUTURE I, FUTURE II, E Villa et al. Acta Biomedica Brasiliensia. v.6, n.1, p.1-9, 2015.

QUEVEDO, J. P. et al. A política de vacinação contra o HPV no Brasil: a comunicação pública oficial e midiática face à emergência de controvérsias. Revista Tecnologia e Sociedade. v. 12, n.14, p.1-16, 2016.

RAMONDETTA, L. M. et al. Avoidable tragedies: Disparities in healthcare access among medically underserved women diagnosed with cervical câncer. Gynecologic oncology. v. 139, n.3, p.500-505, 2015.

SILVA, L. E. L., OLIVEIRA, M.L.C., GALATO, D. Receptividade à vacina contra o papilomavírus humano: uma revisão sistemática. Revista Panamericana de Salud Pública. v.43, p.1-9, 2019;

SOARES, M. C. et al. Câncer de colo uterino: caracterização das mulheres em um município do sul do Brasil. Revista de Enfermagem. v.14, n.1, p.90-96, 2010.

SOUSA, P. D. L. et al. Conhecimento e aceitabilidade da vacina para HPV entre adolescentes, pais e profissionais de saúde: elaboração de constructo para coleta e composição de banco de dados. Journal of Human Growth and Development. v.28, n.1, p.58-68, 2018.

SUCCI, R. C. M. Recusa vacinal – que é preciso saber. Jornal de Pediatria. v.94, n.6, p.574-581, 2018.

ZANINI, N. V. et al. Motivos para recusa da vacina contra o Papilomavírus Humano entre adolescentes de 11 a 14 anos no município de Maringá-PR. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade. v.12, n.39, p.1-13, 2017.

ZARDO, G. P. et al. Vacina como agente imunizante contra o HPV. Ciência e Saúde coletiva. v.19, n.9, p.3799-3808, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-170

Refbacks

  • There are currently no refbacks.