Os efeitos do comportamento alimentar no estilo de vida do controle da diabetes / The effects of food behavior on the diabetes control lifestyle

Layla Maisa da Silva Pereira, Francisca Marta Nascimento de Oliveira Freitas

Abstract


O diabetes é uma síndrome de múltiplas causas, devido à falta de insulina e / ou a insulina não pode exercer plenamente o seu efeito. As características da doença são Hiperglicemia crônica associada a distúrbios de carboidratos, lipídios e gorduras proteína. Como essas três vias metabólicas são alteradas, há alterações de todo o organismo. É uma doença conhecida a várias décadas, sendo caracterizada principalmente por hiperglicemia (aumento dos níveis de glicose no sangue), resultado de defeitos na secreção de insulina, em sua ação ou ambos (DIRETRIZES SBD, 2016). A discussão é sobre a os efeitos do comportamento alimentar da população e no estilo de vida que possa acarretar o desenvolvimento da doença e mudanças fisiológicas do corpo humano, e se as alterações alimentares ajuda no controle da diabetes e na diminuição de índice glicêmico sem o uso de medicamentos. Portanto tem como o objetivo de refletir sobre possíveis causas e danos e trazer melhoria no cotidiano.


Keywords


Diabetes mellitus, Comportamento alimentar, fatores de risco.

References


AMERICAN DIABETES ASSOCIATION. Standards of Medical Care in Diabetes 2017, v. 40, n. 1, p.33-40, 2017.

ANDRADE, C. S. Controle glicêmico e auto percepção do grau de adesão à insulina em pacientes com diabetes tipo 1 no Brasil. Centro de Pesquisa Gonçalo Muniz/FIOCRUZ. Salvador, Bahia, 2016.

ARAÚJO, M.S. A família no cuidado do paciente com Diabetes Mellitus: Revisão integrativa da literatura. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, v.11, n.37, p.62-66, jul/set, 2013.

BENETTI, F. CENI, G.C. Frequência do consumo alimentar de pacientes diabéticos em acompanhamento ambulatorial na região norte de. no segundo semestre de 2008.

BITTENCOURT, A.; VINHOLES, D. B. Estimativa do risco para diabetes mellitus tipo 2 em bancários da cidade de Tubarão, estado de Santa Catarina, Brasil. Scientia Medica, Porto Alegre, v. 23, n. 2, p.82-89, 30 maio 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: diabetes mellitus. Caderno de Atenção Básica. Brasília, 2013. 162 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB). Brasília: Ministério da Saúde, 2016.

SOUZA, R.C ; GAMA, I. B; COSTA, J.F; MACEDO, L.A; SOUSA, Y.S; NASCIMENTO, C.C. Prevalência e fatores de risco do Diabetes Mellitus nos funcionários de escolas públicas em Santarém-Pará. Revista Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 6, n. 7, jul. 2020.

CORRÊA, C. R. A; NAVARRO, J. P. Educação em saúde a crianças: a ludicidade como estratégia. Enfermagem na educação em saúde. Curitiba, v.35, n.3, p. 255, 2013.

COSTA, J.A. et al. Promoção da saúde e diabetes: discutindo a adesão e a motivação de indivíduos diabéticos participantes de programas de saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 16, n. 3, p. 2001-2009, 2011.

COSTA, M. B., ROSA, C. O. B. Alimentos Funcionais: componentes bioativos e efeitos fisiológicos. 2. ed. Rio de Janeiro: Rubio, 2016. 480 p.24.

CRUZ-FERREIRA, A. M.; LOUREIRO, E. R.; CASALTA-LOPES, J. E.; PIMENTEL, I. S. T. B. Avaliação dos níveis de atividade física e sedentarismo em doentes diabéticos. RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 9, n. 52, p. 189-199, 26 ago. 2015.

CZEPIELEWSKI, M.A.; Diabetes. ABC da Saúde. Disponível em: Data de Acesso: 30/11/2015.

DE ALMEIDA, F. C. A.; LANDIM, M. A. T.; BORGES, K. M.; TORRES, R. DE A.; FERREIRA SILVA, J. B. N. Hábitos alimentares de indivíduos com diabetes mellitus tipo 2 atendidos pelo Programa Estratégia Saúde da Família na cidade de Cajaeiras, Paraíba, Brasil. RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, v. 12, n. 71, p. 301-309, 25 jun. 2018.

DIMA, R. I. Reflexos dos Cuidados da Diabetes Mellitus nas Relações Familiares: Impactos, Limites e Estratégias. Revista Em Debate, n.11, p.01–31, 2013.

Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes (2015-2016) - São Paulo: A.C. Farmacêutica, 2016.

Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes (2015-2016) / Adolfo Milech...[et. al.]; organização José Egidio Paulo de Oliveira, Sérgio Vencio - São Paulo: A.C. Farmacêutica, 2016.

DUARTE, C.K. et al. Nível de atividade física e exercício físico em pacientes com diabetes mellitus. Revista da Associação Médica Brasileira, v.58, n. 2, p.215-221, mar/abril, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010442302012000200018&script=sci_abstract&tlng=p t. Acesso em 12 maio 2021.

ENES, C. C.; SLATER, B. Obesidade na adolescência e seus principais fatores determinantes. VER. Bras. Epidemiol. [online].2010, vol.13, pp.163-171.

FARIA, H. T. G. et al. Fatores associados à adesão ao tratamento de pacientes com diabetes mellitus. Acta Paul Enferm. v.26, n.3, p.231-7, 2013.

FONSECA, R.A.C; ITO, M. K. Educação alimentar e nutricional em pacientes portadores de Diabetes Mellitus tipo 2: uma revisão temática. 2015. 13p. Trabalho de conclusão de curso – Universidade de Brasília, Brasília, 2015.

GRILLO, M. F. F. et al. Efeito de diferentes modalidades de educação para o autocuidado a pacientes com diabetes. Revista da Associação Médica Brasileira. v.59, n.4, p.400–405, 2013.

GUSSO, G.; LOPES, J. M. C. Tratado de Medicina de Família e Comunidade. v. 2. São Paulo: Artmed, 2012.

INTERNATIONAL DIABETES FEDERATION. IDF Diabetes Atlas Seventh Edition. Belgium: IDF 2015, p. 50-89.

LAUNER, L.J.; MILLER, M.E.; WILLIAMSON, J.D. Efeitos da redução intensiva da glicose na estrutura e função cerebral em pessoas com diabetes tipo 2: um subestudo randomizado aberto. Lancet Neurol. 2011; 10:969-977.

MACMILLAN, Norman. UTILIDADE DO ÍNDICE GLICÊMICO NA NUTRIÇÃO ESPORTIVA. Rev. chil. nutr., Santiago, v. 29, n. 2 P. 92-97, agosto de 2002. Disponível em . Acessado em 19 de agosto de 2021. http://dx.doi.org/10.4067/S0717-75182002000200003.

MALTA, D. C.; BERNAL, R. T.; ISER, B. P.; SZWARCWALD, C. L.; DUNCAN, B. B.; SCHMIT, M. I. Factors associated with self-reported diabetes according to the 2013 National Health Survey. Revista de Saúde Pública, [S.I.], v. 51, n. 1, p.1-11, jun. 2017.

Manual de Contagem de Carboidratos – Sociedade Brasileira de Diabetes – 2016.

MARTINS, Carolina Linhares. A importância do controle e tratamento do diabetes mellitus na unidade de saúde. Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Medicina. Núcleo de Educação em Saúde Coletiva. Belo Horizonte, 2014. 34f.Monografia (Especialização em Atenção Básica em Saúde da Família).

MORAES, S. A. et al., Prevalência de diabetes mellitus e identificação de fatores associados em adultos residentes em área urbana de Ribeirão Preto. São Paulo, Brasil, 2006: Projeto OBEDIARP. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 26, n. 5, p.929-941, 2010.

MOREIRA, R.A.S.; CARVALHO, R.M.B. Treinamento resistido e seus benefícios em relação ao diabetes mellitus tipo 1: relato de experiência. 2016. 22p. Trabalho de conclusão de curso – Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Campina Grande, 2016.

NASCIMENTO, L. C. et al. Diabetes Mellitus tipo 1: Evidências da Literatura para seu manejo adequado, na perspectiva de crianças. Rev. Escola Enfermagem USP, v.45, n.3, p.764-9, 2011.

OLIVEIRA, F. C.; CAMPOS, A. C. S.; ALVES, M. D. S. Autocuidado do nefropata diabético. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v. 63, n. 6, p. 946-949, 2010.

Organização Mundial de Saúde – OMS. Growth reference data for 5-19 years. 2007. Disponível em: http://www.who.int/growthref/who2007_bmi_for_ag e/en/index.htm

PEREIRA, K. M.; REIS, L. B. S. M. Controle glicêmico na gestação e a interferência dos micronutrientes: magnésio, selênio, zinco, cálcio e vitamina D. Com. Ciências Saúde, Brasília, v. 24, n. 2, p.169-178, 2013.

POLIT, D.F.; BECK, C.T. Fundamentos da Pesquisa em Enfermagem: Avaliação de evidências para a prática da enfermagem. Porto alegre, Editora Artmed, 7ª ed, 2011.

Portaria nº 483, de 1º de abril de 2014. Redefine a Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doença Crônicas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) e estabelece diretrizes para a organização de sua linha de cuidados. MS, 2014.

Rev. Bras. Saude Mater.infant. vol.21 supl.1 Recife Feb.2021 Epub Feb 24,2021.

RIBEIRO, C.S.A. Controle glicêmico e auto percepção do grau de adesão à insulina em pacientes com diabetes tipo 1 no Brasil. Tese de Doutorado – Fundação Oswaldo Cruz – Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz. Salvador, 2016.

SALES-Peres, Silvia Helena de Carvalho et al. Estilo de vida em pacientes portadores de diabetes mellitus tipo 1: uma revisão sistemática. Ciência & Saúde Coletiva [online]. 2016, v. 21, n. 4 [Acessado 22 Agosto 2021] , pp. 1197-1206. Disponível em: . ISSN 1678-4561. https://doi.org/10.1590/1413-81232015214.20242015.

SAMPAIO, P.S.S; ANGELO, M. Cuidado da família em Pediatria: vivências de enfermeiros em um hospital universitário. Revista Soc. Bras. Enf. Ped. v.15, n.2, p.85-92, dez. 2015.

SEGATTO, C. Obesidade+ Diabetes= Diabesidade. Publicado em:21 de janeiro de 2010.

SMELTZER, S. C.; BARE, B. G. Brunner&Suddarth: Tratado de Enfermagem Médico Cirúrgica. 12 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011. vol. I e II

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Diretrizes da Sociedade Brasileira de diabetes. 2015-2016 Rio de Janeiro:2015.Disponívelem: http://www.diabetes.org.br/sbdonline/images/docs/DIRETRIZES-SBD-2015-2016.pdf

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2015-2016. São Paulo, Sociedade Brasileira de Diabetes, 2018. 348p.

SOUZA, L.; CHALITA, F.; REIS, A.; TEIXEIRA, C.; NETO, C.; BASTOS, D.; FILHO, J.; SOUZA, T.; CÔRTES, V. Prevalência de diabetes mellitus e fatores de risco em Campos dos Goytacazes, RJ. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, São Paulo, v. 47, n. 1, p.69-74, fev. 2003.

SOUZA, P. L. C.; SILVESTRE, M. R. S. Alimentação, estilo de vida e adesão ao tratamento nutricional no diabetes mellitus tipo 2. Estudos, Goiás, v. 40, n. 4, p. 542, 2013.

THE GLOBAL DIABETES COMMUNITY. Disponível em: https://www.diabetes.co.uk/lifestyle-changes-for-type2-diabetes.htm. Acesso em 12 maio 2021.

Vasques, Ana Carolina J. et al. Influência do excesso de peso corporal e da adiposidade central na glicemia e no perfil lipídico de pacientes portadores de diabetes mellitus tipo 2. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia [online]. 2007, v. 51, n. 9 [Acessado 22 Agosto 2021] , pp. 1516-1521. Disponível em: . Epub 18 Jan 2008. ISSN 1677-9487. https://doi.org/10.1590/S0004-27302007000900015.

VICTÓRIO, M.G.V. Adolescentes com diabetes mellitus tipo 1: estresse, enfrentamento e adesão ao tratamento. PUC. Campinas, 2015.

VIEIRA, V. H. F. B. O papel do enfermeiro no tratamento de pacientes com diabetes descompensada.2012. Trabalho de conclusão de curso [Especialização em Urgência e Emergência], Faculdade Redentor, Itaperuna.2012




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-125

Refbacks

  • There are currently no refbacks.