Desenvolvimento e validação de software para smartphone na facilitação da prática assistencial no pós-operatório / Development and validation of software for smartphones to facilitate postoperative care practice

João Lucas Ferreira da Silva, Marília Freitas Santana, Gabriele Sousa Barbosa, Liane Carvalho de Brito de Souza, Flávio Lobo Maia, Rodrigo José Alencar de Castro, Danielle Moreira Collares, Washington Aspilicueta Pinto Filho

Abstract


Introdução: O cuidado pós-operatório é um serviço que necessita de coordenação e integração multiprofissional, atuando em conjunto médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeuta, dentre outros. Cotidianamente, as atividades são realizadas com risco de falhas, principalmente, de monitorização repetitiva e de registro hospitalar. Além disso, a equipe deve protocolar a melhor forma de conduta e de registro, para evitar tais falhas. Portanto, o presente estudo busca avaliar a facilitação da prática assistencial no cuidado pós-operatório através da tecnologia. Metodologia: Foi realizada uma pesquisa descritiva-exploratória em duas etapas. Primeiramente, focada no desenvolvimento de um aplicativo e, depois, na aplicação e validação da usabilidade do aplicativo como ferramenta para auxílio do cuidado pós-operatório mediante uso do questionário System Usability Scale (SUS), em três grupos de profissionais diferentes. Resultado e Discussão: O modelo inicial passou por aperfeiçoamentos após sugestões tanto de especialistas em anestesiologia quanto de entrevistados. Observou-se respostas semelhantes entre os três grupos, positivas relacionadas ao uso de aplicativos na prática assistencial pós-operatória. Atualmente, o avanço da tecnologia e a popularização dos smartphones tornaram, cada vez mais comum, o uso de aplicativos voltados para facilitar o cotidiano de diversos profissionais, até mesmo os da saúde. Conclusão: Por fim, a usabilidade do aplicativo no procedimento de cuidados pós-operatórios foi avaliada como a melhor possível entre os diferentes grupos de profissionais da área da saúde.

 


Keywords


Registros Eletrônicos de Saúde, Perioperatório, Sala de Recuperação, Smartphone.

References


BROOKE, J. SUS-A quick and dirty usability scale. Usability evaluation in industry, v. 189, n. 194, p. 4-7, 1996. https://hell.meiert.org/core/pdf/sus.pdf

FERREIRA, N. D. N.; LUCCA, S. R. D. Síndrome de burnout em técnicos de enfermagem de um hospital público do Estado de São Paulo. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 18, p. 68-79, 2015. ISSN 1415-790X.

HOBAIKA, A. B. D. S.; DINIZ, M. P.; CASTRO, C. H. V. D. Cuidados anestésicos monitorados em anestesia ambulatorial. Rev Méd Minas Gerais, v. 15, p. 37-40, 2005.

PRICE, M.; SINGER, A.; KIM, J. Adopting electronic medical records: are they just electronic paper records? Can Fam Physician, v. 59, n. 7, p. e322-9, Jul 2013. ISSN 1715-5258 (Electronic) 0008-350X (Print) 0008-350X (Linking).

OLIVEIRA FILHO, A. L. Anestesia para pacientes de curta permanência hospitalar. Rev Bras Anestesiol, v. 33, p. 183-197, 1983.

REDIVO, J. J.; MACHADO, J. A.; TREVISOL, F. S. Complicações pós-operatórias imediatas na SRPA em um hospital geral do sul de Santa Catarina. Arquivos Catarinenses de Medicina, v. 48, n. 2, p. 81-91, 2019. ISSN 1806-4280.

SIMPAO, A. F. et al. Perioperative Smartphone Apps and Devices for Patient-Centered Care. J Med Syst, v. 39, n. 9, p. 102, Sep 2015. ISSN 1573-689X (Electronic) 0148-5598 (Linking).

SOUSA, C. S. et al. Comunicação efetiva entre o centro cirúrgico e a unidade de terapia intensiva. Revista SOBECC, v. 19, n. 1, p. 44-50, 2014. ISSN 2358-2871.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-110

Refbacks

  • There are currently no refbacks.