Eficácia e efeitos colaterais dos inibidores de bomba de protóns: Revisão sistemática / Efficacy and side effects of proton pump inhibitors: Systematic review

Isabelle Fonseca Sirotheau Correa, Maria Eugênia de Paula Pires, Adrianne Raposo Ponte, Larissa Jardim Vargas, Glauber Ibernom Montenegro Monteiro, Maria Jessica Alves Pinheiro, Talytta Marinho de Lucena, Juliana da Silva e Silva, Renata Ogawa Furtado Rodrigues, Taygla de Lima Rodrigues, Fernanda Moema Mendes Leite, Gisele Duarte Nascimento

Abstract


INTRODUÇÃO: Os inibidores da bomba de prótons (IBP), usados no tratamento de doenças relacionadas ao ácido clorídrico, estão atualmente entre os medicamentos mais comumente prescritos em todo o mundo. Sua popularidade decorre da alta eficácia na inibição da secreção ácida gástrica, seletividade de ação e poucas reações adversas. OBJETIVO: Revisar a eficácia no uso dos IBPs, bem como os efeitos adversos no tratamento de afecções gastrointestinais. METODO: Revisão sistemática retiradas das bases de dados PubMed, World Journal of Gastrointestinal Phatopysiology, Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research, European Society of Gastrointestinal Endoscopy (ESGE) glideline, Plataforma SCIELO, Google Scholar, Revue Medicale Suisse, Brazilian Journal of Nephrology e o Banco de Dados MEDLINE, publicados nos últimos 5 anos. RESULTADOS: Foram selecionados 12 artigos, dos quais 5 artigos foram em inglês, 5 em português, 1 em espanhol e 1 em francês. Dentre eles, todos os 5 artigos pesquisados abordavam de forma consensual a eficácia dos IBPs nas afecções gastrointestinais. Em relação às reações adversas, nos 6 artigos que abordavam esse tema, houve unanimidade sobre os efeitos colaterais mais comuns como, dor abdominal, prisão de ventre, náuseas, flatulências e diarréia. Porém, por falta de pesquisas recentes, houve discrepancia entre os artigos que se tratavam de efeitos colaterais a longo prazo. DISCUSSAO: A eficácia da terapia supera os riscos de efeitos adversos por melhoras consideravel e indiscutivelmente a qualidade de vida dos pacientes. Na maior parte dos casos, considera-se que estes medicamentos são bem tolerados e seguros. Todavia, o uso em longo prazo pode levar ao surgimento de reações adversas preocupantes e pouco documentadas. CONCLUSAO: Nenhum trabalho possuiu relevância significativa ao ponto de questionar a eficácia dessa classe de medicação No que se refere aos eventos adversos, observou-se que os IBPs possuem potencial para causar agravos de acordo com o seu tempo de uso.

 


Keywords


Inibidores da Bomba de Próton; Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos; Revisão.

References


Skrzydlo-Radomanska, B; Radwan P. Dexlansoprazole – a new-generation proton pump inhibitor. Gastroenterology Review, v.4, p.191–196, 2015.

Eduardo JCC, Mafra D, Morschel CF. Inibidores da bomba de prótons e sua relação com doença renal. Artigo de Atualização • J. Bras. Nefrol. 40 (3) • Jul-Sep 2018.

Lima, A. P. V.; Filho, M. A. N. Efeitos em longo prazo de inibidores da bomba de prótons. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research – BJSCR, 2014.

Nasi A. DRGE não responsiva a IBP: qual a conduta? J Bras Med; 103: 22-24, 2015.

Braga DC, Bortolini SM, Stroher CK, Cassol M, Bordignon S, Byczkovski T. Uso crônico de inibidores da bomba de prótons na atenção primária. GED Gastroenterol Endosc Dig; 33:125-8, 2014.

Reinberg O. Inhibiteurs de la pompe à protons (IPP) : peut-être pas si inoffensifs que cela. Rev Med Suisse, volume 11. 1665-1671, 2015.

Scarpignato, C. et al. Effective and safe proton pump inhibitor therapy in acid-related diseases - a position paper addressing benefits and potential harms of acid suppression. BMC Med. 14, 179, 2016.

Gralnek IM, Dumonceau JM, Kuipers EJ, Lanas A, Sanders DS, Kurien M, Rotondano G, Hucl T, Dinis-Ribeiro M, Marmo R, Racz I, Arezzo A, Hoffmann RT, Lesur G, de Franchis R, Aabakken L, Veitch A, Radaelli F, Salgueiro P, Cardoso R, Maia L, Zullo A, Cipolletta L, Hassan C: Diagnosis and management of nonvariceal upper gastrointestinal hemorrhage: European Society of Gastrointestinal Endoscopy (ESGE) guideline. Endoscopy, 47:a1–a46, 2015.

Rúbio, Francisca G. Los riscos del omeprazol. Grupo de Trabajo de Utilización de Fármacos de la semFYC. Medicina de Familia. 2014.

CARNONA-OSPINA, JAIME A; MEDINA-MORALES, DIEGO ALEJANDRO, RODRIGUEZ-MORALES, ALFONSO J AND MACHADO-ALBA, JORGE E. Evidence Based Medicine Perspective on Long-Term Adverse Effects of Proton Pump Inhibitors. Rev Col Gastroenterol [online]. 2016, vol.31, n.4, pp.403-408

Castelo F, (2016). Inibidores da Bomba de Protões: Segurança e Efeitos a Longo Prazo. ICBAS. 1-19.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-096

Refbacks

  • There are currently no refbacks.