A psicologia e a hipnose: uma proposta psicoterápica para dores crônicas / Psychology and hypnosis: a psychotherapeutic proposal for chronic pain

Irani de Vasconcelos Souza, Hannah Carolina Martins de Salles, Julio Cesar Pinto de Souza

Abstract


A dor crônica é um problema vivenciado por uma parcela da sociedade, acarretando uma incapacidade total ou parcial do indivíduo, com o comprometimento do seu bem-estar e qualidade de vida. A dor crônica, quando não tratada, pode gerar sofrimento psíquico e evoluir para transtornos mentais, como a depressão. Trabalhos recentes vêm apresentando uma melhora significativa nos sintomas da dor crônica por meio da hipnoterapia. O objetivo dessa pesquisa foi avaliar o uso da hipnose no tratamento psicoterápico de pacientes com dores crônicas. Este trabalho tratou-se de um estudo de procedimento bibliográfico e abordagem qualitativa. O levantamento dos dados foi realizado nas plataformas Scielo e Capes, além da biblioteca da Faculdade. As publicações utilizadas foram publicadas no período de 2010 a 2020, no idioma português e inglês. Os resultados da pesquisa apontam que a hipnose se mostrou uma ferramenta terapêutica muito útil para o tratamento de dores crônicas, servindo como uma estratégia muito útil na prática de profissionais da psicologia, sobretudo porque estes/estas podem compor equipes interdisciplinares (multiprofissionais) em diversos contextos de saúde, proporcionando melhora na qualidade de vida.


Keywords


Hipnose, dor Crônica, Hipnoterapia, Psicologia, Qualidade de Vida.

References


BACHELARD, G. Prática Social, Hipnose E Dor Crônica: Alternativas De Compreensão psicologia em Estudo. Maringá, v. 17, n. 4 p. 597-606, out./dez. 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Altera a Portaria de Consolidação nº 2/GM/MS, de 28 de setembro de 2017, para incluir novas práticas na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares - PNPIC. Portaria n. 702, de 21 de março de 2018.

Burd, A. Ética e a Hipnose – Reflexão sobre a Prática. Rev. Bras. de Hipnose 2014; 25(1):89-93.

DE-LA-TORRE-UGARTE-GUANILO, Mônica Cecilia; TAKAHASHI, Renata Ferreira; BERTOLOZZI, Maria Rita. Revisão sistemática: noções gerais. Revista da Escola de Enfermagem da USP [online]. 2011, v. 45, n. 5 [Acessado 25 Julho 2021] , pp. 1260-1266. 2010.

DE SANTI, Alexandre. A hipnose realmente altera o funcionamento do cérebro? Super Interessante. Disponível em: . Acesso em: 10/05/2021

DILLWORTH, T. & Jensen, M. (2010). O papel das sugestões na hipnose para casos crônicos dor: uma revisão da literatura. Open Pain, 3 (1), 39-51

ELLENBERGER, H. (2014). A clinical introduction to psychiatric phenomenology and existential analysis. In: R, May, E. Angel., H. Ellenberger (org). Existence. pp. 92 –124. New York: Aronson Book

ERICKSON, H. J. Histórias que (não) curam): sobre narrativas em Hipnose Clínica. Psicologia, Ciência e Profissão. Vol. 24, nº 3. Brasília, 2016.

FIGUEIREDO, L. Hipnose como proposta psicoterápica para pessoas com dores crônicas. Psicol. Argum. 2013 abr./jun., 32(77), 159-169

FREUD, S. Inibições, sintomas e ansiedade (1926 [1925]). In: 68750-9. Um estudo autobiográfico, inibições, sintomas e ansiedade, análise leiga e outros trabalhos (1925-1926). Direção-geral da tradução de Jayme Salomão. Rio de Janeiro: Imago, 1977. p.93-201. (Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud, 20).

GLASS, A. W. REALE, M. A. A Hipnose Como Aliada Terapêutica. 17º Congresso de Iniciação Científica da FASB, 2019, Barreiras – Ba ISSN 2594-7951.

JENSEN, M. & Patterson, D. (2014). Hypnotic approaches for chronic pain management. American Psychologist, 2, 167-177.

LOPES, Ana Lúcia Mendes e Fracolli, Lislaine Aparecida. Revisão sistemática de literatura e metassíntese qualitativa: considerações sobre sua aplicação na pesquisa em enfermagem. Texto & Contexto - Enfermagem [online]. 2010, v. 17, n. 4 [Acessado 25 Julho 2021] , pp. 771-778.

LOURO, G. Psicoterapia, Dor & Complexidade: Construindo o Contexto Terapêutico. Psic.: Teor. e Pesq., Brasília, Jul-Set 2010, Vol. 26 n. 3, pp. 515-523

MARTO, José M. Hipnose: um pouco de história. In: MARTO, José M. e

SIMÕES, P. Mário. Hipnose Clínica: teoria, pesquisa e prática. Lisboa: Lidel,

, p. 10-25 e p. 47.

Maucio, S. M. Técnicas Hipnóticas, Dor Crônica e a Emergência do Sujeito. Gerais: Revista Interinstitucional de Psicologia, 5 (2), jul - dez, 2012,317-333.

Michaux, D. (2012). Hypnose et douleur. Paris: Imago. 2012

Morin, E. Subjetividade e complexidade na clínica psicológica: superando dicotomias. Fractal, Revista de Psicologia, 2016, 3(26), 835-852.

NASIO, J.-D. A dor física: uma teoria psicanalítica da dor corporal. Rio de Janeiro. 2011.

NEUBERN, M. S. Hipnose, Dor Crônica e Técnicas de Ancoragem: A Terapia de Dentro para Fora. Psicologia: Teoria e Pesquisa. Jul-Set 2013, Vol. 29 n. 3, pp. 297-304.

STENGERS, I . Hypnose: entre magie et science. Paris: Seuil. 2012

SILVA. M. N. Hipnose e dor: proposta de metodologia clínica e qualitativa de estudo. Psico-USF, v. 14, n. 2, p. 201-209, maio/ago. 2019.

VANDENBERGHE, L., & FERRO, C. L. B. (2015). Terapia de grupo embasada em psicoterapia analítica funcional como abordagem terapêutica para dor crônica: possibilidades e perspectivas. Psicologia: Teoria e Prática, 7, 137-151.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-093

Refbacks

  • There are currently no refbacks.