Percepção subjetiva da aptidão física relacionada à saúde em crianças de São João dos Patos - MA / Subjective perception of physical fitness related to health in children from São João dos Patos - MA

Bianca Pâmela Santana Costa, Leonardo Pereira da Silva, Mayara Raíssa de Miranda Bezerra, Marcos Antonio do Nascimento, Regina Célia Vilanova- Campelo

Abstract


A aptidão física tornou-se uma importante condição a ser avaliada em estudos epidemiológicos de populações pediátricas, isso em razão de a condição física da criança influência diretamente no seu desenvolvimento físico e cognitivo. Este estudo teve como objetivo analisar os elementos da aptidão física de crianças de São João dos Patos – MA, verificando possíveis diferenças nos níveis de aptidão física entre os sexos e idades dos participantes. Estudo do tipo transversal, realizado com 82 crianças, estratificadas em dois grupos etários, de 3 a 6 anos, n= 32 (39%), idade média de 5+1 anos, sendo 17 do sexo feminino e 15 do sexo masculino, 7 a 10 anos, n=50 (61%), idade média de 9+1 anos, sendo 24 do sexo feminino e 26 do sexo masculino. Para a coleta dos dados foi utilizado o questionário de aptidão física IFIS-LP (International Fitness Scale – versão para língua portuguesa, respondido pelos pais/responsáveis), mediante formulário eletrônico. Os dados foram apresentados em média+desvio padrão, porcentagem e foi utilizado o teste qui-quadrado de Pearson (p<0,05). As crianças obtiveram bons resultados nas variáveis pesquisadas, onde as de 3 a 6 anos, 78,6% das meninas e 81,4% dos meninos estão classificados em bom ou muito bom nos componentes de aptidão física avaliados. Já as crianças de 7 a 10 anos, 63,5% das meninas e 80% dos meninos encontram-se classificados em bom ou muito bom, de acordo com os critérios do instrumento utilizado. Não havendo diferenças significativas (p>0,05) entre sexos e idade dos participantes. Diante disso, pela observação e análise dos aspectos avaliados, tanto as crianças de 3 a 6 anos, como as de 7 a 10 anos, apresentaram bons resultados nos componentes de aptidão física relacionados à saúde avaliados de forma subjetiva, não possuindo diferenças em relação ao sexo e idade das crianças, nos resultados obtidos.


Keywords


Habilidade Física, Condicionamento Físico, Desenvolvimento Infantil, Alunos, IFIS-LP.

References


AMADOR, V. R. Níveis de aptidão física relacionada à saúde em escolares brasileiros. 2016. 27f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Faculdade de Ciências da Educação e Saúde Centro Universitário de Brasília – UniCEUB, Brasília, 2016.

BERTOLLO, D. R. V. Aptidão física relacionada à saúde de escolares da EMEF Maria De Lourdes Freitas de Andrade Charqueadas –RS. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 2, p. 15892-15904, 2021.

BRANDALIZE, T. L.; MENON, L. Analise da aptidão física de crianças da zona rural e zona urbana do município de Irati. EFDeportes, Revista Digital, Buenos Aires, n. 190, 2011. Disponível em: https://www.efdeportes.com/efd160/aptidao-fisica-de-criancas-da-zona-rural-e-urbana.htm. Acesso em: 20 de fev. 2021.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

CAMPELO, R. C. V. Aptidão física relacionada com a saúde em crianças e adolescentes: validação de métodos para estudos epidemiológicos multicêntricos. Tese (Doutorado em Medicina Preventiva) - Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.

CAMPOS, A. A. et al. Avaliação da aptidão física, composição corporal e qualidade de vida de alunos de uma escola pública. Conexões, v. 17, n. 1, p. 1-13, 2019. Doi: https://doi.org/10.20396/conex.v17i0.8655458.

CASTRO et al. Batería ALPHA-Fitness: test de campo para la evaluación de la condición física relacionada con la salud en niños y adolescentes. Nutr. Hosp, v. 26, n. 6, p. 1210-1214, 2011. Doi: http://dx.doi.org/10.3305/nh.2011.26.6.5270.

D’AVILA, A. S.; SILVA, L. O. Educação física na educação infantil: o papel do professor de educação física. Revista Kinesis, v. 36, n.1, p 44-57, 2018. Doi: https://doi.org/10.5902/2316546431365.

DUMITH, S. C.; AZEVEDO JÚNIOR, M. R.; ROMBALDI, A. J. Aptidão física relacionada à saúde de alunos do ensino fundamental do município de Rio Grande, RS, Brasil. Rev Bras de Med Esporte, v. 14, n. 5, p. 454-459, 2008. Doi: https://doi.org/10.1590/S1517-86922008000500011.

DUMITH, S. C. et al. Aptidão física relacionada ao desempenho motor em escolares de sete a 15 anos. Rev Bras Educ Fís Esp. V. 24, n. 1, p. 5-14, 2010. Doi: https://doi.org/10.1590/S1807-55092010000100001.

FERNANDES, M. M.; PENHA, D. S. G.; BRAGA, F. A. Obesidade infantil em crianças da rede pública de ensino: prevalência e consequências para flexibilidade, força explosiva e velocidade. Rev Educ Fís. V. 23, n. 4, p. 629-634, 2012. Doi: http://dx.doi.org/10.4025/reveducfis.v23.4.13991.

GALLAHUE, D. L.; OZMUN, J. C.; GOODWAY, J. D. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. 7 ed. São Paulo: AMGH editora Ltda, 2013.

GODOI FILHO, J. R. M.; FARIAS, E. S. Aptidão física de escolares do sudoeste da Amazônia Ocidental em diferentes estágios de maturação sexual. Rev Bras Ciênc Esporte. V. 29, n. 4, p. 631-639, 2015. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/1807-55092015000400631.

GUEDES et al. Atividade física habitual e aptidão física relacionada à saúde em adolescentes. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 10, n. 1, p. 13-21, 2002.

HEINECK, F. C. et al. Estudo comparativo da aptidão física em escolares de 8 a 10 anos dos estados do Paraná e de Santa Catarina. RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 9, n. 52, p. 114-120, 2015.

LANFER, A. et al. Reproducibility of food consumption frequencies derived from the Children's Eating Habits Questionnaire used in the IDEFICS study. Int J Obes (Lond), v. 35, n. 1, p. 61-68, 2011. Doi: https://doi.org/10.1038/ijo.2011.36.

LANG, J. J. Exploring the utility of cardiorespiratory fitness as a population health surveillance indicator for children and youth: An international analysis of results from the 20-m shuttle run test. Appl Physiol Nutr Metab, v. 43, n. 2, p. 211, 2018. Doi: https://doi.org/10.1139/apnm-2017-0728.

LIMA, L. R. A. et al. Exercício Melhora o Risco Cardiovascular, Aptidão Física e Qualidade de Vida em Crianças e Adolescentes Hiv+: Estudo Piloto. Int J Cardiovasc Sci, v. 30, n. 2, p. 171-176, 2017. Doi: https://doi.org/10.5935/2359-4802.20170032.

LUGUETTI, C. N.; RÉ, A. H. N.; BÖHME, M. T. S. Indicadores de aptidão física de escolares da região centro-oeste da cidade de São Paulo. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum, v. 12, n. 5, p. 331-337, 2010. Doi: https://doi.org/10.5007/1980-0037.2010V12N5P331.

MAZIERO R. S. B. et al. Correlação do Índice de Massa Corporal com as Demais Variáveis da Aptidão Física Relacionada à Saúde em Escolares do Sexo Masculino de Curitiba-PR, Brasil. UNOPAR, Cient Ciênc Biol Saúde, v. 17, n. 1, p. 9-12, 2015. Doi: https://doi.org/10.17921/2447-8938.2015v17n1p9-12.

MONTEIRO, C. P.; ROCHA, P. R. H. Desenvolvimento motor ao longo da história: reflexões teóricas e práticas. 2016. 26f Monografia (Pós-Graduação em saúde da Criança e do Adolescente) - Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016.

MONTORO, A. P. P. N. et al. Aptidão física relacionada à saúde de escolares com idade de 7 a 10 anos. ABCS Health Sci, v. 41, n. 1, p. 29-33, 2016. Doi: http://dx.doi.org/10.7322/abcshs.v41i1.842.

MORENO L. A. et al. Design and implementation of the Healthy Lifestyle in Europe by Nutrition in Adolescence Cross-Sectional Study. Int J Obes (Lond), v. 32, n. 5, p. 4-11, 2008. Doi: https://doi.org/10.1038/ijo.2008.177.

NASCIMENTO, M. M. et al. Aptidão física relacionada ao desempenho motor de escolares, residentes em Petrolina-PE, sertão nordestino. RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 13, n. 85, p. 926-931, 2019.

NOGUEIRA, J. A. D.; PEREIRA, C. H. Aptidão física relacionada à saúde de adolescentes participantes de programa esportivo. Rev Bras Educ Fís Esporte, v. 28, n. 1, p. 31-40, 2014. Doi: https://doi.org/10.1590/S1807-55092014000100031.

OLIVEIRA, M.C. L. et al. Crescimento corporal e aptidão física relacionada à saúde de escolares. Revista Saúde e Pesquisa, v. 11, n. 2, p. 299-306, 2018.

OLIVEIRA V. M. et al. A (in) satisfação corporal e aptidão física em escolares do primeiro ciclo estudantil. Rev Bras Qual vida, v. 9, n. 1, p. 80-100, 2017. Doi: http://dx.doi.org/10.3895/rbqv.v9n2.5257.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE [OMS]. (2006). Dados de referência de crescimento para 0-5 anos. OMS. Retirado de https://aps.saude.gov.br/ape/vigilanciaalimentar/curvascrescimento. Acesso em: 05 de fev. 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE [OMS]. (2007). Dados de referência de crescimento para 5-19 anos. OMS. Retirado de https://aps.saude.gov.br/ape/vigilanciaalimentar/curvascrescimento. Acesso em: 05 de fev. 2021.

PANSERA S. M.; PAULA, P. R.; VALENTINE, N. C. Educação Física no ensino infantil: sua influência no desempenho das habilidades motoras fundamentais. Cinergis, v. 9, n. 2, p. 24-32, 2008. Doi: http://dx.doi.org/10.17058/cinergis.v9i2.696.

PENHA, J.T. et al. Physical fitness and activity, metabolic profile, adipokines and endothelial function in children. J Pediatr (Rio J), v. 95, n. 5, p. 531-537, 2019. Doi: https://doi.org/10.1016/j.jped.2018.04.010.

PEREIRA, C. H. et al. Aptidão física em escolares de uma unidade de ensino da rede pública de Brasília-DF. Ver Bras ativ fís saúde, v. 16, n. 3, p. 223-227, 2011. Doi: https://doi.org/10.12820/rbafs.v.16n3p223-227.

PEREIRA, E. S.; MOREIRA, O. C. Importância da aptidão física relacionada à saúde e aptidão motora em crianças e adolescentes. RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 7, n. 39, p. 309-316, 2013.

RASBERRY C. N. et al. The association between school-based physical activity, including physical education, and academic performance: a systematic review of the literature. Prev Med, v. 52, n. 1, p. 10-20, 2011. Doi: https://doi.org/10.1016/j.ypmed.2011.01.027.

REIS, M. S. et al. Indicadores de saúde em escolares: Uma análise do estado nutricional e aptidão física relacionada à saúde. Revista Saúde (Santa Maria), v. 44, n. 1, p. 1-6, 2018. Doi: https://doi.org/10.5902/2236583421734.

REUTER, C. P. et al. Dislipidemia Associa-se com Falta de Aptidão e Sobrepeso-Obesidade em Crianças e Adolescentes. Arq Bras Cardiol, v. 106, n. 3, p. 188-193, 2016. Doi: https://doi.org/10.5935/abc.20160025.

RIVERA, I. R. et al. Atividade Física, Horas de Assistência à TV e Composição Corporal em Crianças e Adolescentes. Arq Bras Cardiol, v. 95, n. 2, p. 159-165, 2010. Doi: https://doi.org/10.1590/S0066-782X2010005000065.

SILVA, F. A. L.; BEZERRA, J. A. X. Benefícios da atividade física no controle da obesidade infantil. Revista Campo do Saber, v. 3, n. 1, p. 201-218, 2017.

SOUZA, E. A. Associação da prática de atividade física com a aptidão física relacionada à saúde em escolares da cidade de Fortaleza. 2010. 110 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) -Universidade de Brasília, Brasília, 2010.

STRIEDER, D. W. A criança, o movimento corporal e a dança: desvelando práticas pedagógicas nos anos iniciais do ensino fundamental. 2019. 38f. Trabalho de Conclusão de Curso (Pedagogia) - Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Santa Rosa, 2019.

WERK R. et al. Aptidão física relacionada à saúde em crianças de uma escola estadual em Campo Grande/MS. Ciênc Cuid Saúde, v. 8, n. 1, p. 42-47, 2009. Doi: https://doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v8i1.7771.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n5-056

Refbacks

  • There are currently no refbacks.