Iatrogenias Em Terapia Intensiva: Uma Revisão De Literatura / Iatrogenics in Intensive Care: A Literature Review

Bárbara Queiroz de Figueiredo, Ana Clara de Lima Moreira, Filipe Augusto Azevedo Caixeta, Gabriela Tavares de Jesus, José Lucas Lopes Gonçalves, Laura Cecília Santana e Silva, Nayane Moreira Machado

Abstract


Em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o cuidado a pacientes de alta complexidade requer intervenções adequadas com o fito de se mitigar quaisquer consequências, resultantes da atuação das equipes de saúde, que podem ser consideradas como iatrogenias. Ademais, vale ressaltar que as iatrogenias influenciam negativamente a saúde do paciente, o que corrobora o aumento na permanência hospitalar e as chances de contaminação, além de elevarem os custos de financiamento da UTI. Nesse sentido, pode-se elencar algumas práticas iatrogênicas, como a realização de procedimentos desnecessários e invasivos, manipulação inadequada de medicamentos, quedas, além de perfis de pacientes com maior sensibilidade nas intervenções médicas, como idosos, recém-nascidos e doentes crônicos. Dessa forma, o presente estudo visa identificar as causas das iatrogenias no ambiente de terapia intensiva e as maneiras de se evitá-las presentes na literatura. Pôde-se identificar que as principais iatrogenias presentes na UTI estão associadas a medicamentos, à imprudência decorrente da sobrecarga de trabalho da equipe médica, à contaminação dos instrumentos utilizados e aos cuidados de saúde e procedimentos hospitalares. Sendo assim, ao identificar a etiologia iatrogênica, é factível tentar evitá-la, buscando prevenções.

 

 


Keywords


Iatrogenia, eventos adversos, erros de medicação, UTI.

References


ALVIM, M. M., et al. Eventos adversos por interações medicamentosas potenciais em unidade de terapia intensiva de um hospital de ensino. Rev Bras Ter Intensiva, v. 27, n. 4, p. 353-359, 2015.

AMARAL, L. S., et al. Principais fatores causais de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde em Unidades de Terapia Intensiva: uma revisão integrativa. 20 f. Tese (Graduação) - Curso de Enfermagem, Uniceplag, Gama, 2019.

BARAKAT-JOHNSON, M., et al. The incidence and prevalence of medical device-related pressure ulcers in intensive care: a systematic review. Journal Of Wound Care. p. 512-521. 25 ago. 2019.

BARROS, F. E., et al. Controle de infecções a pacientes em precaução de contato. Revista Online de Enfermagem UFPE, v.13, n.4, p.1081-1089, 2019.

BEVERINA, I., et al. Iatrogenic anaemia and transfusion thresholds in ICU patients with COVID-19 disease at a tertiary care hospital. Transfusion And Apheresis Science, v. 60, n. 2, p. 103068, 2020.

BITTENCOURT, M. G. F., et al. Relação Médico Paciente: Iatrogenia x Prática médica. Revista Interdisciplinar do Pensamento Científico, v. 4, n.14, 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Documento de referência para o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Brasília: Ministério da Saúde, 2013.

CAVALCANTI, E. O., et al. Lesão por pressão relacionada a dispositivo médico em adultos: revisão integrativa. Texto & Contexto Enfermagem, v. 29, n. 1, 2020.

COSTA, A., et al. Iatrogenia medicamentosa em idosos hospitalizados no interior do Amazonas. Revista Kairós: Gerontologia, v. 22, n. 3, p. 99-111, 2019.

DIAS, B. S., et al. Incidentes e eventos adversos em unidade de terapia intensiva. 2020. 50 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Enfermagem) – Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2020.

DUTRA, D. D., et al. Eventos adversos em Unidades de Terapia Intensiva: estudo bibliométrico. Rev Fund Care Online, vol. 9, n.3, p. 669-675, 2017.

DUTRA, L. A., et al. Pneumonia associada à ventilação mecânica: percepção dos profissionais de enfermagem. Revista Online de Enfermagem UFPE, v.13, n.4, p.884-892, 2019.

EULMESEKIAN, P. G., et al. The occurrence of adverse events is associated with increased morbidity and mortality in children admitted to a single pediatric intensive care unit. European Journal Of Pediatrics, v. 179, n. 3, p. 473-482, 2019.

FERNANDES, L. L. A importância do farmacêutico hospitalar juntamente com a equipe multidisciplinar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Revista FAROL – Rolim de Moura – RO, v. 8, n. 8, p. 5-21, 2019.

GUIMARÃES, H. P., et al. Manual de Medina Intensiva. Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2015.

JÚNIOR, M. A. P. R., et al. Desafios e perspectivas para a administração segura de medicamentos pela Enfermagem. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v.25, n.25, p. 452-452, 2019.

KORB, J. P., et al. Conhecimento Sobre Higienização das Mãos na Perspectiva de Profissionais de Enfermagem em um Pronto Atendimento. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental, v.11, n.1, p.517-523, 2019.

LEITE, S. G., et al. Produção nacional sobre iatrogenias e eventos adversos em distintos setores hospitalar. Anais III CONBRACIS. Campina Grande: Realize Editora, 2018.

LEYES, L., et al. Estudo da incidência de riscos e eventos relacionados à segurança em uma unidade de terapia intensiva. Rev Med Uruguai, v. 36, n. 3, p. 246-263, 2020.

MAIA, C. S., et al. Notificação de eventos adversos relacionados com a assistência à saúde que levaram a óbitos no Brasil em 2014-2016. Epidemiol. Serv. Saúde, v. 27, n. 2,10 p, 2017.

MATOS, L., et al. A ação iatrogênica da equipe de enfermagem para a saúde do idoso. Rev Contexto e Saúde, v. 10, n. 20, p. 541-544, 2017.

MAURO, E. A. C., et al. Erros na Administração de Medicamentos. Revista Pró-UniverSUS, v. 10, n. 1, p. 51-54, 2019.

MENDES, J. R., et al. Proposta de protocolo para descontaminação de equipamentos em unidade de terapia intensiva. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, v.7, n.1, p.1-5, 2017.

OLIVEIRA, A. S., et al. Health professionals’ practices related with tourniquet use during peripheral venipuncture: a scoping review. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.27, n.1, p.1-11, 2019.

OLIVEIRA, B. S. Parada cardiorrespiratória em unidade de terapia intensiva: considerações teóricas sobre as ocorrências iatrogênicas. 2019. 28 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Enfermagem) – Faculdade CESMAC do Sertão, Palmeira dos Índios, 2019.

PADILHA, K. G. Ocorrências iatrogênicas em unidade de terapia intensiva (UTI): análise dos fatores relacionados. Rev Paulista de Enfermagem, v. 25, n. 1, p. 18-23, 2018.

PENA, M. M.; MELLEIRO, M. M. O método de análise de causa raiz para investigação de eventos adversos. Revista de Enfermagem UFPE Online. Recife, v. 11, n. 12, p. 5297-5304, 2017.

PEREIRA, E. S., et al. Iatrogenias farmacológicas provocadas por medicamentos usados durante a Parada Cardiorrespiratória: revisão narrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v. 13, n. 2, p. e2818-e2818, 2021.

PEREIRA, E. S., et al. Iatrogenias farmacológicas provocadas por medicamentos usados durante a Parada Cardiorrespiratória: revisão narrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde, vol.13, n.2, 2021.

RIPARDO, M., et al. Iatrogenias em idosos hospitalizados: estudo exploratório-descritivo. Revista Bioética, v.27, n.1, p. 98-104, 2019.

SANTANA, J. C. B., et al. Iatrogenias na assistência em uma unidade de terapia intensiva: percepção da equipe de enfermagem. Revista Online de Enfermagem, v. 18, n.2, 2015.

SANTOS, J. M., et al. A in-visibilidade da iatrogenia na enfermagem na administração de medicamentos. Global Academic Nursing Journal, v. 1, n. 2, p. e21-e21, 2020.

SOUZA, R. F., et al. Eventos adversos na unidade de terapia intensiva. Revista Online de Enfermagem UFPE, vol.12, n.1, 2018.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n4-091

Refbacks

  • There are currently no refbacks.