A vivência de residentes de Medicina de Família e Comunidade no Consultório na Rua durante a pandemia / The experience of Family Physician residents at the Street Clinic internship during the pandemic

Ana Verônica de Sá Resende, Karoline Silva Teixeira, Samanta Hosokawa Dias de Novoa Rocha

Abstract


A Equipe Consultório na Rua foi instituída pela Política Nacional de Atenção Básica, com a proposta de prestar assistência em saúde à população em situação de rua. Objetivo: Descrever a vivência de residentes de Medicina de Família e Comunidade de Brasília durante o estágio Consultório na Rua, na pandemia de COVID-19 em 2020. Método: Trata-se de um relato de experiência. Discussão: A pandemia evidenciou as fragilidades dos sistemas de saúde em assistir essa população e articular o seu cuidado, tendo sido necessária uma rearticulação da equipe de Taguatinga. Conclusão: O estágio contribui de inúmeras formas para nossa formação, reforçando competências esperadas da nossa especialidade.


Keywords


Residência de Medicina de Família e Comunidade, Consultório na Rua, Pandemia Covid-19, População em Situação de Rua.

References


BRASIL. Protocolo de manejo clínico do coronavírus (Covid-19) na Atenção Primária à Saúde. Ministério da Saúde, 2020.

HALLAIS JAS, BARROS NF. Consultório na Rua: visibilidades, invisibilidades e hipervisibilidade. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 31, n. 7, p. 1497-1504, July 2015 . Available from .

MINISTÉRIO DA SAÚDE.PORTARIA Nº 122, DE 25 DE JANEIRO DE 2011. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2012/prt0122_25_01_2012.html

HONORATO BEF, OLIVEIRA ACS. População em situação de rua e COVID-19. Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro , v. 54, n. 4, p. 1064-1078, ago. 2020 . Disponível em . acessos em 30 jan. 2021. Epub 28-Ago-2020. https://doi.org/10.1590/0034-761220200268.

Simas K BF, Gomes AP, Simões PP, Augusto DK, Siqueira BR. A residência de Medicina de Família e Comunidade no Brasil: breve recorte histórico. Revista Brasileira De Medicina De Família E Comunidade, 13(40), 1-13. 2018 https://doi.org/10.5712/rbmfc13(40)1687

COSTA, TS. Consultórios Na Rua Do Distrito Federal E Perfil Dos Profissionais De Saúde No Ano De 2015. 2015.53. Universidade de Brasília. Brasília. 2015.

NABUCO Guilherme, et al . Avanços e conquistas na saúde pública do DF, Brasil: uma contribuição essencial da medicina de família e comunidade. Ciênc. Saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 24, n. 6, p. 2221-2232, June 2019. Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141381232019000602221&lng=en&nrm=iso>. access on 11 June 2020. Epub June 27, 2019.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO- SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1 DE 25 DE MAIO DE 2015

Projeto pedagógico, Programa de Residência Médica- Medicina de família e Comunidade SES-DF, 2015

Nulvio LJ. Participantes da oficina para elaboração inicial de um Currículo Baseado em Competências para a MFC (Maio de 2014)

Arias-Castillo L., Toro C.B., Freifer S, Fernández MA, Targa LV, de Cali, S.Perfil do médico de família e comunidade: definição ibero americana. Santiago de Cali, Colômbia: Wonca. access on 03 Feb. 2021. http://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00143114.

DE BARBA, Maria Luiza et al. Os desafios para o manejo de doenças crônicas na população em situação de rua. Brazilian Journal of Health Review, v. 4, n. 2, p. 9257-9273, 2021.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n4-088

Refbacks

  • There are currently no refbacks.