Perfil antropométrico e de aptidão física de atletas universitários de basquetebol / Anthropometric profile and physical fitness of university basketball athletes

Rafael Bizarelo Ribeiro dos Santos, Raphael da Silva Lau, Moisés Augusto de Oliveira Borges, José Camilo Camões

Abstract


O basquetebol é uma atividade esportiva que alterna momentos de alta intensidade com momentos de baixa ou moderada intensidade. A aptidão física, portanto, deve ser avaliada constantemente para o monitoramento da performance e suas aplicações dentro do esporte. Diante disso, supõe-se que as adaptações orgânicas e valências físicas possam estar relacionadas às funções atribuídas a cada posição na quadra. Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi analisar, comparar e correlacionar o perfil antropométrico e os índices de aptidão física de atletas universitários de basquetebol de diferentes posições. Participaram deste estudo, onze atletas masculinos da seleção de basquetebol de uma universidade pública do estado do Rio de Janeiro. A amostra foi dividida em três grupos de acordo com as posições, a saber: armadores (n=4), laterais (n=4), pivôs (n=3).  Para avaliação da composição corporal, foram coletados os dados de massa corporal, estatura, índice de massa corporal e percentual de gordura. Para avaliação das qualidades físicas, foram realizados os testes de Abdominal de um (1) minuto, Sargent test, sinuosa com drible, Sprint 15m com drible, lance livre e Cooper de 12 minutos. Utilizou-se o One-Way ANOVA para análise comparativa das médias, juntamente do teste post hoc de Tukey para múltiplas comparações (p≤ 0,05). O coeficiente de Spearman foi utilizado para averiguar a correlação entre algumas das variáveis investigadas. Os resultados sugerem que os pivôs possuem valores médios de estatura superiores às outras posições (p≤ 0,01). Não foram identificadas diferenças significativas nos índices de aptidão física entre as diferentes posições. A análise de correlação indicou forte correlação linear entre as variáveis: impulsão vertical e velocidade com drible; capacidade cardiorrespiratória e percentual de gordura; impulsão vertical e percentual de gordura; e velocidade com drible e percentual de gordura. A partir deste estudo, atletas, técnicos e profissionais envolvidos com o basquetebol universitário podem elaborar estratégias e planejar ações mais efetivas, a fim de melhorar os índices de aptidão física e perfil antropométrico dos atletas, resultando em melhor desempenho durante os treinamentos e competições.


Keywords


Treinamento Desportivo, Valências Físicas, Cineantropometria, Atletas Universitários, Esporte de Quadra.

References


ARAÚJO, Thiago Machado de. Efeitos da preparação física sobre a performance global de atletas amadores de basquetebol universitário. 2018.

ARAUJO, TM; LOPES, EG; ALMEIDA, MB. Correlação entre o salto vertical máximo e o sprint de 21 metros em jogadores de basquetebol universitário. CIAFIS, v. 1, n. 1, 2017.

BANKOFF, Antonia DP; CRUZ, Emerson Miguel. Estudo do salto vertical máximo: Análise da correlação de forças aplicadas. Conexões, v. 8, n. 1, 2010.

BASTOS, Fabio Ganime; DANTAS, Paulo Silva; FILHO, José Fernandes. Dermatoglifia, somatotipo e qualidades físicas básicas no basquetebol: estudo comparativo entre as posições. Motricidade, v. 2, n. 1, p. 32-52, 2006.

BOONE, Jan; BOURGOIS, Jan. Morphological and physiological profile of elite basketball players in Belgium. International Journal of Sports Physiology and Performance, v. 8, n. 6, p. 630-638, 2013.

BROOKS, G. A.; FAHEY, T. D.; BALDWIN, K. M. Fisiologia do exercício. Bioenergética Humana e suas Aplicações. Phorte, p. 766, 2013.

CALLEGARI-JACQUES, S. M. Bioestatística: princípios e aplicações. [s.l.] Artmed Editora, 2009.

CARDOSO, Josiane; GOMES, Munir; PEREIRA JUNIOR, José; SILVA, Daniel. Estresse em estudantes universitários: uma abordagem epidemiológica. Rev enferm UFPE [online], v. 13, p. 1-7, 2019.

CARVALHO, Keyla Batista et al. Perfil somatotípico e nível de composição corporal de jogadores de basquetebol amador. Conexões-Ciência e Tecnologia, v. 6, n. 3, 2012.

CYRINO, E.S.; ALTIMARI, L.R.; OKAMO, A.H.; COELHO, C.F. Efeitos do treinamento de futsal sobre a composição corporal e o desempenho motor de jovens atletas. Revista Brasileira de Ciências e Movimento. v.10 n.1, p.41-46, Brasília, 2002.

DANTAS, E. H. M. A prática da preparação física. 6.ed. Vila mariana, SP: Roca, p. 40, 2016.

FERREIRA, Aluisio Elias Xavier; JÚNIOR, Dante De Rose. Basquetebol: técnicas e táticas: uma abordagem didático-pedagógica. EPU, 2003.

FILHO, José Fernandes.; FERNANDES, Paula Roquetti.; ROCHA, Paulo Eduardo Carnaval. Avaliação física: Cineantropometria e aptidão cardiorrespiratória. Belo Horizonte, MG: Casa da Educação Física, 2018.

GANTOIS, Petrus et al. Relação entre o desempenho de sprint repetido e salto vertical intermitente de atletas de basquetebol. Rev. Bras. Ciênc. Esporte, v. 40, n. 4, p. 410-417, 2018.

JACKSON, Andrew S.; POLLOCK, Michael L. Generalized equations for predicting body density of men. British journal of nutrition, v. 40, n. 3, p. 497-504, 1978.

JUNIOR, Dante De Rose; TAVARES, Alessandra Cristina; GITTI, Vivian. Perfil técnico de jogadores brasileiros de basquetebol: relação entre os indicadores de jogo e posições específicas. Revista Brasileira de educaçao física e esporte, v. 18, n. 4, p. 377-384, 2004.

LIMA, Bruno Lucas Pinheiro et al. Comparação do perfil antropométrico e aptidão física de atletas de basquetebol de diferentes posições. Ciencias de la Actividad Física UCM, v. 20, n. 1, p. 1-13, 2019.

MESSINA, U. J. O. & KALININE, I. Resumo dos anais II Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da Unijuí. Estudo dos critérios de seleção dos testes de lance-livre, 1998.

MONTEIRO, A.; LOPES, C. Periodização esportiva – Estruturação do treinamento. São Paulo- SP, AG Editora, 2015.

OLIVEIRA, Regiane Afaz; NAVARRO, Francisco. Comparação metabólica e antropométrica da aptidão física de atletas de basquetebol após um período de destreinamento. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 1, n. 1, p. 29-44, 2007.

POWERS, Scott K.; HOWLEY, Edward T. Fisiologia do exercício: teoria e aplicação ao condicionamento e ao desempenho. Manole, 2014.

RAYMUNDO, Ana Carolina Gago et al. Evaluation of strength, agility and aerobic capacity in Brazilian football players. Biomedical Human Kinetics, v. 10, n. 1, p. 25, 2018.

ROCHA, P. E. C. P. Medidas e avaliação em ciências do esporte. Rio de Janeiro: Sprint, 2008.

SANTOS, R.B.R; LAU, R.S; BORGES, M; CAMÕES, J.C; COSTA, C.R.M. A influência da fase do treinamento multicomponente no desenvolvimento das valências físicas em atletas universitários de basquetebol. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 4, p. 38182-38197, 2021a.

SANTOS, R.B.R; OLIVEIRA, O.M.A; SANTOS VILAR, J. Perfil da ingestão alimentar de atletas universitários em função do SARS-CoV-2. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 2, p. 16147-16161, 2021b.

SILVA, F.L.C; MONTEIRO, P.C; BORGES, M.A.O; LIMA, B.L.P; LIMA, V.P. Correlação entre as medidas antropométricas e aptidão cardiorrespiratória em militares do sexo masculino. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 13, n. 83, p. 514-522, 2019.

SOUZA, M.P; CRUZ, R.M; ROCHA, R.E.R. Efeito do destreinamento sobre as características antropométricas e desempenho físico em jogadores de Futsal Sub-17. RBFF-Revista Brasileira de Futsal e Futebol, v. 10, n. 40, p. 604-611, 2018.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n4-061

Refbacks

  • There are currently no refbacks.