Emergências hiperglicêmicas e seus impactos na sala de emergência: uma revisão de literatura / Hyperglycemic emergencies and their impacts in the emergency room: a literature review

Amanda Batista Coelho, Alessandra Resende Romanielo, Victoria Alessandra Barbosa, Ana Gabriela Batista Pinheiro de Brito, Bruna Moraes Farias Dantas, Heloisa Ganassini Quintanilha, Renata Pedroso Carvalho, Tayla Figueiredo Lacerda, Débora de Lima Ramos, Esther Eloisa Magalhães de Paula, Angélica Cristina Bezerra Sirino Rosa, Gabriella Rodrigues Cascão, Victor Antônio Paulino da Silva, Viviana Cristina De Souza Carvalho, Joyce Karolyny Lopes de Souza, Altair Bartiloti Castro Santos Neta, Michelle Lorrane Bezerra Hipólito, Rafael Gustavo Ferreira de Paula, Mariana Cunha Peixoto

Abstract


Introdução: Hiperglicemia é uma causa muito comum nas emergências médicas, sendo uma alteração de descompensação do metabolismo. Os estados hiperglicêmicos agudos compreendem a cetoacidose diabética e o coma hiperosmolar hiperglicêmico não cetótico. Objetivo: Analisar as duas principais condições hiperglicêmicas, que representam um desafio para o clínico e o médico generalista em salas de emergências. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura que incluiu estudos, com dados de pacientes em situação de emergência hiperglicêmica, publicados entre 2010 e 2020, disponíveis na íntegra em inglês, em espanhol ou em português, na base de dados LILACS, SciELO, PubMed, com os termos: “Hiperglicemia”, “Emergência”, “Departamento/Sala de emergência”, “Crise hiperglicêmica” e “Impactos”. Atenderam aos critérios de inclusão 19 artigos, os quais, após a leitura na íntegra, tiveram as informações sintetizadas, agrupadas por semelhanças ao tema e analisadas de forma descritiva. Resultados e discussão:  Crises hiperglicêmicas podem ocorrer em pacientes portadores de diabetes mellitus tipo 1 ou tipo 2, assim, requer manejo rápido e tratamento da causa base, visando evitar a mortalidade.

 


Keywords


Emergência, Hiperglicemia, Diabetes Mellitus.

References


DHATARIYA, Ketan K; VELLANKI, Priyathama. Treatment of Diabetic Ketoacidosis (DKA)/Hyperglycemic Hyperosmolar State (HHS): Novel Advances in the Management of Hyperglycemic Crises (UK Versus USA). Current diabetes reports, USA and UK, v. 17, n. 33, p. 4-17, mai./2017. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28364357/. Acesso em: 15 set. 2020.

DIRETRIZES SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Diretrizes 2019-2020. Disponível em: https://www.diabetes.org.br/profissionais/images/DIRETRIZES-COMPLETA-2019-2020.pdf. Acesso em: 15 set. 2020.

ECHOUFFO-TCHEUGUI, Justin B.; GARG, Rajesh. Management of Hyperglycemia and Diabetes in the Emergency Department. Hospital Management of Diabetes (A Wallia and JJ Seley, Section Editors), UK, USA, v. 56, n. 17, p. 12-18, jun./2017.

FAYFMAN, Maya; PASQUEL, Francisco J; UMPIERREZ, Guillermo E. Management of Hyperglycemic Crises: Diabetic Ketoacidosis and Hyperglycemic Hyperosmolar State. The Medical clinics of North America, USA, v. 101, n. 3, p. 587-606, mai./2016.

FERREIRA, J. K. D. S. et al. CLASSIFICAÇÃO DE RISCO NA UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA. ANAIS DA 1a MOSTRA CIENTÍFICA DO PROGRAMA DE INTERAÇÃO COMUNITÁRIA DO CURSO DE MEDICINA, Várzea Grande, v. 1, n. 1, p. 1-1, mar./2018. Disponível em: http://periodicos.univag.com.br/index.php/picmed/article/viewFile/1017/1195. Acesso em: 15 set. 2020.

HAMELIN, Alexandra L; YAN, Justin W; STIELL, Ian G. Emergency Department Management of Diabetic Ketoacidosis and Hyperosmolar Hyperglycemic State in Adults: National Survey of Attitudes and Practice. Canadian Journal of diabetes, The University of Ottawa, v. 42, n. 3, p. 229-236, jun./2018.

ISHIZAWA, Marília Harumi. Hospitalizações por complicações agudas do Diabetes mellitus, 2002-2016. Dissertação apresentada à Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo para obtenção do título de Mestre em Ciências pelo Programa de Pós-graduação em Saúde Pública., Ribeirão Preto, v. 1, n. 1, p. 1-1, mai./2019.

KALSCHEUER, H. et al. [Diabetic emergencies : Hypoglycemia, ketoacidotic and hyperglycemic hyperosmolar nonketotic coma]. Der Internist, Medizinische Klinik I, Universitätsklinikum Schleswig-Holstein, Campus Lübeck, Ratzeburger , v. 58, n. 10, p. 1020-1028, out./2017. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28849301/. Acesso em: 15 set. 2020.

MORALES, Dr.óscar Phillips; VARGAS, D. M. Q; RODRÍGUEZ, D. N. E. Emergencias hiperglicémicas. Revista Médica Sinergia, Costa Rica, v. 5, n. 2, p. 2-10, fev./2020. Disponível em: https://www.medigraphic.com/pdfs/sinergia/rms-2020/rms202d.pdf. Acesso em: 5 fev. 2020.

NESS-OTUNNU, Ronald Van; HACK, Jason B. Hyperglycemic crisis. The journal of emergency medicine, Massachusetts, v. 45, n. 5, p. 797-805, nov./2013. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/23786780/. Acesso em: 15 set. 2020.

PORTAL REGIONAL DA BVS. EMERGÊNCIAS GLICÊMICAS. Disponível em: http://docs.bvsalud.org/biblioref/2018/04/882997/05-emergencias-glicemicas.pdf. Acesso em: 15 set. 2020.

SANZ-ALMAZÁN, M. et al. [Acute diabetic complications attended in a hospital emergency department: a descriptive analysis]. MedlinePlus Health Information, Valladolid España, v. 29, n. 4, p. 245-248, jul./2017. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28825279/. Acesso em: 15 set. 2020.

VELASCO, I. T. et al. Medicina de Emergência: Abordagem prática. 14. ed. [S.l.]: Manole, 2020. p. 1-1328.

YAN, J. W. et al. Sentinel visits in emergency department patients with diabetes mellitus as a warning sign for hyperglycemic emergencies. CJEM, Division of Emergency Medicine,Department of Medicine,London Health Sciences Centre,London,ON., v. 20, n. 2, p. 230-237, jul./2017. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28738911/. Acesso em: 15 set. 2020.

ZELIHIC et al. Hyperglycemia in emergency patients – prevalence and consequences: results of the GLUCEMERGE analysis. European Journal of Emergency Medicine, Alemanha, v. 22, n. 2, p. 181-187, jun./2015. Disponível em: https://www.ingentaconnect.com/content/wk/ejeme/2015/00000022/00000003/art00007. Acesso em: 15 set. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n4-058

Refbacks

  • There are currently no refbacks.