Avaliação bucal de pacientes antes e após a cirurgia bariátrica / Oral evaluation of patients before and after bariatric surgery

Ana Carolina Godoy Scrociato, Carolina Mauricio da Silva, Ana Carolina da Graça Fagundes

Abstract


A Obesidade mórbida é considerada uma doença crônica associada a um acúmulo excessivo de gordura corporal, tendo a sua etiologia complexa e multifatorial, sendo capaz acometer todas as faixas de idades, podendo ser uma complicação refletida em problemas sociais, psicológicos, econômicos e culturais. Encontrando-se a obesidade em uma condição crônica de etiologia multifatorial, seu tratamento pode ser caracterizado por inúmeros métodos e abordagens, podendo eles ser nutricional, a prática de atividades físicas, a psicoterapia e, até mesmo, por meio de medicamentos. Infelizmente muitos pacientes não conseguem resultados satisfatórios, sendo necessário que se recorra a algo mais invasivo, como a cirurgia de redução do estomago ou bariátrica, como é mais comumente conhecida. A pesquisa realizada tem como seu propósito principal a demonstração da importância do acompanhamento odontológico em todo percurso de recuperação e adaptação ao novo estilo de vida do paciente submetida à bariátrica, analisando as mudanças ocorridas no paciente após a realização do procedimento cirúrgico. O Estudo foi prospectivo, havendo avaliações dos pacientes que se submeterão a cirurgia bariátrica. Os mesmos foram prospectados no Hospital e Maternidade ‘Albertin Sabin’ em Atibaia/SP, durante uma reunião pré-bariátrica, compondo-se, então, uma amostra de conveniência. A eles fora aplicado um questionário sobre a autopercepção bucal OHIP-14, mantendo-se contanto para possíveis esclarecimentos de dúvidas e acompanhamento das datas das cirurgias, facilitando a logística da avaliação bucal pós-bariátrica. Fora realizada, também, estudo nas bibliotecas virtuais e artigos científicos utilizando os descritores gastroplastia, cirurgia bariátrica, obesidade mórbida e saúde bucal. Porém, devido a pandemia de COVI-19, a coleta final fora prejudicada tornando a amostra final muito inferior a inicial, dificultando, assim, a comparação dos resultados obtidos das avaliações realizadas antes e após o procedimento cirúrgico. Espera-se que a cirurgia bariátrica impacte a saúde bucal geral dos pacientes, sendo-se possível se qualificar quais são os agravantes mais comuns, portanto, novos levantamentos devem ser realizados para mensuração dos agravos decorrentes desse procedimento.


Keywords


gastroplastia, obesidade mórbida, saúde bucal

References


AOYAMA, EA. et al. Genetics and the environment as major risk factors for obesity. Brazilian Journal Of Health Review, Curitiba, v. 2, n. 1, p. 477-484, dez. 2018.

Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia. Consequências Sistêmicas da Cirurgia Bariátrica e Suas Repercussões na Saúde Bucal. Universidade de São Paulo. Bauru, 2012;25(3):173-177.

ABESO - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA PARA O ESTUDO DA OBESIDADE E DA SÍNDROME METABÓLICA (Brasil). Quase 60% dos brasileiros estão acima do peso, revela IBGE. 2015. Disponível em: . Acesso em: 01 dez. 2019.

Associação Brasileira Para o Estudo Da Obesidade e da Síndrome Metabólica. Diretrizes Brasileiras de Obesidade. Abeso. Itapevi, SP: AC Farmacêutica, 2009; 3:11.

Bretas LP et al. Fluxo Salivar e Capacidade Tamponante da Saliva como Indicadores de Susceptibilidade á Doença Cárie. Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora, 2008.

Bordalo LA. Mourão DM, Bressan J. Deficiências Nutricionais após Cirurgia Bariátrica.Acta Med Port. Universidade Federal de Viçosa Brasil. 2011.

Cardozo DD. Impacto da cirurgia bariátrica na saúde bucal dos pacientes com obesidade mórbida. Dissertação (Mestrado na área de concentração Odontologia em Saúde Coletiva) Programa de Pós-Graduação em Odontologia. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2012

CHAVES, YS; DESTEFANI, AC. FISIOPATOLOGIA, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA SÍNDROME DE DUMPING E SUA RELAÇÃO COM A CIRURGIA BARIÁTRICA. Abcd. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva, São Paulo, v. 29, n. 1, p. 116-119, jan. 2016.

Falotico MC et al. Avaliação dos parâmetros salivares de pacientes portadores da doença do refluxo gastresofágico antes e após tratamento cirúrgico. 82f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2010. Disponível em: .

Funke A, Danowski A, Andrade DCO, Rego J, Levy RA. A Importância de reconhecer a Síndrome Antifosfolípide na Medicina Vascular. Universidade Federal do Paraná. Curitiba. 2017.

Galan, Y S. A importância da inserção do cirurgião dentista na equipe multiprofissional de acompanhamento do paciente. 2017. 33 f. TCC (Graduação) - Curso de Odontologia, Faculdade de Macapá, Macapá, 2017.

Goya S. Condições de saúde bucal e qualidade de vida de pacientes obesos e submetidos à cirurgia bariátrica. Dissertação (Doutorado na área de concentração Odontologia em Saúde Coletiva). Odontologia. Universidade de São Paulo. Bauru, 2011; 257f.

Mancini MC. Tratado da Obesidade. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2015; 2: 539-579.

Masulo LJ, Munoz ISS, Costa DR, Maciel TS, Nicolau RA. Xerostomia: Etiologia, Diagnóstico e Tratamento. Universidade do Vale do Paraíba. 2013

Miotto MHMB, Barcellos LA. Uma revisão sobre o indicador subjetivo de saúde bucal “Oral Health Imapct Profile” OHIP. UFES Rev Odontol. 2001; 3(1): 32-8.

Neville BW. et al.Patologia: Oral e Maxilofacial. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009; 3: 972.

Nobrega AGS. Obesidade, Cirurgia Bariátrica e Emagrecimento. Curitiba: Juruá, 2011; 22:28.

Passarella M. Inter-relação entre diabetes mellitus e doenças periodontais. Monografia (Especialista em Periodontia) Odontologia. Universidade Estadual de Campinas. São Paulo: Piracicaba. 2011; 49f

Revista de Odontologia da UNESP. As Implicações da Cirurgia Bariátrica na Reabilitação Oral. UNESP. 2017; 47(N Especial):6.

Silva BBF. Condição de saúde bucal em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica. Dissertação (Mestrado na área de concentração Odontologia em Saúde Coletiva). Odontologia. Universidade Estadual de Campinas. Piracicaba, 2008.

MARIATH, Aline Brandão et al. Obesidade e fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis entre usuários de unidade de alimentação e nutrição. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 23, n. 4, p.897-905, abr. 2007. Fundação Oswaldo Cruz.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n4-043

Refbacks

  • There are currently no refbacks.