Assistência de Enfermagem na Gestação de Mulheres Privadas de Liberdade / Nursing Assistance in the Pregnancy of Women Deprived of Liberty

Fabíola Oliveira de Sousa, Beatriz Milene Feitosa Silva, Flávia Gymena Silva de Andrade, Sarah Zayanne Rafael da Silva Ribeiro

Abstract


Objetivo: Descrever a importância e as dificuldades dos profissionais de enfermagem no cuidado as gestantes em situação carcerária. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura onde fez-se a utilização de sete artigos que foram publicados nas bases de dados Google Acadêmico e SCIELO. Resultados: A partir da análise dos artigos foi possível constatar qual a importância do enfermeiro na realização do pré-natal com as mulheres em situação carcerária e quais eram as principais dificuldades encontradas pelos enfermeiros para a realização desse pré-natal. Conclusão: Verificou-se que há a necessidade do debate entre os profissionais de saúde, em especial a equipe de enfermagem, e dos órgãos competentes para que as políticas públicas voltadas para as gestantes privadas de liberdade sejam colocadas de fato em prática, assegurando assim os direitos dessa população.


Keywords


Pré-natal, Cárcere, Enfermagem

References


BARROS, Maria Alice Rodrigues et al. Situação socioeconômica e reprodutiva de mulheres presidiárias. Rev de Pesquisa: Cuidado é Fundamental. Piauí, 2016; 8(4):4980-4985. DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v8.4400. Acesso 20 de fev de 2021.

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias – INFOPEN Mulheres (2a ed.). Brasília, DF. 2018; Disponível em: http://depen.gov.br/DEPEN/depen/sisdepen/infopenmulheres/infopenmulheres_arte_07-03-18.pdf. Acesso 20 de fev de 2021.

BRASIL. Ministério da Justiça. Secretaria de Política para as Mulheres da Presidência da República. Portaria Interministerial nº 210 de 16 de janeiro de 2014. Institui a Política nacional de Atenção às Mulheres em situação de Privação de Liberdade e Egressas do Sistema Prisional. Brasília-DF, 2014;. Disponível em: http://www.lex.com.br/legis_25232895_PORTARIA_INTERMINISTERIAL_N_210_D E_16_DE_JANEIRO_DE_2014.aspx. Acesso 20 de fev de 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional e normas para sua operacionalização. Brasília-DF, 2013. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/folder/politica_nacional_saude_sistema_prisional.pdf. Acesso 20 de fev de 2021.

FÉLIX, Rayane Saraiva et al. O enfermeiro na atenção pré-natal às mulheres em sistema carcerário. Rev enferm UFPE, Pernambuco, 2017; 11(10): 3939-47. Disponível em: http://doi.org/10.5205/reuol.12834-30982-1-SM.1110201731. Acesso 20 de fev de 2021.

GIMENES, Nathália Fernandes. A realidade da maternidade no sistema prisional brasileiro. 2016. 96 f. Monografia (Bacharel em Direito) - Centro Universitário Antonio Eufrásio de Toledo de Presidente Prudente, São Paulo. 2016. Disponível em: http://intertemas.toledoprudente.edu.br/index.php/Direito/article/view/5887/5597. Acesso 20 de fev de 2021.

OLIVEIRA, Adilza dos Santos. O papel do enfermeiro na assistência ao pré-natal de baixo risco. [Especialização em Saúde da Família]. Instituto de Educação a Distância, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, São Francisco do Conde; 2018. Disponível em: http://repositorio.unilab.edu.br:8080/jspui/handle/123456789/1083. Acesso 20 de fev de 2021.

SANTANA, Júlio Cesar Batista et al. Percepção da Equipe de Enfermagem Acerca da Assistência à Saúde no Sistema Prisional. Rev Fund Care Online. 2019; 11(05): 1142-1147. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/6859. Acesso 20 de fev de 2021.

SILVA, Gisleane dos Santos et al. Desafios do enfermeiro na assistência à saúde da gestante privada de liberdade. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , [S. l.], v. 3, n. 6, p. 182–198, 2020. DOI: 10.5281/zenodo.3891976. Disponível em: http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/116. Acesso em: 17 jun. 2021

SILVA, Jeferson Barbosa et al. Mulheres em privação de liberdade: narrativas de des(assistência) obstétrica. Reme : Rev. Min. Enferm., Belo Horizonte , v. 24, e1346, 2020 . Disponível em . acessos em 16 jun. 2021. Epub 15-Fev-2021. http://dx.doi.org/10.5935/1415.2762.20200083.

SOUZA, Geovana Camelo et al. Reflexões sobre a assistência em enfermagem à mulher encarcerada: um estudo de revisão integrativa. Arq. Cienc. Saúde UNIPAR. 2018; 22(1): 55-62. Disponível em: https://doi.org/10.25110/arqsaude.v22i1.2018.6240. Acesso 20 de fev de 2021.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n4-035

Refbacks

  • There are currently no refbacks.