Perfil do enfermeiro frente a uma parada cardiorespiratória no ambiente intra-hospitalar / Profile of the nurse in front of a cardiospiratory stop in the intrahospital environment

Laryssa dos Santos de Andrade, Ana Fátima Melo Souza de Andrade, Ruth Cristini Torres, Weber de Santana Teles, Max Cruz da Silva, Maria Hozana Santos Silva, Ângela Maria Melo Sá Barros, Rute Nascimento da Silva, Paulo Celso Curvelo Santos Júnior

Abstract


Este estudo tem por objetivo escrever a atuação do enfermeiro no ambiente intra- hospitalar frente à uma Parada Cardiorrespiratória (PCR) no paciente adulto. Trata-se de uma revisão literária em que foram consultadas as bases de dados LILACS, MEDLINE, SciELO de 2015 a 2021. A maioria dos artigos relatam a falta de conhecimento para identificação e realização das manobras de acordo com as Diretrizes para mediante conduta. Metodologicamente, a produção científica mostrou-se a incapacidade do enfermeiro para atuação na PCR, bem como na prevenção desse evento. Conclui-se que os profissionais de nível superior em enfermagem precisam de capacitação dentro da instituição de trabalho ou cursos externos para melhor atendimento e conduta correta a ser prestada a um paciente vítima de uma PCR.


Keywords


Enfermeiras e Enfermeiros, Parada Cardíaca, Reanimação Cardiopulmonar.

References


AGUIAR, J. B. N.; ANDRADE, E. G. S. Conhecimento da equipe de enfermagem sobre o protocolo de ressuscitação cardiorrespiratória no setor de emergência. Revista de Iniciação Científica e Extensão, v. 1, n. 4, p. 334-341, 2018.

AMERICAN HEART ASSOCIATION. Destaques das Diretrizes da American Heart Association 2015 para RCP e ACE. 2015. Disponível em:. Acesso em: 23 de out. 2019.

BARBOSA, I. S. L. et al. O Conhecimento do profissional de enfermagem frente à parada cardiorrespiratória segundo as novas diretrizes e suas atualizações. Revista Científica Sena Aires, v. 7, n. 2, p. 117-126, 2018.

BARROS, F. R. B.; NETO, M. L. Parada e reanimação cardiorrespiratória: conhecimento do enfermeiro baseado nas diretrizes da American Heart Association 2015. Enfermagem em Foco, v. 9, n. 3, p. 8-12, 2018.

CARNEIRO, L. L. N. B. et al. Nível de conhecimento dos enfermeiros sobre as técnicas de reanimação cardiopulmonar. Revista Interdisciplinar, v. 11, n. 3, p. 22-35, 2018.

CITOLINO FILHO, C. M. et al. Fatores que comprometem a qualidade da ressuscitação cardiopulmonar em unidades de internação: percepção do enfermeiro. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 6, n. 49, p. 908-914, 2015.

MORAES, T. P. R; PAIVA, E. F. Enfermeiros da Atenção Primária em suporte básico de vida. Revista de Ciências Médica, v. 26, n. 1, p. 9-18, 2017.

MOURA, J. G. et al. Conhecimento e Atuação da Equipe de Enfermagem de um Setor de Urgência no Evento Parada Cardiorrespiratória. Rev Fund Care Online, v. 11, n. 3, p. 634- 640, 2019.

OLIVEIRA, S. F. G. et al. Conhecimento de parada cardiorrespiratória dos profissionais de saúde em um hospital público: estudo transversal. Revista Pesquisa Fisio., v. 8, n. 1, p. 101- 109, 2018.

VOLPATO, G. L. O método lógico para redação científica. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, v. 9, n. 1, p. 1-14, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-361

Refbacks

  • There are currently no refbacks.