Estudo retrospectivo da Tuberculose no período de 2014 a 2019 / Retrospective study of Tuberculosis in the period from 2014 to 2019

Taziane Mara da Silva, Matheus Alexandre Victório, Priscila Luzia Pereira Nunes, Marcela Madrona Moretto de Paula

Abstract


A Tuberculose é uma patologia grave, infectocontagiosa causada pelo Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de Koch (BK), sendo uma doença de extrema relevância para a saúde pública. A transmissão ocorre de forma direta, através do ar, de pessoa a pessoa, estimando que um respiratório sintomático pode infectar de 10 a 15 pessoas da sua comunidade num período de um ano, denotando a importância de práticas preventivas nesse contexto. A metodologia utilizada foi pesquisa bibliográfica baseada em artigos científicos das plataformas Lilacs e Google Scholar e levantamento de dados provenientes do Ministério da Saúde pelo Sistema de Informação de Agravo de Notificação (SINAM) no período de 2014 a 2019 no território Nacional e no Estado do Paraná, buscando avaliar as seguintes variáveis: gênero, faixa etária, escolaridade, apresentação clínica da doença e localidade regional a nível nacional e estadual. Este trabalho buscou comparar os dados em nível nacional e do Estado do Paraná. O levantamento do perfil das pessoas acometidas, identificam maior acometimento no gênero masculino, com idade produtiva, baixa escolaridade, vivendo em regiões urbanizadas com característica de rápido desenvolvimento e desordenado, situação de pobreza, com maior predominância da forma pulmonar e cura em mais de 60% dos casos tanto em âmbito nacional, quanto estadual. Assim, mesmo sabendo que a Tuberculose é uma doença curável, apesar de ser grave, ainda é um desafio para a eliminação dessa doença. Dessa forma, é importante identificar as fragilidades que envolvem as estratégias de controle bem como elaborar novas estratégias envolvendo os profissionais da área da saúde, comunidade, o autocuidado visando a contenção dessa enfermidade na população.


Keywords


Tuberculose, Epidemiologia.

References


BERTOLOZZI, M. R. et al. O controle da tuberculose: um desafio para a saúde pública.

Rev Med, São Paulo, v, 93, n. 1, p 83-89, 2014. Disponível em:< file:///C:/Users/Lab03M01/Downloads/97330-Texto%20do%20artigo-168295-1-10-20150414.pdf>. Acesso em: 14 de mai. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em saúde. departamento de Vigilância das doenças transmissíveis. Manual de Recomendações para o controle da tuberculose no Brasil / Ministério da saúde, secretaria de Vigilância em saúde, departamento de Vigilância das doenças transmissíveis. Brasília: Ministério da Saúde, 2018.

CARDOSO, L. C. et al. Aspectos epidemiológicos dos pacientes notificados com Tuberculose na microrregião de Umuarama – Noroeste Paranaense de 2009 a 2014. Arq. Ciênc. Saúde UNIPAR, Umuarama, v. 22, n. 3, p. 157-163, set./dez., 2018. Disponível em: < http://revistas.unipar.br/index.php/saude/article/view/6162>. Acesso em 26 de mai. 2109.

FREITAS, W. M. T. M. et al. Perfil clínico-epidemiológico de pacientes portadores de tuberculose atendidos em uma unidade municipal de saúde de Belém, Estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saúde, v. 7, n. 2, p. 45-50, 2016. Disponível em: . Acesso em 26 de mai. 2109.

MASCARENHAS, M. D. M. et al. Perfil epidemiológico da tuberculose entre casos notificados no Município de Piripiri, Estado do Piauí, Brasil. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 14, n. 1, p. 7-14, 2005. Disponível em:

. Acesso em 26 de mai. 2109.

MAGALHÃES, M. V.; CINTRA, A. P. U. Dinâmica Demográfica do Paraná: tendências recentes, perspectivas e desafios. Revista Paranaense de Desenvolvimento, n. 122, p. 263-291, 2012. Disponível em: file:///Users/taziane/Downloads/DialnetDinamicaDemograficaDoParana-4161864.pdf. Acesso em 27 out. 2020.

NOGUEIRA, A. F. et al. Tuberculose: uma abordagem geral dos principais aspectos. Rev Bras Farm, v. 93, n. 1, p. 3-9, 2012. Disponível em:< http://www.rbfarma.org.br/files/rbf-2012-93-1-1.pdf>. Acesso em: 14 de mai. 2019.

PEREIRA, J. D. C. et al. Perfil e seguimento dos pacientes com tuberculose em município prioritário no Brasil. Rev Saúde Pub, V. 49, p. 1-12, 2015. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rsp/v49/pt_0034-8910-rsp-S0034-89102015049005304.pdf>. Acesso em: 14 de mai. 2019.

SIQUEIRA, A. S. P. Determinantes socioeconômicos da produção da tuberculose: um estudo no município de Itaboraí, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, no período de 2000 a 2011. 2014. 121 f. Tese (Doutorado em Ciências na área de Saúde Pública) – Escola Nacional de Saúde Públida Sérgio Arouca, Rio de Janeiro, 2014. Disponível em:. Acesso em 26 de mai. 2109.

VENDRAMINI, S. H. F. et al. Análise espacial da co-infecção tuberculose/HIV: relação com níveis socioeconômicos em município do sudeste do Brasil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rsbmt/v43n5/v43n5a13.pdf. Acesso em: 27 out. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-352

Refbacks

  • There are currently no refbacks.