Perfil do idoso que sofre quedas na unidade de saúde da família - Dr nímio insfram no conjunto universitário - Rio Branco/Acre / Profile of the elderly who suffer falls in the family health unit - Dr nímio insfram in conjunto universitário - Rio Branco/Acre

Maria Gabriela Alves, Kátia Fernanda Constância Ferrão Campos

Abstract


Objetivo: traçar o perfil dos idosos com histórico de queda cadastrados na unidade de saúde Dr. Nímio Insfram Martinez, do Conjunto Universitário, de Rio Branco-AC. Métodos: trata- se de um estudo transversal com idosos do Conjunto Universitário I,II e III acompanhados na Unidade de Saúde da Família Dr. Nímio Insfram, na cidade de Rio Branco/Acre, no período de janeiro a março de 2017 no qual foram aplicados questionários, em visitas domiciliares, a 160 idosos com idade igual ou superior a 60 anos de idade, sendo selecionados os 79 idosos que apresentavam história pregressa de queda. As variáveis numéricas foram verificadas por medidas de frequência e de tendências centrais e de dispersão; e as medidas de associação foram inseridas em tabelas de contingência, sendo avaliadas pelo teste do qui-quadrado. Resultados: Esta pesquisa evidenciou que 67,1% dos idosos caidores, são jovens na faixa de 60 a 74 anos, sendo o sexo feminino com maior prevalência com 73,4% das quedas, 67,1% tinham escolaridade menor ou igual a 8 anos, 59,5% dos idosos não possuíam cônjuge, e 67,5% apresentam em seu domicilio fatores de risco estruturais e não estruturais para a ocorrência de quedas. Conclusão: O aumento da expectativa de vida causa preocupações quanto a qualidade de vida dos idosos, principalmente quando evidenciado a prevalência do evento quedas nessa população e suas consequências, com ônus tanto para o idoso quanto para o serviço de saúde. Traçar o perfil do idoso que sofre quedas auxilia a elaboração de uma estratégia quanto a melhor forma de prevenção, atuando a fim de evitar os fatores de risco na parcela mais acometida desta população.


Keywords


Idosos, Acidente por Quedas, Perfil; Estratégia de Saúde da Família, Acre.

References


RELATÓRIO MUNDIAL DE ENVELHECIMENTO E SAÚDE. Organização Mundial da Saúde: Genebra, 2015. Disponível em: Acessado em agosto de 2018.

Envelhecimento ativo: uma política de saúde / World Health Organization; tradução Suzana Gontijo. – Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2005. 60p.: il

Ministério da Saúde. Estatuto do idoso. Brasília: Ministério da Saúde; 2003 – Artigo Queda entre idosos no Brasil e sua relação com o uso de medicamentos: revisão sistemática.

VASCONCELOS, A.M.N., GOMES, M.M.F. Transição demográfica: a experiência brasielira. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, 21(4):539-548, out-dez 2012.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Projeções e estimativas da população do Brasil e das Unidades da Federação. Disponível em Acessado em Setembro de 2018.

MORAES, S.A., SOARES, W.J.S., LUSTOSA, L.P., BILTON, T.L., FERRIOLI, E., PERRACINI, M.R. Características das quedas em idosos que vivem na comunidade: estudo de base populacional. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, 2017; 20(5): 693-704.

JUNIOR, N.F.P., SANTO, S.M.A. Epidemiologia do evento queda em idoso: traçado histórico entre os anos de 2003 e 2012. Rev Min Enferm. 2015 out/dez; 19(4): 994-1004.

COUTO, F.B.D., PERRACINI, M.R. Análise multifatorial do perfil de idosos ativos com história de quedas. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, 2012; 15(4):693-706.

GONÇALVES, A.K., GRIEBLER, E.M., POSSAMAI, V.D., COSTA, R.R., MARTINS, V.F. Idosos caidores e não caidores: programa de exercício multicomponente e prevalência de quedas. ConScientiae Saúde, 2017;16(2):187-193.

SANTOS, S.R., SANTOS, I.B.C., FERNANDES, M.G.M., HENRIQUES, M.E.R.M. Qualidade de vida do idoso na comunidade: aplicação da escala de Flanagan. Rev Latino-am Enfermagem 2002 novembro-dezembro; 10(6):757-64.

BUKSMAN S., VILELA A.L.S., PEREIRA S.R.M., LINO V.S.,SANTOS V.H.; Quedas em Idosos - Projeto Diretrizes. Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia; 2008.

SCHIAVETO, F.V.; Avaliação do risco de quedas em idosos na comunidade [dissertação]. Ribeirão Preto (SP): Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo; 2008.

PINHO, T.A.M.; SILVA, A.O.; TURA, L.F.R.; MOREIRA, M.A.S.P.; GURGEL, S.N.; SMITH, A.A.F & BEZERRA, V.P. Avaliação do risco de quedas em idosos, atendidos em unidade básica de saúde. REV. ESC. ENFERM. USP. 2012: 46(2); 320-7.

FHON, J.R.S.; ROSSET, I.; FREITAS, C. P.; SILVA, A.O.; SANTOS, J.L.F.; RODRIGUES, R.A.P. Prevalence of falls among frail elderly adults. REV. Sáude Pública, 2013. 47 (2): 266-73.

SANTAMARÍA, A.L.; GIMÉNEZ, P.J.; SATORRA, T.B.; ORRIO, C.N & MONTOY. M.V. Prevalence y factores associados a caídas em adultos mayores que viven em la comunidad. Elsevier, España, S.L.U. Aten Primaria. 2015;47(6):367-375.

PERRACINI MR, RAMOS LR. Fall-related factors in a cohort of elderly Community residents. Rev Saude Pública 2002;36:709-16.

SMITH, A.A; RODRIGUES, R.AP.; MOREIRA, M.A.S.P.; NOGUEIRA, J.A, TURA, L.F.R. Assessment of risk of falls in elderly living at home. REV. Latino - Am. Enfermagem. 2017; 25: e2754.

MACHADO, T.R.; OLIVEIRA, C.J.O.; COSTA, F.B.C.; ARAUJO, T.L.; Avaliação da presença de risco para quedas em idosos. Rev. Eletr. Enf, 2009; 11 (1): 32-8.

OLIVEIRA, A.S.; TREVISAN, P.F.; BESTETTI, M.L.T.; MELO, R.C. Environmental hazards and risk of fall in the elderly: systematic review. REV. Bras. Geriat e Gerontol, Rio de Janeiro, 2014; 17(3): 637-645.

SANTOS, J.S.; VALENTE, J.M.; CARVALHO, M.A.; GALVÃO, K.M.; KASSE, C.A. Identification of falls risks in elderly anda its prevention. REV. Equilibrio corporal e saúde, 2013; 5(2): 53-59.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-320

Refbacks

  • There are currently no refbacks.