Mapeamento espacial dos níveis radiométricos do Serviço de Medicina Nuclear do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu – UNESP / Spatial mapping of radiometric levels of the Nuclear Medicine Service of the Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP

Patricia Luisa Bergamo, Lucas Faconi Camargo, Kerolyn Adorne Moda, Gabriel Gustavo de Albuquerque Biasotti, Kátia Hiromoto Koga, Sonia Marta Moriguchi, Ednaldo Alexandre Zandona

Abstract


A Medicina Nuclear emprega uso de fontes radioativas não seladas, que são administradas aos pacientes e, após o tempo de captação do radiofármaco por um órgão de interesse, o exame é realizado. Esta movimentação de fontes radioativas dentro do Serviço de Medicina Nuclear, acarreta diferentes taxas de exposição à radiação ionizante e impactam na dosimetria dos indivíduos ocupacionalmente expostos e indivíduos do público. A Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), estabelece limites de dose para os dois grupos de indivíduos, a fim de protegê-los dos efeitos da radiação ionizante. Baseado nestas premissas, este trabalho teve como objetivo aferir as taxas de exposições geradas pelas fontes radioativas nas dependências do SMN e nas áreas adjacentes ao mesmo e, com base na análise dos dados, elaboramos um mapa espacial colorido para representação das exposições mensuradas e também estimamos a dose anual que os IOE e indivíduos do público estariam sujeitos. Para mensuração das taxas de exposição, foi utilizado um monitor de radiação do tipo Geiger Muller, calibrado por laboratório creditado e com reprodutibilidade dentro dos parâmetros recomendados, realizando 2 medidas ao dia em horários aleatórios, para contemplar todo o funcionamento do serviço. Com os dados foi possível estimar a dose anual para IOE e indivíduos do público, correlacionando com os limites estabelecidos, elaborando o mapa espacial colorido das taxas de exposições aferidas nos diferentes pontos, permitindo identificar as áreas com maiores e menores exposições e estabelecer medidas de radioproteção a serem implementadas no Serviço de Medicina Nuclear.


Keywords


proteção radiológica, medicina nuclear, levantamento radiométrico, física médica.

References


LOMBARDI, M. H. Radiation Safety in Nuclear Medicine. 2nd ed., London: Taylor & Francis Group, 1932.

WILLIAMS, C. R. Radiation Exposures from the Use of Shoe-Fitting Fluoroscopes. The New England Journal of Medicine. v. 241, p. 333-335; 1949.

MARTLAND, H. S. The Occurrence of Malignancy in Radioactive Persons. The American Journal of Cancer. v. 15, 1931.

MALONE, J., ET AL. The design of diagnostic medical facilities where ionising radiation is used. No. RPII-IE--09/01. Radiological Protection Institute of Ireland (Ireland), 2009.

SIMON R. C., JAMES A. S., MICHAEL E. P. Physics in Nuclear Medicine. 6th ed., Philadelphia: Elsevier, 2012.

SMART, R. Task-Specific Monitoring of Nuclear Medicine Technologists's Radiation Exposure. Radiation Protection Dosimetry. v. 109, p. 201-209, 2004.

ICRP - Internation Commission on Radiological Protection. Recommendations of the International Commission on Radiological Protection. ICRP Publication 26, 1977.

CNEN - Comissão Nacional de Energia Nuclear. Diretrizes Básicas de Proteção Radiológica. Norma CNEN NN 3.01. Rio de Janeiro: 2014.

CNEN - Comissão Nacional de Energia Nuclear. Requisitos de Segurança e Proteção Radiológica para Serviços de Medicina Nuclear. Norma CNEN NN 3.05. Rio de Janeiro: 2013.

CNEN - Comissão Nacional de Energia Nuclear. Restrição de Dose, Níveis de Referência Ocupacionais e Classificação de Áreas. Posição Regulatória 3.01/004. Rio de Janeiro: 2011.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n5-011

Refbacks

  • There are currently no refbacks.