A consulta de enfermagem na estratégia saúde da família / Nursing consultation in the family health strategy

Marcel Vinícius Cunha Azevedo, Ruth Cristini Torres, Weber de Santana Teles, Max Cruz da Silva, Angela Maria Melo Sá Barros, Maria Hozana Santos Silva, André Luiz de Jesus Morais, Paulo Celso Curvelo Santos Junior, Isabelle Borges Primo de Carvalho

Abstract


A Consulta de Enfermagem (CE) está regulamentada e integra uma das ações privativas do enfermeiro que é responsável por avaliar o estado de saúde do usuário. Esta, é uma atividade que passa a ser difundida com a Estratégia Saúde da Família (ESF) como potência na produção do cuidado na Atenção Primária. Nessa perspectiva, o estudo tem como objetivo verificar na literatura relatos sobre a Consulta de Enfermagem na Estratégia Saúde da Família. A pesquisa bibliográfica foi desenvolvida com base em material já elaborado e os dados foram coletados na base de dados do Google Acadêmico no período de 2017 a 2021. Percebeu-se então que a Consulta de Enfermagem é um instrumento que precisa ser qualificado, mas que sem dúvida, tem grande potencial de gerar mudanças no processo de atenção à saúde e qualificar o atendimento na Atenção Primária.


Keywords


Atenção Primária, Consulta de Enfermagem, Estratégia Saúde da Família.

References


ALENCAR, D. C. et al. Consulta de enfermagem na perspectiva de usuários com diabetes mellitus na estratégia saúde da família. Revista de Enfermagem UFPE on line, 2017. Disponível em: < https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/14005/24275>. Acesso em: 16.01.2021.

ARAÚJO, M. F. S. Prática Profissional e Construção da Identidade do Enfermeiro no Programa de Saúde da Família. Política & Trabalho, 2003. Disponível em: . Acesso em: 20.02.2021.

BRASIL. Lei 7.498/86, de 25 de junho de 1986. Disponível em: . Acesso em: 21.12.2020.

BRASIL. Lei de Direitos Autorais - Lei 9610/98 | Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9610.htm>. Acesso em: 20.12.2020.

BRASIL. Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Atenção Primária – Seminário do Conass para construção de consensos. Brasília: CONASS, 2004a. Disponível em: . Acesso em: 20.12.2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Documento base para gestores e trabalhadores do SUS. Brasília: Ministério da Saúde, 2004b. Disponível em: . Acesso em: 12.02.2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Curso de facilitadores de educação permanente em saúde: unidade de aprendizagem – trabalho e relações na produção do cuidado. Brasília: Ministério da Saúde, 2005. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/curso_facilitadores_unidade_pratica.pdf>. Acesso em: 21.02.2021.

CAIXETA, C. R. C. B. Consulta de Enfermagem em Saúde da Família (Monografia). Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2009. Disponível em: . Acesso em: 12.02.2021.

Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). Resolução COFEN 358/09. Brasília: COFEN, 2009. Disponível em: < http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-3582009_4384.html>. Acesso em: 27.12.2020.

CAMPOS, R.M.C. et al. Consulta de enfermagem em puericultura: a vivência do enfermeiro na Estratégia de Saúde da Família. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 2011. Disponível em: . Acesso em: 21.12.2020.

COSTA, F.F.; CALVO, M.C.M. Avaliação da implantação da estratégia saúde da família em Santa Catarina em 2004 e 2008. Revista Brasileira de Epidemiologia, 2014. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-790X2014000200557&script=sci_arttext&tlng=pt>. Acesso em: 27.12.2020.

COSTA, R. K. S.; MIRANDA, F. A. N. O Enfermeiro e a Estratégia Saúde da Família: Contribuição para a mudança do modelo assistencial. Revista Rene, 2008. Disponível em: < https://www.redalyc.org/pdf/3240/324027962015.pdf>. Acesso em: 20.02.2021.

CRIVELARO, P. M. S. et al. Consulta de Enfermagem: uma ferramenta de cuidado integral na atenção primária à saúde. Brazilian Journal of Development, 2020. Disponível em: < https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/13629/11418>. Acesso em: 16.01.2021.

FALER, T. T. et al. A consulta de enfermagem em puericultura na estratégia saúde da família. Revista Varia Scientia – Ciências da Saúde, 2018. Disponível em: . Acesso em: 16.01.2021.

FELIPE, G. F.; ABREU, R. N. D. C.; MOREIRA, T. M. M. Aspectos contemplados na consulta de enfermagem ao paciente com hipertensão atendido no Programa Saúde da Família. Revista Escola de Enfermagem da USP, 2008. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/reeusp/v42n4/v42n4a01.pdf>. Acesso em: 19.02.2021.

FIRMINO, A. A. et al. Atuação de enfermeiros na estratégia de saúde da família em um município de Minas Gerais. Revista Saúde (Santa Maria), 2016. Disponível em: < https://periodicos.ufsm.br/revistasaude/article/view/18694>. Acesso em: 16.01.2021.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2002.

KOPACEK, D. B. V.; PERLINI, N. M. O. G. Consulta de Enfermagem: o que pensam as gestantes. Revista Contexto e Saúde, 2004. Disponível em: . Acesso em: 12.02.2021.

LIMA, P. V. P. S. et al. O Programa dos Agentes Comunitários de Saúde (PACS) e os indicadores de saúde da família no estado do Ceará. 2008. Disponível em: . Acesso em: 11.02.2021.

MACIEL, I. C. F.; ARAUJO, T. L. Consulta de Enfermagem: análise das ações junto a programas de hipertensão arterial, em Fortaleza. Revista Latino Americana de Enfermagem, 2003. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692003000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 21.12.2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Estratégia Saúde da Família (ESF). Brasília, s.d. Disponível em: . Acesso em: 20.12.2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Sistema Único de Saúde (SUS): Princípios e Conquistas. Brasília: Ministério da Saúde, 2000. Disponível em: . Acesso em: 11.02.2021.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Política Nacional De Atenção Básica (PNAB). Brasília: Ministério da Saúde, 2012. Disponível em: < http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/pnab.pdf>. Acesso em: 11.02.2021.

OGATA, M. N.; MACHADO, M.L.T.; CATOIA, E.A. Saúde da família como estratégia para mudança do modelo de atenção: representações sociais dos usuários. Revista Eletrônica de Enfermagem, 2009. Disponível em: < http://projetos.extras.ufg.br/fen_revista/v11/n4/pdf/v11n4a07.pdf>. Acesso em: 27.12.2020.

OLIVEIRA, E. M.; SPIRI, W.C. Programa Saúde da Família: A experiência de equipe multiprofissional. Revista de Saúde Pública, 2006. Disponível em: . Acesso em: 11.02.2021.

OLIVEIRA, M. A. C.; PEREIRA, I. C. Atributos essenciais da atenção primária e a estratégia de saúde da família. Revista Brasileira de Enfermagem, 2013. Disponível em: . Acesso em: 20.12.2020.

PEREIRA, C. M. O.; ALVES, M. A Participação do enfermeiro na implantação do

Programa de Saúde da Família em Belo Horizonte. Revista Brasileira de Enfermagem, 2004. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672004000300011>. Acesso em: 20.02.2021.

PEREIRA, R. T. A.; FERREIRA, V. A Consulta de Enfermagem na Estratégia Saúde da Família. Revista Uniara, 2014. Disponível em: . Acesso em: 21.12.2020.

POERSCH, Lisiane Gregis; ROCHA, Cristianne Maria Famer. Acolhimento sob a perspectiva dos profissionais da saúde da estratégia saúde da família. SANARE - Revista de Políticas Públicas, 2016. Disponível em: < https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/1039>. Acesso em: 19.02.2021.

PORTO, G. B. Do corredor ao consultório: diversidade e multifuncionalidade da consulta de enfermagem na Atenção Básica de Porto Alegre. Dissertação (Mestrado) – Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2007. Disponível em: . Acesso em: 21.12.2020.

RIBEIRO, W.A. et al. Puericultura na atenção primária de saúde: a percepção do responsável sobre consulta de enfermagem. Revista Saúde Coletiva, 2019. Disponível em: < http://revistas.mpmcomunicacao.com.br/index.php/saudecoletiva/article/view/142/131>. Acesso em: 30.12.2020.

ROCHA, M. G. L. et al. Acolhimento na consulta ginecológica de enfermagem: percepções de mulheres da estratégia saúde da família. Revista Rene, 2018. Disponível em: . Acesso em: 30.12.2020.

SANTOS, S. M. R. et al. A consulta de enfermagem no contexto da atenção básica de saúde, Juiz de Fora, Minas Gerais. Revista Texto e Contexto Enfermagem, 2008. Disponível em: . Acesso em: 12.02.2021.

SAPAROLLI, E. C. L.; ADAMI, N. P. Avaliação da qualidade da consulta de enfermagem à criança no Programa de Saúde da Família. Acta Paulista de Enfermagem, 2007. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002007000100010>. Acesso em: 19.02.2021.

SILVEIRA, D. T.; QUADROS, J. D. Consulta de Enfermagem na Atenção Básica: impressão dos enfermeiros, s.d. Disponível em: < https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/169369/000976138.pdf?sequence=1>. Acesso em: 19.02.2021.

SOUSA, Z.; CELESTINO NEVES, M.; CARVALHO, D. Consulta de enfermagem: Como, quando e porquê? Revista Portuguesa de Diabetes, 2018. Disponível em: http://www.revportdiabetes.com/wp-content/uploads/2018/07/RPD-Vol-13-n%C2%BA-2-Junho-2018-Artigo-de-Revis%C3%A3o-p%C3%A1gs-63-67.pdf>. Acesso em: 29.12.2020.

TRAJANO, R. C. G.; CERETTA, L. B.; SORATTO, M. T. Consulta de enfermagem no pré-natal de baixo risco na estratégia saúde da família. Revista Interdisciplinar de Estudos em Saúde, 2018. Disponível em: < https://periodicos.uniarp.edu.br/index.php/ries/article/view/945/875>. Acesso em: 29.12.2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-293

Refbacks

  • There are currently no refbacks.