Kérion Celsi: importante diagnóstico diferencial para as dermatofitoses / Kérion Celsi: important differential diagnosis for dermatophytosis

Nathália Vieira Tavares, Bruna Albernaz Costa Couto, Larissa Caroline Rodrigues, Hellen Kristina Magalhães Brito, Julia Dornelas Ferreira, Luíza Landim Alves, Francisco Silva Siriano Neto, Fabiana de Oliveira Costa

Abstract


Objetivo: Apresentar os aspectos gerais a respeito da infecção fúngica inflamatória Kérion Celsi. Métodos: Trata-se de uma pesquisa bibliográfica com artigos obtidos nas bases de dados Pubmed, Lilacs, Scielo e Google Scholar, publicados entre os anos de 2008 a 2020. Os Descritores em Ciência da Saúde utilizados foram: “Kérion celsi”, “Tinea capitis” e “Dermatofitose”. Os critérios de inclusão foram artigos de revisão, estudos observacionais e relatos de casos, publicados nos idiomas espanhol, inglês e português, além da relevância e temática compatíveis com o objetivo do estudo. Resultados: O Kérion celsi é uma manifestação rara e grave da Tinea capitis na sua forma inflamatória, que ocorre devido a uma resposta imune exacerbada. É mais observado em crianças devido à alta exposição aos agentes infecciosos e o sistema imunológico mais frágil. A patologia se desenvolve devido a uma hipersensibilidade do tipo IV aos antígenos do fungo. Sua manifestação clínica é caracterizada por um processo inflamatório do tipo foliculite, com área pilosa bem delimitada, dolorosa, com pústulas e abscessos de tendência supurativa. Conclusão: Trata-se de uma patologia com importante impacto na saúde pública. Portanto, o reconhecimento primário e introdução precoce do tratamento são primordiais para uma melhor resolução da doença.

 


Keywords


Tinea Capitis, Kerion Celsi, Alopecia, Dermatofitoses.

References


ALDO, M. et al. Erythema nodosum induced by kerion celsi of the scalp in a woman. Wiley Online Library, v. 54, n.6, p. 552, Jul. 2011.

ANAHORY, B.; SANTOS, P; BORGES, M. Querion do couro cabeludo–A propósito de um caso clínico. Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, v. 29, n. 6, p. 394-7, 2013.

DE SOUZA, N. D. et al. Kerion Celsi: dois casos diagnosticados no serviço de pediatria do hospital universitário. Perspectivas Médicas, v. 26, n. 3, p. 38-41, 2015.

GÓMEZ-SÁENZ, Alexander, BLANCO, Laura. Querión por Trichophyton mentagrophytes: a propósito de un caso en Costa Rica. Dermatología Cosmética, Médica y Quirúrgica, v. 15, n. 4, p. 243-245, Out/Dec. 2017.

GOZZANO, J. O. A. et al. Kerion celsi. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba, v. 19, Out. 2017.

HAY, R. J. Tinea Capitis: Current Status. Mycopathologia, v. 182, n. 1–2, p. 87–93, 2017.

SA-ISA, Rafael; ARENAS, Roberto; ISA, Mariel. Inflammatory tinea capitis: kerion, dermatophytic granuloma, and mycetoma. Clinics in dermatology, v. 28, n. 2, p. 133-136, 2010.

JASPERS, G. J et al. Severe kerion celsi due to Trichophyton mentagrophytes: a case report. Acta Pediátrica, v. 100, n. 10, p. e181-183, Mar. 2011.

JOHN, Ann M.; SCHWARTZ, Robert A.; JANNIGER, Camila K. The kerion: an angry tinea capitis. International journal of dermatology, v. 57, n. 1, p. 3-9, 2018.

MENDES, G. M. et al. Kerion celsi: Um relato de caso. Resid. Pediatr., v. 9, n.4 1, p. 66-69, 2019. 2019;9(1):66-69

MONTEIRO, M. I. et al. Caso dermatológico. NASCER E CRESCER revista de pediatria do centro hospitalar do porto, v.22, n.4, p. 257-258, 2013.

OLIVEIRA, D. R. et al. Tinea capitis com reacção inflamatória exuberante. Associação Pediátrica do Minho, Portugal, v. 12, n. 1, p. 17-20, Jun. 2017.

ORTEGA, Grettel Salas. Kerion de celso, comunicacion de un caso. Rev Med Cos Cen., v. 65, n. 586, p. 351-354, 2008.

PEIXOTO, A. B. et al. Kerion: a importância da sua diferenciação com infecção bacteriana do couro cabeludo. Rev. Bras. Clín. Med., São Paulo, v. 10, n. 3, p. 253-245, Mai/Jun. 2012.

SAIZ, M. S. et al. Querión de Celso. Revista Argentina de Microbiologia, Buenos Aires, v. 44, n. 2, p. 134, Abr/Jun. 2012.

SILVA, C. S. et al. Etiologia e epidemiologia da tinea capitis: relato de série de casos e revisão da literatura. Revista Brasileira de Análises Clínicas, v. 51, n. 1, p. 9-16, 2018.

SILVA, I. V. et al. Dois casos de Quérion por Trichophyton mentagrophytes. Nascer e Crescer, Porto, v. 21, n. 4, p. 237-240, Dez. 2012.

SILVA, S. F. et al. Kérion celsi: uma complicação rara da Tinea capitis. Nascer e Crescer, v.26, n.2, p.126-128, 2017.

SOARES, D. M. et al. Tinea Capitis: Revisão De Literatura. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research, v.20, p. 159-163, 2017.

SOUZA, B. R. DE et al. A sistematização da assistência de enfermagem desenvolvida para um caso raro de Kérion Celsi: relato de experiência. Revista Eletrônica Acervo Saúde, n.51, p.e3505, 2020.

TORRES-GUERRERO, E. et al. Kerion Celsi: A report of two cases due to Microsporum gypseum and Trichophyton tonsurans. Our Dermatology Online, v. 6, n. 4, p. 424-427, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-238

Refbacks

  • There are currently no refbacks.