Estudo de prevalência de síndrome gripal em uma unidade básica de saúde durante pandemia de Covid 19 / Flu Syndrome prevalence study at a primary health care facility during the Covid 19 pandemic

Isabelle Cristine de Jesus Macedo, Victoria Mendes Pinto, Arthur Lobato Barreto Mello

Abstract


Introdução: Em 31 de dezembro de 2019, a China comunicou à Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a ocorrência de um surto de doença respiratória aguda grave, na província de Hubei. A evolução da situação levou a OMS a declarar o evento como uma Emergência de Saúde Pública internacional. Objetivo: identificar a prevalência de casos de síndrome gripal que tiveram acompanhamento via teleatendimento na UBS 03 de Sobradinho, no Distrito Federal. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, descritivo, quantitativo, que foi realizado com pacientes atendidos com síndrome gripal na Unidade Básica de Saúde 3 de Sobradinho, a amostra foi composta pelos dados dos pacientes atendidos a partir do início do emprego dos protocolos ministeriais na unidade, até dezembro de 2020. Resultados: Foram atendidos na sala de isolamento respiratório um total de 661 pessoas, deste total, 26 necessitaram de referenciamento a outros níveis de cuidado à saúde e 02 foram a óbito. Do total de atendimentos realizados, 401 pacientes foram submetidos a exames para diagnóstico de Sars Cov 02, sendo 208 sorológicos e 193 do tipo RT PCR. Conclusão: Este estudo demonstra que neste contexto, esta UBS foi fundamental na assistência à sua população adscrita e cumpriu seu papel de alta resolutividade diante da crise enfrentada pelo DF.

 


Keywords


Atenção Primária à Saúde, Coronavírus, Telemonitoramento.

References


Kenneth McIntosh, MD. Novel Coronavirus (2019-nCov). UpToDate Jan 2020.

Home care for patients with suspected novel coronavirus (nCoV) infection presenting with mild symptoms and management of contacts. WHO Interim guidance 20 January 2020.

Ministério da Saúde / SAPS – PROTOCOLO DE MANEJO CLÍNICO DO CORONAVÍRUS (COVID-19) NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAUDE, versão 8.

Pollock AM, Clements L, Harding-Edgar L. Covid-19: why we need a national health and social care service. BMJ. 2020 Apr 14;369:m1465. doi: 10.1136/bmj.m1465. PubMed PMID: 32291259.

Costa, J. P. et al. Resolubilidade do cuidado na atenção primária: articulação multiprofissional e rede de serviços. Saúde Debate. Rio de Janeiro, v. 38, n. 103, p. 733-743, OUT-DEZ 2014.

Graever, L. et al. Avaliação da resolutividade entre médicos da Atenção Primária à Saúde. An Congr Sul-Bras Med Fam Comunidade. Florianópolis, 2012 Abril; 1(1): 6.

SILVA, Antônio Augusto Moura da. Sobre a possibilidade de interrupção da epidemia pelo coronavírus (COVID-19) com base nas melhores evidências científicas disponíveis. Rev. bras. epidemiol., Rio de Janeiro , v. 23, e200021, 2020 . Disponível em . acessos em 06 maio 2020. Epub 16-Mar-2020. https://doi.org/10.1590/1980-549720200021.

José Borzacchiello da Silva e Alexsandra Maria Vieira Muniz, « Pandemia do Coronavírus no Brasil: Impactos no Território Cearense », Espaço e Economia [Online], 17 | 2020, posto online no dia 07 abril 2020, consultado o 05 maio 2020. URL: http://journals.openedition.org/espacoeconomia/10501; DOI: https://doi.org/10.4000/espacoeconomia.10501.

ARAÚJO, Ana Danúsia Izidório Rodrigues e ARRUDA, Luana Savana Nascimento de Souza, Teleatendimento como ferramenta de monitoramento de casos suspeitos e/ou confirmados de COVID-19 , Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 8, p.57807- 57815 aug. 2020, disponível em https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/14954/12347

Boletim Covid. Saúde DF. 2020. Disponível em: . Acesso em: 20 de janeiro de 2021.

Cobertura em Atenção Básica. eGestorab, 2020. Disponível em: . Acesso em: 21 de janeiro de 2021.

IBGE. Censo Demográfico, 2010. Disponível em . Acesso em : 29 de janeiro de 2021.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-195

Refbacks

  • There are currently no refbacks.