Nível de Atividade Física, Bem Estar, Humor e Rendimento Acadêmico em Universitários de Licenciatura em Educação Física de uma Instituição de Nível Superior em Alagoas / Level of Physical Activity, Well-Being, Humor and Academic Performance of undergraduate students in Physical Education Course at a higher education institution in Alagoas

Ana Luiza Barbosa Vieira da Silva, Vinícius Ferreira Jannotti, Antonio Filipe Pereira Caetano

Abstract


Além dos ganhos de conhecimento e formação profissional, o ingresso à Universidade para os discentes proporciona diversas alterações no comportamento e estilo de vida que impactam nos parâmetros de saúde. O objetivo deste trabalho foi verificar o nível de atividade física, bem estar, humor e rendimento acadêmico em universitários de uma instituição de nível superior de Alagoas.  Este estudo de caráter quantitativo, observacional e corte prospectivo contou com a amostra de 19 estudantes de Licenciatura em Educação Física, sendo 14 do sexo masculino e 5 do sexo feminino, com idade de 16±17 anos. A coleta foi realizada em dois momentos diferentes do ano de 2019 e para isso foram utilizados os questionários: a) Informações sobre o Perfil Geral dos Estudantes: Questionário Perfil Social e Saúde b) Nível de Atividade Física: Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ); c) Bem Estar: Questionário do Perfil de Estilo de Vida e Saúde (PEVI); d) Nível de Humor: Profile of Moods States (POMS). Os dados foram analisados a partir de estatística descritiva. Segundo o IPAQ, o grupo é classificado como Muito Ativo em ambas as coletas (57,89% e 47,37%). Já no Bem Estar o grupo foi especificado como Regular Bem Estar, tendo seu pior resultado na dimensão Nutrição com 1,30 e 1,33, e o melhor resultado em Atividade Física com 2,05 e 2,08. No Nível de Humor, os maiores escores foram encontrados nas dimensões Vigor e Atividade (12,32 e 12,26), sendo considerado um resultado positivo e em Tensão e Ansiedade (8,79 e 9,68), com resultado mediano. No rendimento acadêmico, os estudantes se encontravam acima da média (100%), já na segunda coleta houve uma queda para 73,64% na mesma classificação. Com isso, podemos concluir que a população se encontra de regular a bons níveis nas variáveis estudadas.

 


Keywords


saúde, universitários, educação física, atividade física, humor.

References


CARDOSO, L. et al . Insatisfação com a imagem corporal e fatores associados em estudantes universitários. J. bras. psiquiatra. Rio de Janeiro , v. 69, n. 3, p. 156-164, July 2020. Disponível em: . Acesso em: 02 Dez. 2020.

CASTRO JUNIOR, E. F. de et al . Avaliação do nível de atividade física e fatores associados em estudantes de medicina de Fortaleza-CE. Rev. Bras. Ciênc. Esporte, Porto Alegre , v. 34, n. 4, p. 955-967, Dec. 2012 . Disponível em: . Acesso em: 02 Dez. 2020.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Sinopse Estatística da Educação Superior 2018. Brasília: INEP, 2019. Disponível em: Acesso em: 02 Dez 2021.

FILHO, F. E. S. F. et al. Percepção do bem-estar e da qualidade de vida em acadêmicos do curso de Educação Física. Cinergis, Santa Cruz do Sul, v. 17, n. 1, jul. 2016. ISSN 2177-4005. Disponível em: . Acesso em: 09 jan. 2021.

FONSECA, J. R. F. da et al . Associação dos fatores de estresse e sintomas depressivos com o desempenho acadêmico de estudantes de enfermagem. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo , v. 53, 03530, 2019 . Disponível em: . Acesso em: 18 Jan. 2021.

GUIMARÃES, T. T. et al. Exercício físico, rendimento acadêmico e sintomas de overtraining em estudantes de medicina. Rio de Janeiro, 2019. Disponível em: Acesso em: 18 Jan 2021.

JUNIOR, J. C. de F. et al . Prática de atividade física e fatores associados em adolescentes no Nordeste do Brasil. Rev. Saúde Pública, São Paulo , v. 46, n. 3, p. 505-515, Jun 2012 . Disponível em: . Acesso em: 17 Jan. 2021.

MACNAIR et al. Manual for the Profile of Mood States. San Diego, CA: Educational and Industrial Testing Service. 1984.

MARCONDELLI, P. et al. Nível de atividade física e hábitos alimentares de universitários do 3º ao 5º semestres da área da saúde. Rev. Nutr., Campinas , v. 21, n. 1, p. 39-47, Feb. 2008 . Disponível em: . Acesso em: 09 Jan. 2021.

MATSUDO, S. et al. Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ): estudo de validade e reprodutibilidade no Brasil. Rev. Bras. de Atividade Física e Saúde, v. 6 n. 2 Florianópolis, 2012. Disponível em: Acesso em: 17 Jan 2021

MELO, A. B. et al . Nível de atividade física dos estudantes de graduação em educação física da Universidade Federal do Espírito Santo. J. Phys. Educ., Maringá , v. 27, e2723, 2016 . Disponível em: . Acesso em: 02 Dez. 2020.

MORAES, M. et al. Consumo de álcool, fumo e qualidade de vida: um comparativo entre universitários. Cinergis, Santa Cruz do Sul, v. 10, n. 1, mar. 2010. ISSN 2177-4005. Disponível em: . Acesso em: 09 jan. 2021.

NAHAS, M. V. et al O pentáculo do bem-estar - base conceitual para avaliação do estilo de vida de indivíduos ou grupos. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde. v.5, n.2, 2000. Dísponível em: Acesso em: 17 Jan 2021

NAVARRETE MEJIA, Pedro Javier et al . Factores asociados al sedentarismo en jóvenes estudiantes de educación superior. Perú, 2017. Horiz. Med., Lima , v. 19, n. 1, p. 46-52, enero 2019. . Disponível em: . Acesso em: 02 Dez. 2020.

PRETO, V. A. et al. Common Mental Disorders, Stress and Self esteem in university students in the health field in the last year. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 8, p. e844986362, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i8.6362. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/6362. Acesso em: 3 jan. 2021.

PROEST, Ufal. PERFIL SOCIOECONÔMICO E CULTURAL DOS (AS) ESTUDANTES DA UFAL. Edufal, Alagoas, 2020.

SEVERINO, C. D. et al. Educação física escolar e a promoção da saúde: um ponto de vista. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 12, n. 2, p. 77-86, mar. 2016. ISSN 2318-5090. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2021.

SILVA, A. O. et al. Association between levels of physical activity and common mental disorder in university students. Motri., Vila Real , v. 10, n. 1, p. 49-59, Mar. 2014 . Disponível em: . Acesso em: 03 Jan. 2021.

SOAR, C. et al. Consumo alimentar e atividade física de estudantes universitários da área de saúde. Revista Univap, São José dos Campos-SP, v. 18, n. 31, jun.2012 Disponível em: Acesso em: 17 Jan. 2021.

VELOSO, L. U. P. et al . Ideação suicida em universitários da área da saúde: prevalência e fatores associados. Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre , v. 40, e20180144, 2019. Disponível em: . Acesso em: 03 Jan. 2021.

VIEIRA, F. L. et al. Estado de Humor e Desempenho Motor: um estudo com atletas de voleibol de alto rendimento. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Maringá, Jan 2008. Disponível em: Acesso em: 17 Jan 2021.

World Health Organization. Global recommendations on physical activity for health. Genebra: WHO; 2010. Disponível em: http://whqlibdoc.who.int/publications/2010/9789241599979_eng.pdf Acessado em: 17 Jan 2021




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-166

Refbacks

  • There are currently no refbacks.