Perfil epidemiológico da tuberculose em individuos do sexo masculino em uma area descentralizada de saude no Ceará / Epidemiological profile of tuberculosis in individuals of male gender in a decentralized health area in Ceará

Maira Pereira Sampaio Macêdo, Crisangela Santos de Melo, Bruna Raquel Morais Cunha, Paula Suene Pereira dos Santos, Miguel Marx, Tatiana de Menezes, Antonia Lidiane Brilhante, José Wanderson Carvalho Noronha

Abstract


INTRODUÇÃO: A tuberculose, ainda hoje, a nível mundial é considerada grande problema de saúde pública. Essa é uma doença infecciosa e crônica de origem bacteriana ocasionada pelo Mycobacterium tuberculosis, com disseminação ocorrendo por meio da via aérea. Está associada a baixa condição econômica da população e afeta predominantemente a população do sexo masculino, em idade economicamente ativa (15 a 54 anos) e de baixa escolaridade. OBJETIVO: Verificar o perfil epidemiológico dos casos de tuberculose nos indivíduos do sexo masculino na área descentralizada de saúde da cidade de Juazeiro do Norte.  MÉTODO: estudo epidemiológico descritivo, quantitativo, com dados obtidos por meio do Sistema de informação de agravos de notificação (SINAN), disponibilizado pelo departamento de informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). A coleta ocorreu em janeiro de 2020, nos seis municípios que compõem uma área descentraliza de saúde no município de Juazeiro do Norte, no Ceará. A população foi composta por todos os indivíduos do sexo masculino que tiveram casos confirmados de tuberculose nos anos de 2015 a 2019. Por se tratar de um banco de domínio público, não houve necessidade de submissão ao Comitê de Ética em Pesquisa. RESULTADOS: Foram notificados 744 casos confirmados de tuberculose, destes 69% (512) eram do sexo masculino. Em relação a faixa etária, encontrou-se um maior número de casos confirmados entre as faixas etárias de 20 a 39 anos, representando 40% dos casos e idades entre 40-59, 36%. As demais faixas etárias ficaram com média aproximada de 5% dos casos. As idades entre 10 a 14 representaram apenas 1% dos casos. Em relação ao município de residência dos indivíduos, Juazeiro do Norte destacou-se com um maior quantitativo de casos confirmados, 71%, seguido de Barbalha, 13%, Missão Velha, 8%, Jardim e Caririaçu com 3% e Granjeiro, 1%. De modo geral, 80% destes indivíduos moravam em zona urbana. A raça de maior prevalência foi a parda com 76% dos casos. Em relação a escolaridade nota-se falha nessa informação pois 35% dos casos apresentaram a informação como ignorado/branco e os demais se dividem em 10% analfabeto, 16% de 1ª a 4ª série incompleto, 6% 4ª série completa, 12% 5ª a 8ª série incompleto, 4% com ensino fundamental completo, 7% ensino médio incompleto e 8% completo, 1% ensino superior incompleto e 1% completo. Em relação ao tipo de entrada desses casos, 81% foram novos, 6% recidiva, 7% reingresso após abandono, 3% é transferência e 2% pós-óbito. Já em relação a forma, a pulmonar representou 86%, extra-pulmonar com 10% e pulmonar + extra-pulmonar com 4%. Desses casos, apenas 6% eram portadores de HIV e 20% tabagista. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Os resultados confirmam dados trazidos pela literatura, pois os achados apontaram os homens representando 69% dos casos confirmados de tuberculose. Percebe-se também que a região não foge dos parâmetros nacionais quando apresenta o maior número de infectados entre 20 e 59 anos, sendo essas faixas etárias produtivas. A redução dos casos de tuberculose é um desafio para o setor saúde e para a sociedade no mundo inteiro e o enfrentamento da problemática implica no envolvimento de diferentes atores sociais, de forma a garantir que as políticas públicas sejam executadas e respondam às reais necessidades locais da população


Keywords


Tuberculose; Epidemiologia; Saúde do homem.

References


BELO, Márcia Teresa Carreira Teixeira et al . Tuberculose e gênero em um município prioritário no estado do Rio de Janeiro. J. bras. pneumol., São Paulo , v. 36, n. 5, p. 621-625, Oct. 2010 . Available from . access on 12 Apr. 2021. https://doi.org/10.1590/S1806-37132010000500015

CECILIO, Hellen Pollyanna Mantelo et al. Tendência da mortalidade por tuberculose no estado do Paraná, Brasil – 1998 a 2012. Ciência & Saúde Coletiva, 23(1):241-248, 2018. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/csc/2018.v23n1/241-248/pt. Acesso em 05/11/2020

LIMA, Susiele Maria de Arruda; SILVA, Elisama Melquiades de Melo e; LIMA, Maria Jose de; JUCA, Angélica de Melo. Caracterização dos casos de tuberculose notificados em um município prioritário do Brasil, de 2011-2015. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v. 11, n. 13, 2019, p. 1-9. Disponível em: file:///C:/Users/Vanessa/Downloads/482-Artigo-6796-1-10-20190716.pdf. Acesso em: 05 nov. 2020.

MACEDO, Joyce Lopes et al. Epidemiological profile of tuberculosis in a Municipality of maranhão. Portuguese ReonFacema. 2017 Out-Dez; 3(4):699-705. Disponível em: file:///C:/Users/Maira%20Sampaio/Downloads/251-904-1-PB.pdf. Acesso em 05/02/2020

RESENDE, Natália Helena de et al . Problemas relacionados ao uso de medicamentos em pacientes com tuberculose e HIV/AIDS em hospital referência. Einstein (São Paulo), São Paulo , v. 17, n. 4, eAO4696, 2019 . Available from . access on 12 Apr. 2021. Epub Aug 22, 2019. https://doi.org/10.31744/einstein_journal/2019ao4696.

RODUIGUES, Miguel Wanzeller; MELLO, Amanda G. N. C. Tuberculose e escolaridade: uma revisão da literatura. Revista Internacional de Apoyo a la Inclusión, Logopedia, Sociedad y Multiculturalidad, v. 4, n. 2, abr./ 2018, p. 1-12. Disponível em: https://revistaselectronicas.ujaen.es/index.php/riai/article/view/4314/3539. Acesso em: 05 nov. 2020.

SANTOS, Lucas Braga et al. Aspectos Epidemiológicos da tuberculose no Sertão do Estado de Pernambuco. Brazilian Journal of Health Review, Curitiba, v.4, n.2, p. 5720-5732 mar./apr. 2021. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/26543/21042#. Acesso em 12/04/2021

TAVARES, Clodis Maria et al . Tendência e caracterização epidemiológica da tuberculose em Alagoas, 2007-2016. Cad. saúde colet., Rio de Janeiro , v. 28, n. 1, p. 107-115, Mar. 2020 . Available from . access on 12 Apr. 2021. Epub Apr 27, 2020. http://dx.doi.org/10.1590/1414-462x202028010381.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-140

Refbacks

  • There are currently no refbacks.