Interações medicamentosas potenciais em prescrições de pacientes da unidade de infectologia de um hospital universitário / Potential drug interactions in patients’ prescriptions in the infectious disease unit of a university hospital

Jorge Luiz Benetti, Camila Benetti, Alexia Ferreira Rodrigues, João Eduardo Andrade Tavares de Aguiar, Marcos Antônio Lima Carvalho, Mariana Cunha de Sousa, Wellington Barros da Silva, Ângela Maria da Silva

Abstract


Introdução: Os pacientes internados constituem o grupo mais suscetível a sofrerem interações medicamentosas (IM) devido à adição de novos medicamentos, prescrição de regimes terapêuticos complexos e presença de comorbidades. As IM são um problema de saúde pública por necessitarem em sua maioria de cuidados médicos, podendo causar risco de vida aos pacientes, o que eleva os custos hospitalares por conta do aumento do tempo de internação. Objetivo: Avaliar as IM potenciais em prescrições de pacientes admitidos na unidade de infectologia de um hospital universitário de Sergipe. Métodos: Foi realizado um estudo observacional exploratório, com delineamento longitudinal prospectivo, em pacientes admitidos no serviço de infectologia do hospital. Foram incluídos os pacientes com 18 anos ou mais, com 2 ou mais medicamentos prescritos e que permaneceram internados por, no mínimo, 7 dias. As reinternações foram excluídas. As IM foram identificadas pelo Drugdex System – Thomson Micromedex® – Interactions. Resultados: Dos 131 pacientes internados na enfermaria de infectologia, 78% apresentaram IM. Destas, 43,7% foram consideradas de gravidade moderada e 50,8% com documentação boa. Os pacientes foram analisados em três momentos, no 1º dia (D1), no 7º dia (D7) e no 15º dia (D15), e percebeu-se uma tendência temporal de aumento da utilização de medicamentos na amostra total de pacientes (D1: 6,3; D7: 8,1 e D15: 8,7), bem como do aumento proporcional das IM (D1: 2,1; D7: 3,2 e D15: 3,9). Conclusão: O conhecimento do perfil da unidade de infectologia vai permitir aos provedores de saúde a escolha de esquemas terapêuticos, vias de administrações e cuidados com os pacientes mais seguros, proporcionado um atendimento de qualidade com prevenção de danos.


Keywords


Interações Medicamentosas, Hospitalização, Infectologia.

References


CARVALHO, R. E. F. L. et al. Prevalência de interações medicamentosas em unidades de terapia intensiva no Brasil. Acta Paulista de Enfermagem, v. 26, n. 2, p. 150-157, 2013.

EGGER S. S.; DREWE J.; SCHLIENGER R. G. Potential drug–drug interactions in the medication of medical patients at hospital discharge. European Journal of Clinical Pharmacology, v. 58, n. 11, p. 773-778, 2003.

DITADI, A. C; COLET, C. Interações medicamentosas potenciais em ambiente hospitalar: uma revisão bibliográfica. Revista Contexto & Saúde, v. 10, n. 18, 2010.

ISMAIL, M. et al. Potential drug–drug interactions in internal medicine wards in hospital setting in Pakistan. International Journal of Clinical Pharmacy, v. 35, n. 3, p. 455-462, 2013.

LEITE, J. M. S. et al. Interações medicamentosas relacionadas ao uso de antibióticos no setor de infectologia de um hospital universitário. In: Anais do II Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde, 2017.

LEITE, J. M. S. et al. Potências de reações adversas e interações medicamentosas relacionadas ao uso de antibióticos em ambiente hospitalar. Journal of Biology & Pharmacy and Agricultural Management, v. 16, n. 2, 2020.

LEITE, V. A. et al. Prevalence of potential drug interactions of clinical importance in primary health care and its associated factors. Brazilian Journal of Health Review, v. 4, n. 2, p. 6952-6970, 2021.

LIMA, R. E. F.; CASSIANI, S. H. B. Interações medicamentosas potenciais em pacientes de unidade de terapia intensiva de um hospital universitário. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 17, n. 2, p. 222-227, 2009.

MONTEIRO, C.; MARQUES, F. B.; RIBEIRO, C. F. Interacções medicamentosas como causa de iatrogenia evitável. Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, v. 23, n. 1, p. 63-73, 2007.

PASSOS, M. M. B. et al. Interações medicamentosas em pacientes internados na clínica médica de um hospital de ensino e fatores associados. Revista Brasileira de Fármacia, v. 93, n. 4, p. 450-456, 2012.

PETRI, A. A. et al. Interações medicamentosas potenciais em pacientes hospitalizados. Revista de Atenção à Saúde, v. 18, n. 63, p. 31-42, 2020.

PIEDADE, D. V. et al. Interações medicamentosas potenciais em prescrições, contendo antimicrobianos de uso restrito, de pacientes internados em um hospital no interior da Bahia. Medicina (Ribeirão Preto), v. 48, n. 3, p.295-307, 2015.

REIS, A. M. M. Fatores associados às interações medicamentosas potenciais e aos eventos adversos a medicamentos em uma unidade de terapia intensiva. 2009. Dissertação (Doutorado em Ciências) – Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.

REIS, A. M. M.; CASSIANI, S. H. B. Prevalence of potential drug interactions in patients in an intensive care unit of a university hospital in Brazil. Clinics, v. 66, n. 1, p. 9-15, 2011.

ROQUE, K. E.; MELO, E. C. P. Avaliação dos eventos adversos a medicamentos no contexto hospitalar. Escola Anna Nery, v. 16, n. 1, p. 121-127, 2012.

SANTOS, M. H. B. A. Análise de interações medicamentosas potenciais e de eventos adversos a medicamentos em uma unidade de terapia intensiva. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2017.

SANTOS, B. S. et al. Interações medicamentosas potenciais e perfil de antimicrobianos prescritos para uso ambulatorial no interior da Bahia. Research, Society and Development, v. 10, n. 4, 2021.

TEIXEIRA, L. H. S. et al. Interações medicamentosas em unidades de terapia intensiva do Brasil: Revisão integrativa. Brazilian Journal of Health Review, v. 4, n. 2, p. 7782-7796, 2021.

VIEIRA, L. B. et al. Interações medicamentosas potenciais em pacientes de unidades de terapia intensiva. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, v. 33, n. 3, p. 401-408, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-118

Refbacks

  • There are currently no refbacks.