Nível de atividade física em pacientes pré e pós cirurgia bariátrica / Level of physical activity in patients pre and post bariatric surgery

Raphisa Alves Campos Carneiro, Anderson Henrique do Couto Filho, Arthur Mendes Gasperini, Jéssica Aparecida Cortes, Julia Alves Campos Carneiro, Rafaela da Mata Oliveira, Tatiane Chaves Costa de Queiroz, Alessandro Reis

Abstract


Introdução: A obesidade é uma das desordens nutricionais mais preocupantes no mundo, atingindo 10% da população de países desenvolvidos e subdesenvolvidos. Existem vários tratamentos para essa doença, sendo um deles a cirurgia bariátrica. Esse procedimento, além de reduzir o peso desses pacientes, melhora o Nível de Atividade Física dos mesmos. Objetivo: Relacionar a cirurgia bariátrica com o aumento do nível de atividade física. Metodologia de busca: foi realizada uma revisão literária de artigos publicados entre 2004 e 2018 Discussão: A obesidade é uma doença crônica caracterizada pelo acúmulo de gordura no corpo e consequente aumento do peso. Possui várias etiologias e está associada a outras comorbidades, como a diabetes mellitus tipo II. O seu tratamento envolve a prática de exercício físico, intervenção nutricional, farmacológica e cirúrgica. Esta última é orientada para paciente com IMC de 40kg/m2 ou mais, ou IMC acima de 35kg/m2 que tenha cormobidades associadas. A cirurgia bariátrica, reduz o IMC desses indivíduos, o qual está diretamente ligado ao nível de atividade física. Antes da bariátrica 17,9% das pessoas praticavam exercício de forma regular, subindo para 82,9% após o procedimento Considerações Finais: a cirurgia bariátria é o método terapeutico mais eficaz em relação à obesidade, principalmente obesos grau III, visto que diminui o peso corporal e melhora o índice de exercicio fisico desses pacientes.


Keywords


Obesidade, Cirurgia Bariátrica, Nível de Atividade Física.

References


ALEXANDRINO, E. G. Nível de atividade física e percepção do estilo de vida de pacientes pré-cirurgia bariátrica. Einstein, v. 16, n. 4, p. 1–6, 2018.

BOSCATTO, E. C.; FÁTIMA, M. DE; BOSCATTO, E. C. Comportamentos Ativos E Percepção Da Saúde Em Obesos Submetidos À Cirurgia Bariátrica. Comportamentos Ativos E Percepção Da Saúde Em Obesos Submetidos À Cirurgia Bariátrica, v. 16, n. 1, p. 43–47, 2012.

FANDIÑO, J. et al. Cirurgia bariátrica: aspectos clínico-cirúrgicos e psiquiátricos. Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul, v. 26, n. 1, p. 47–51, 2004.

FRANÇA, N. M. DE. Nível de atividade física e correlação com o índice de massa corporal e percentual de gordura em adolescentes escolares da cidade de Teresina-PI. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 17, n. 3, p. 212–216, 2013.

LEANDRO, B.; BARRETO, D. E. M. Universidade Federal De Pernambuco Centro De Ciências Da Saúde Programa De Pós-Graduação Em Cirurgia Nível De Atividade Física , Imagem Corporal E Qualidade De Vida De Programa De Pós-Graduação Em Cirurgia Nível De Atividade Física , Imagem Corporal E Qua. 2017.

MELO, A. B. et al. Physical activity levels of physical education students from federal University of Espírito Santo. Journal of Physical Education (Maringa), v. 27, n. 1, p. 1–12, 2016.

SILVA, G. DE L. DA; TOIGO, A. M. Prevalência de xxercício físico em indivíduos sbmetidos à cirurgia bariátrica em porto alegre, rs. Arq. ciências saúde UNIPAR, v. 16, n. 2, p. 67–71, 2012.

SILVEIRA, F. DE C. et al. Prevalência de sobrepeso e obesidade em agentes comunitários de saúde na região sul do Rio Grande do Sul, 2017. Epidemiologia e servicos de saude : revista do Sistema Unico de Saude do Brasil, v. 29, n. 4, p. e2019447, 2020.

TERRA, C. M. O. et al. Relação entre nível de atividade física em lazer, antropometria, composição corporal e aptidão física de mulheres submetidas à cirurgia bariátrica e um grupo equivalente não operado. ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo), v. 30, n. 4, p. 252–255, 2017.

WANDERLEY, E. N.; FERREIRA, V. A. Obesidade: uma perspectiva plural Obesity: a plural perspective. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, n. 1, p. 185–194, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-116

Refbacks

  • There are currently no refbacks.