Garantia de assistência segura para gestantes e puérperas na atenção primária: desafio frente à Pandemia da COVID-19/ Ensuring safe care for pregnant and postpartum women in primary care: the challenge in the face of the COVID-19 Pandemic

Gabriely Cristina Pereira Maranduba, Giullian Benitez da Silva, Heloísa Eleotério de Melo, Maria José Dias Gonzaga, Heline Medeiros dos Santos, Beatriz Barco Tavares Jontaz Irigoyen

Abstract


Introdução: A nova doença viral, COVID-19, provocada pelo SARS-COV-2, impactou o mundo, sendo declarado estado de pandemia, pela Organização Mundial da Saúde, em março de 2020, e estabelecido plano de contingência para conter a disseminação. As mulheres no ciclo gravídico puerperal foram incluídas no grupo de risco para a doença, pois passam por mudanças imunoendócrinas, que exacerbam enfermidades. Assim, consultas pré-natais foram mantidas, respeitando normas estabelecidas, cabendo à atenção primária, o acompanhamento integral. Para conter a pandemia, o município reestruturou algumas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) para dar suporte quanto à síndrome respiratória. Isso gerou aumento no número de atendimentos nas UBSF que permaneceram em funcionamento habitual, inclusive de gestantes. A unidade deste estudo tornou-se referência para acompanhamento de gestantes de outras duas, reestruturadas para atendimento da COVID-19. Considerando as medidas de prevenção, foram propostas intervenções para atender, de forma segura, estas mulheres. Objetivos: Descrever a reestruturação do fluxo de acompanhamento de pré-natal e puerpério na atenção primária à saúde. Relato de Experiência: Estudo descritivo, do tipo relato de experiência, de intervenção realizada entre março e agosto de 2020, em uma UBSF, de um município no noroeste paulista, campo de estágio para residentes multiprofissionais. No período do estudo, a unidade abrangia uma população de 11.362 usuários e contava com três equipes de saúde da família. O planejamento foi dirigido por uma enfermeira residente, em quatro reuniões com as equipes. A UBSF acompanhava 95 gestantes no início de março, porém, após o acolhimento das gestantes de duas unidades próximas, passou a atender 230. Assim, foram implantadas readequações no fluxo de atendimento delas, como: emissão de relatório de gestantes cadastradas nas 3 unidades para atualização; busca ativa via telefone; teleconsultas de puerpério; aumento de vagas para consultasse e maior espaçamento entre horários; distanciamento; obrigatoriedade do uso de máscara e pré-triagem das gestantes, antes da entrada na UBSF. Também em função da pandemia, a sala de vacina foi transferida para uma escola municipal, próxima à UBSF. Entretanto, após faltas para atualização do calendário vacinal, elaborou-se um fluxo para que as gestantes recebessem as vacinas na própria unidade. Impactos da Experiência: A emissão de relatórios da linha de cuidados possibilitou obter panorama da quantidade de gestantes cadastradas, ademais, a atualização da situação delas no relatório, propiciou melhor controle da frequência nas consultas. Frente à busca ativa, via telefone, verificou-se diminuição em atrasos no acompanhamento de pré-natal. Também, foi acordado com a enfermeira responsável pela saúde da mulher, o contato via telefone, até o 5° dia pós-parto, para orientações gerais e obtenção de dados sobre o parto, lóquio, aleitamento, recém-nascido, aleitamento e queixas para detectar situações de risco permitindo intervenção precoce. Na ocasião, ocorria também o agendamento de consulta do recém-nascido e consulta de puerpério. A realização da vacinação exclusiva de gestantes na UBSF favoreceu o controle da situação vacinal e proporcionou comodidade. Reflexões Finais: Ao longo deste semestre, atendendo aos desafios da nova realidade, ocorreram adequações nas instalações, em horário das consultas, e quanto à assistência às gestantes e puérperas o que está possibilitando o cumprimento das normas para evitar a propagação do vírus SARS-COV-2, mantendo assistência segura.


Keywords


Atenção Primária à Saúde, COVID-19, Gestação, Puerpério, Assistência Ambulatorial.

References


Portaria nº 454 de 20 de março de 2020. Declara, em todo o território nacional, o estado de transmissão comunitária do coronavírus (covid-19). Acesso em: 23/04/2020.

Bhering NBV, Matias IS, Lommez IMM, et al. A Síndrome Semelhante a Pré-eclâmpsia induzida pela COVID-19: Uma Revisão da Literatura. Brazilian Journal of Health Review, Curitiba, v.4, n.2, p.4493-4507 mar./apr. 2021

McIntosh K. Coronavirus disease 2019 (COVID-19): Epidemiology, virology, clinical features, diagnosis, and prevention. Acesso em: 23/04/2020. Disponível em: https://www.uptodate.com/contents/coronavirus-disease-2019-covid-19-epidemiology-virology-clinical-features-diagnosis-and-prevention.

Decreto 64.881, de 22 de março de 2020. Decreta quarentena no Estado de São Paulo, no contexto da pandemia do COVID-19 (Novo Coronavírus), e dá providências complementares. Acesso em 23/04/2021

Favre G, Pomar L, Qi X, Nielsen-Saines K, Musso D, Baud D. Guidelines for pregnant women with suspected SARS-CoV-2 infection. Lancet Infect Dis. 2020. doi: 10.1016/S1473-3099(20)30157-2.

Vincenzo B. Coronavirus disease 2019 (COVID-19): Pregnancy issues. Acesso em 20/04/2020. Disponível em: https://www.uptodate.com/contents/coronavirus-disease-2019-covid-19-pregnancy-issues?search=covid%20pregnan cy&source=search_result&selectedTitle=2~150&usage_type=de fault&display_rank=2#H3682062658.

Ferreira SRS, Périco LAD, Vilma Regina Freitas Gonçalves Dias A complexidade do trabalho do enfermeiro na Atenção Primária à Saúde. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018;71(supl1):752-7. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v71s1/pt_0034-7167-reben-71-s1-0704.pdf.

Sarti TD; Lazarini WS; Fontenelle LF; Almeida APS – orcid.org/0000-0001-5808-5818 Qual o papel da Atenção Primária à Saúde diante da pandemia provocada pela COVID-19?. Epidemiol. Serv. Saude, Brasília, 29(2):e2020166, 2020.

Oliveira AC, Lucas TC, Iquiapaza RA. O que a pandemia da Covid-19 tem nos ensinado sobre adoção de medidas de precaução?. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2020 [acesso 20/05/2020]; 29:e20200106. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-265X-TCE-2020-0106.

Ribeiro, M. A.; Junior, D. G. A.; Cavalcante, A. S. P.; Martins, A. F.; Sousa, L. A.; Carvalho, R. C.; Cunha, I. C. K. O. (RE)Organização da Atenção Primária à Saúde para o enfrentamento da COVID-19: Experiência de Sobral-CE. Vol. 2, n. 2, p. 177-188 | Junho – 2020. DOI 10.14295/aps.v2i2.125

Vieira, D.S.; Sá, P.C.; Torres, R.C.; Oliveira, F.T.; Rocha. K.R.S.L.;Vasconcelos, T.L.C.; Bastos, M.L.A.; Planejamento da enfermagem frente à covid-19 numa estratégia de saúde da família: relato de experiência. 2020; (10) N.54. https://doi.org/10.36489/saudecoletiva.2020v10i54p2729-2740.

Cristiane de Souza Gonçalves; Juraci Almeida Cesar; Luana Patrícia Marmitt,Carla Vitola Gonçalves. Frequência e fatores associados à não realização da consulta puerperal em um estudo de coorte. Rev. Bras. Saúde Mater. Infant., Recife, 19 (1): 71-78 jan-mar., 2019. https://doi.org/10.1590/1806-93042019000100004.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-467

Refbacks

  • There are currently no refbacks.