A propaganda de medicamentos no Brasil e a prática de automedicação: Uma Revisão Bibliográfica / Drug advertising in Brazil and the practice of self-medication: A bibliographic Review

Ingrid Rocha de Souza, Juliana Ribeiro Souza, Yonnara Loureiro Mesquita, Anne Cristine Gomes de Almeida, Marcelo Augusto Mota Brito

Abstract


INTRODUÇÃO: Automedicação é o ato de consumir  medicamentos por conta própria, sem avaliação médica. Prática esta realizada para solucionar ou aliviar de imediato alguns sintomas, porém pode trazer consequências na saúde ou até mesmo a morte.

OBJETIVO: Avaliar a influência da propaganda de medicamentos no processo de automedicação da população brasileira, além de evidenciar a contribuição do farmacêutico quanto ao uso racional de medicamentos, através de uma revisão bibliográfica.

MÉTODOS: Para realização da pesquisa foram utilizadas as palavras-chave Automedicação, Propaganda de medicamento, Reações adversas e Atenção farmacêutica, utilizando as bases de dados Scielo, PubMed, LILACS, bem como google acadêmico, revistas de saúde, e Resoluções da diretoria colegiada (RDCs).

RESULTADOS: Foram identificados 282 trabalhos, dos quais 266 foram excluídos e 16 selecionados pararevisão. Conforme literaturas analisadas, observou-se  que o uso de medicamentos sem prescrição e orientação médica tem se constituído uma prática comume pode ser considerado um sério problema de saúde pública, ao considerar que são diversos os danos acometem os indivíduos. Contudo, nota-se quea propaganda influencia significativamente através dos meios de comunicação como a televisão e internet. Esta prática ocorre em função de vários fatores de cunho social, econômico e cultural, em virtude da propaganda que apresenta os medicamentos como medida rápida de eliminar um sintoma ou uma determinada patologia.

CONCLUSÕES: O estudo evidenciou que a automedicação é considerada um problema de saúde pública e que os meios de comunicação como a televisão e a internet tem um grande poder de influência sobre a população.


Keywords


Automedicação, Propaganda de Medicamento, Reações Adversas. Atenção farmacêutica.

References


ANDRADE, Marcus Vinicius. AUTOMEDICAÇÃO: FARMACÊUTICO, A CULPA NÃO É SUA, ENTENDA POR QUE. ICTQ, 2020. Disponível em: . Acesso em: 02 de out 2020.

ANVISA. AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Resolução da diretoria colegiada-RDC n° 96, de 17 de dezembro de 2008. Disponível em: . Acesso em: 04 de out 2020.

AUTOMEDICAÇÃO. Biblioteca Virtual em Saúde, 2012. Disponível em: < https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/255_automedicacao.html>. Acesso em: 03 de out 2020.

BERNADES, Helena Cardoso et al. Perfil epidemiológico da automedicação entre acadêmicos de medicina de uma universidade pública brasileira. Brazilian Journal of Health Review, Curitiba, v.3, n.4, p. 8631-8643 , 2020. Disponível em: Acesso em: 19 de mar 2021.

BISPO, Naiara Santos et al. AUTOMEDICAÇÃO: SOLUÇÃO OU PROBLEMA?. Seminário Estudantil de Produção Acadêmica, v. 16, 2018. Disponível em: . Acesso em: 04 de fev 2021.

BRITO, A. F.; GARCEZ, E. A. M.; SOUZA, K. S. Classes Terapêuticas mais Consumidas no Município de Ceres-GO no ano de 2012. JIC-Jornada de Pesquisa e Iniciação Científica, v. 3, n. 3, 2012. Disponível em: . Acesso em: 08 de out 2020.

CARDOSO, L. A.; ANDRADE, N. F. R. B.; SOUSA, I. G.S; SOUZA, C. M. P. Perigos da automedicação irresponsável. Universidade Estadual da Paraíba – Campina Grande. 2018. Disponível em: . Acesso em: 04 de fev 2021.

DE ALEXANDRI, Alexandra Morais et al. Propaganda de medicamentos: um desafio para todas as profissões. Rev. Bras. Farm, v. 92, n. 2, p. 66-70, 2011. Disponível em: . Acesso em: 10 de fev 2021.

DE JESUS, Paula Renata Camargo. O consumo desenfreado de medicamentos no Brasil e a responsabilidade da propaganda. 2012. Disponível em: . Acesso em: 09 de nov 2020.

DOS SANTOS, Marília Clementino et al. Perfil da automedicação por clientes de uma farmácia privada em cidade do Agreste de Pernambuco. Revista Brasileira de Educação e Saúde, v. 10, n. 2, p. 50-56, 2020. Disponível em: . Acesso em: 20 de mar 2021.

FERNANDES, Wendel Simões; CEMBRANELLI, Julio César. Automedicação e o uso irracional de medicamentos: o papel do profissional farmacêutico no combate a essas práticas. Revista Univap, v. 21, n. 37, p. 5-12, 2015. Disponível em: . Acesso em: 15 de fev 2021.

JÚNIOR, Jucier Gonçalves et al. Influência da publicidade na automedicação na população de um município brasileiro de médio porte. Journal of Health & Biological Sciences, v. 6, n. 2, p. 152-155, 2018 .Disponível em: . Acesso em: 02 de fev 2021.

MACEDO, Giani Rambaldi et al. O poder do marketing no consumo excessivo de medicamentos no Brasil. Revista Transformar, v. 9, p. 114-128, 2016. Disponível em: . Acesso em: 15 de mar 2021.

NASCIMENTO, Álvaro César. Propaganda de medicamentos no Brasil: é possível regular?. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 14, n. 3, p. 869-877, June 2009.Disponível em: . Acesso em: 02 de fev 2021.

NAVES, Janeth de Oliveira Silva et al. Automedicação: uma abordagem qualitativa de suas motivações. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, p. 1751-1762, 2010. Disponível em: . Acesso em: 05 de nov 2020.

OLIVEIRA, Adriana Passos; FREY, Jaqueline Almeida. Influência da propaganda na prática de automedicação em um grupo de moradores residentes em um bairro de Redenção-PA. Trabalho de Conclusão [TCC] Faculdade Integrada Carajás (FIC). Curso de Farmácia. Redenção- PA. 2020. Disponível em: . Acesso em: 02 de fev 2021.

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Riscos da automedicação"; Brasil Escola. Disponível em: . Acesso em: 02 de out 2020.

SILVA NETO, Antônio A. et al,. A influência da propaganda, publicidade e promoção no consumo de medicamentos em uma drogaria no município de Paulo Ramos–MA. Rev. Interfac EHS-Saúde, Meio Ambiente e Sustentabilidade, v. 12, n. 1, p. 83-100, 2017.

Disponível em: . Acesso em: 19 de mar 2021.

SILVA, Lorena Fonseca da. OLIVEIRA, Cristiano Guilherme Alves de. SILVA, Denise Aparecida da. Influência da propaganda na dispensação de medicamentos isentos de prescrição médica. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 05, Ed. 12, Vol. 16, pp. 67-84. Dezembro de 2020. Disponível em: . Acesso em: 19 de mar 2021.

TORRES, Luciana Vilar et al. Influência da publicidade sobre o consumo de medicamentos numa comunidade universitária de João Pessoa-PB. Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança, v. 16, n. 3, p. 7-18, 2018.Disponível em: . Acesso em: 04 de fev 2021.

USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS. Conselho Regional de Farmácia do RS, 2020. Disponível em: < https://www.crfrs.org.br/noticias/uso-racional-de-medicamentos>. Acesso em: 01 de out 2020.

VALE, Bruno Nunes do; DA SILVA GIMENES da, Letícia; GARCIA, Sirlene Carvalho Soares; XAVIER, Millena Pereira; LEÃO, Natallia Moreira Lopes. A influência da propaganda de medicamentos na automedicação. AMAZÔNIA: SCIENCE & HEALTH, v. 7, n. 2, p. 14-19, 2019. Disponível em: . Acesso em: 04 de out 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-103

Refbacks

  • There are currently no refbacks.