A invisibilidade de idosos perante o HIV/AIDS e os fatores que os deixam vulneráveis: uma revisão bibliográfica / The invisibility of the elderly in the face of HIV/AIDS and the factors that make them vulnerable: a literature review

Camila Ferreira do Monte, Laís Carvalho do Nascimento, Kayandree Priscila Santos Souza de Brito, Agnes Suzana de Lima Batista, Jackson Soares Ferreira, Lethicia da Silva Campos, Thiara Jamilla Figueiredo Dantas Andrade, Adelson Francisco Ferreira

Abstract


A síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids) é uma doença infectocontagiosa crônica, sendo o seu causador, o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), esse que por sua vez ataca os linfócitos fazendo com que o indivíduo desenvolva a patologia. A população idosa cresceu muito, e vem apresentando um aumento no número de casos referentes ao HIV/Aids, o que de fato merece atenção e preocupação, pois o processo de envelhecimento por si só já afeta na qualidade de vida dos idosos, quando atrelado a essa doença, acarreta consequências graves. Este estudo teve como objetivo buscar os fatores que tornam a população idosa invisível e vulnerável ao HIV/Aids. O presente artigo trata-se de uma revisão bibliográfica realizada na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), nas bases de dados LILACS, MEDLINE, BDENF, SCIELO e Index-Psicologia, através dos descritores: sexualidade, idosos, HIV, aids. Obtendo como critério artigos dos últimos 5 anos, em português, dessa forma utilizou-se 13 artigos. Concluiu-se que os fatores contribuintes no processo de invisibilidade e vulnerabilidade da população idosa são: a falta de abordagem sobre sexualidade referente a esse grupo, atrelado ao atraso diagnóstico, a ausência de práticas preventivas, e o baixo grau de conhecimento dos idosos sobre a doença. Faz-se necessário investimento na promoção de informações sobre o HIV/Aids para todo público, a fim de desconstruir o preconceito e tabu que rodeiam essa doença, além de utilizar como ferramenta a educação na saúde, capacitando assim, os profissionais de saúde para um atendimento ideal aos idosos.


Keywords


Idosos, HIV, Aids, Sexualidade.

References


ALENCAR, R.A; CIOSAK, S.I. Aids em idosos: motivos que levam ao diagnóstico tardio. Rev. Bras. Enferm. v.69 n.6, nov./dez. 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid= Acesso em: 23/05/2020

ALENCAR, R.A; CIOSAK, S.I. O diagnóstico tardio e as vulnerabilidades dos idosos vivendo com HIV/aids*. Rev Esc Enferm USP. v.49 n.2, mar./abr. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342015000200229&lng=en&nrm=iso&tlng=pt Acesso em:23/05/2020

ARALDI, L.M. et al. Pessoas idosas com o vírus da imunodeficiência humana: infecção, diagnóstico e convivência. Rev Min Enferm. v.20 e.948, maio. 2016. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1081 Acesso em: 23/05/2020

BASTOS, L.M. et al. Avaliação do nível de conhecimento em relação à Aids e sífilis por idosos do interior cearense, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva. v.23 n.8, ago. 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-81232018000802495&lng=pt&nrm=iso Acesso em: 23/05/2020

BEZERRA, V.P. et al. Práticas preventivas de idosos e a vulnerabilidade ao HIV. Rev Gaúcha Enferm. v.36 n.4, dez. 2015. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/44787 Acesso em: 23/05/2020

CALIARI, J.S. et al. Qualidade de vida de idosos vivendo com HIV/aids em acompanhamento ambulatorial. Rev. Bras. Enferm. v.71 n.1, ago. 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-

&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 23/05/2020

CORDEIRO, L.I. et al. Validação de cartilha educativa para prevenção de HIV/Aids em idosos. Rev. Bras. Enferm. v.70 n.4, jul./ago. 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672017000400775&script=sci_arttext&tlng=pt Acesso em: 23/05/2020

COSTA, M.S. et al. Saberes crenças religiosas e atitudes de mulheres idosas na prevenção ao HIV/Aids. Rev. Bras. Enferm. v.71 n.1, jan./fev. 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672018000100040&script=sci_arttext&tlng=pt Acesso em: 23/05/2020

DA FONSECA, A. C. D. et al., Interdisciplinaridade na gestão do cuidado ao idoso. Brazilian Journal of Health Review, v. 4, n. 2, p. 4045-4050, 2021.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Agência de notícias. Número de idosos cresce 18% em 5 anos e ultrapassa 30 milhões em 2017: IBG; 2018. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/20980-numero-de-idosos-cresce-18-em-5-anos-e-ultrapassa-30-milhoes-em-2017 Acesso em: 24/05/2020

NARDELLI, G.G. et al. Conhecimento sobre síndrome da imunodeficiência humana de idosos de uma unidade de atenção ao idoso. Rev Gaúcha Enferm. v.37 n.spe, maio. 2017. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/72851 . Acesso em: 23/05/2020

NASCIMENTO, E.K.S. et al. História de vida de idosos com HIV/AIDS. Rev Enferm UFPE on line. v.11 n.4, abr. 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034 Acesso em: 23/05/2020

Organização Mundial de Saúde. Envelhecimento ativo: uma política de saúde. Brasília: OMS; 2005

PIO, D.P.M. et al. Hospitalização de pessoas com 50 anos ou mais vivendo com HIV/Aids. Rev. Bras. Enferm. v.70 n.4, jul./ago. 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672017000400845&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 23/05/2020

SANTANA, P.P.C. et al. Fatores que interferem na qualidade de vida de idosos com HIV/AIDS: uma revisaõ integrativa. Cogitare Enferm. v.23 n.4, abr./out. 2018. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/59117 Acesso em: 23/05/2020.

SOUZA, M.D.D. et al. Conhecimento dos idosos da estrátegia de saúde da família em relação ao HIV/AIDS. Rev Enferm UFPE on line. v.10 n.11, nov. 2016. Disponivel em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/11487/13345 Acesso em: 23/05/2020




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-091

Refbacks

  • There are currently no refbacks.