Programa de alimentação e nutrição via rádio universitária: percepção dos ouvintes / Food and nutrition program through university radio: perception of listeners

Josiane Rodrigues de Barros, Andhressa Araújo Fagundes, Alice Alexandre Pagan, Elma Regina Silva de Andrade- Wartha

Abstract


Introdução: Entre os meios que norteiam as ações em educação alimentar e nutricional e em saúde é possível destacar desde a comunicação interpessoal (palestras, cartazes, folhetos, oficinas culinárias) até os meios de comunicação de massa: rádio, televisão, etc. Assim, neste contexto, emissoras de rádio universitárias podem se configurar como veículos importantes na divulgação de informações de grande relevância. Objetivo: Avaliar a percepção dos ouvintes sobre os programas “Bate papo com a Nutrição” como ferramenta de educação alimentar e nutricional. Metodologia: Foi criado o “bate-papo com a Nutrição” para veiculação na rádio UFS FM de 23 quadros temas sobre: doenças relacionadas à alimentação (obesidade, hipertensão, diabetes); aleitamento materno; alimentos funcionais e alimentação saudável, entre outros. Na avaliação da percepção dos ouvintes foram aplicados questionários online na plataforma Survey Monkey consistindo de oito perguntas fechadas e uma questão aberta para comentários, críticas, elogios ou sugestões, com direcionamento para o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa, protocolo n°40702714.2.0000.5546. Para análise dos dados os registros foram analisados por meio da Análise de Conteúdo proposta por Bradin. Resultados: De 105 respondentes, a maioria (n=104) parabenizou a iniciativa dos quadros, sendo que quatro categorias temáticas foram analisadas e classificadas a partir de declarações: (1) comentários, (2) críticas, (3) elogios, (4) sugestões. Na categoria comentários, observou-se que alguns participantes (n=66) não ouviram o quadro, por desconhecimento, possivelmente, da existência da rádio universitária: “Nunca ouvi a rádio universitária [...]”. Em críticas, 99% dos participantes responderam que teriam interesse no rádio para obter mais acesso a informações sobre alimentação e nutrição, apenas uma resposta afirmou desinteresse por acreditar que o rádio seja inadequado:A ideia do programa é boa, porém estão utilizando o veículo de informação errado [...]”. Elogios: Na opinião da maioria dos participantes, o quadro “Bate Papo com a Nutrição” funciona como iniciativa bastante válida para promoção de práticas alimentares e incentivo a estilos de vida mais saudáveis, destacando a linguagem simples, capacidade de esclarecimento das dúvidas da população e a importância dos temas abordados: “É uma boa iniciativa dos alunos e professores de Nutrição da UFS que visa orientar as pessoas que querem uma vida mais saudável [...]; “O programa é ótimo! Sempre com uma linguagem de fácil entendimento, com informações muito importantes para a população [...]”. Em sugestões, a necessidade de maior a divulgação foi destacada: “A iniciativa é muito boa, porém acho que falta divulgação do quadro, pois acredito que poucas pessoas escutam a rádio universitária [...]”. Conclusão: A percepção dos ouvintes foi positiva quanto à simplificação da linguagem e o conteúdo abordado repercutindo na promoção de práticas alimentares saudáveis e contribuindo na efetivação do direito humano a alimentação. Desta forma, os temas veiculados no programa “Bate papo com a Nutrição” podem configurar como uma ferramenta de educação alimentar e nutricional de grande valia.


Keywords


rádio, educação em saúde, educação alimentar e nutricional

References


ARAÚJO, M.C., BEZERRA, I.N., BARBOSA, F.S., JUNGER, W.L., YOKOO, E.M., PEREIRA, R.A et al. Consumo de macronutrientes e ingestão inadequada de micronutrientes em adultos. Rev. Saúde Pública, v. 47, (Suppl 1), p. 177s-189s, 2013.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 4. ed. Lisboa: Edições; 2009.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Marco de referência de educação alimentar e nutricional para as políticas públicas. – Brasília, DF: MDS; Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional; 2012.

BUTTRISS, J.L. Food and nutrition: attitudes, beliefs, and knowledge in the United Kingdom. Am. J. Clin. Nutr, v. 65, n. 6, p.1985S-1995S. Supplement, 1997.

CABRERA-PIVARAL, C.E., MAYARI, C.L.N., TRUEBA, J.M.A., PEREZ, G.J.G., LOPEZ, M.G.V., FIGUEROA, I.V. Evaluación de dos estrategias de educación nutricional vía radio en Guadalajara, México. Cad. Saúde Pública, v. 18, n. 5, p. 1289-1294, 2002.

CAMOSSA, A.C.A., COSTA, F.N.A., OLIVEIRA, P.F., FIGUEIREDO, T.P. Educação nutricional: uma área em desenvolvimento. Alimentação e Nutrição, v. 16, n. 4, p.349-354, 2005.

CAMPOS, F.M., FONTES, W.C., ALMEIDA, R.R. Alimentação Saudável no Rádio: Avaliação de quadros sobre nutrição. Nutrire, v. 36, (Suppl), p.158-158, 2011.

CHEW, F., PALMER, S., KIM, S. Sources of information and knowledge about health and nutrition: can viewing one television programme make a difference? Public Underst. Sci, v. 4, n. 1, p.17-29, 1995.

CUENCA, A.M.B., GALLO, R. Saúde Pública ao Alcance da População: o Papel das Bibliotecas Virtuais nas Rádios Comunitárias. Rev. Cult. Ext. USP, v. 10, p.105-111, 2013.

CUNHA, I.C.K.O. Gente cuidando de gente: a arte do cuidar pelas ondas do rádio. R. Bras. Enferm, v. 53, n. 3, p. 431-434, 2000.

DOMENE, S.M.A., OTA, R.R.L., NILSON, E.A.F., OLLERTZ, M.I.S., WATANABE, T.T., GALLO, P.R. Experiências de políticas em alimentação e nutrição. Estudos avançados, v. 21, n. 60, p.161-178, 2007.

FERREIRA, N.L., MINGOTI, A.S., JAIME, P.C., LOPES, A.C.S. Effectiveness of nutritional intervention in overweight women in Primary Health Care. Rev. Nutr, v. 27, n. 6, p. 677-687, 2014.

FERREIRA, V.A., MAGALHÃES, R. Nutrição e promoção da saúde: perspectivas atuais. Cad. Saúde Pública, v. 23, n.7, p.1674-1681, 2007.

GAZZINELLI, M.F., COLARES, L.G., BERNARDINO, L.M., ARAÚJO, L.H.L., SOARES, A.N. "Alô, Doutor!": estudo-piloto de intervenção radiofônica de Educação em Saúde desenvolvida em uma área rural de Minas Gerais. Physis - Revista de Saúde Coletiva, v. 23, n.3, p. 965-985, 2013.

LOUZADA, M.L.C., MARTINS, A.P.B., CANELLA, D.S., BARALDI, L.G., LEVY, R.B., CLARO, R.M et al. Alimentos ultra processados e perfil nutricional da dieta no Brasil. Rev. Saúde Pública, v. 49: 38, 2015.

MARINHO MC, HAMANN EM, LIMA AC. C. Práticas e mudanças no comportamento alimentar na população de Brasília, Distrito Federal, Brasil. Rev. Bras. Saúde Mater. Infantil, v. 7, n.3, p. 251-261, 2007.

MARTINS, C.M.R., CARDOSO, C.M., SOUSA, L.V.F., PIRES, N.M.C., ALMEIDA, R.H.C. Rádio Universitária “Conexão UFRA”: a importância da comunicação no meio rural. Revista Conexão UEPG, v. 1, n. 9, p. 130-139, 2013.

MONTERROSA, E.C., FRONGILLO, E.A., COSSIO, T.G., BONVECCHIO, A., VILLANUEVA, M.A., THRASHER, J.F et al. Scripted Messages Delivered by Nurses and Radio Changed Beliefs, Attitudes, Intentions, and Behaviors Regarding Infant and Young Child Feeding in Mexico. J. Nutr, v. 143, n.6, p.915-922, 2013.

MORAIS, D.C., DUTRA, L.V., FRANCESCHINI, S.C.C., PRIORE, S.E. Insegurança alimentar e indicadores antropométricos, dietéticos e sociais em estudos brasileiros: uma revisão sistemática. Ciênc. Saúde Coletiva, v. 19, n. 5, p.1475-1488, 2014.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A AGRICULTURA E A ALIMENTAÇÃO (FAO) - Guia Metodológico de Comunicação Social em Nutrição. Roma: FAO, 1999.

PRADO, E.V. Programa de educação em saúde via rádio: percepção do ouvinte. O MUNDO DA SAÚDE, v. 31, n.3, p. 394-402, 2007.

PROENÇA, R.P.C. Alimentação e globalização: algumas reflexões. Cienc. Cult, v. 62, n. 4, p.43-47, 2010.

ROGES, A.L., VASCONCELOS, E.M.R., ALENCAR, E.N., MUNIZ, R.A. Utilização do rádio pelo enfermeiro como estratégia em educação em saúde: uma revisão integrativa. Rev. Eletr. Enf, v. 15, n. 1, p. 274-81, 2013.

SANTOS, L.A.S. Educação alimentar e nutricional no contexto da promoção de práticas alimentares saudáveis. Rev. Nutr, v. 18, n. 5, p. 681-692, 2005.

SAWAYA, A.L. Comida e educação. Estud. Av, v. 20, n. 58, p. 113-118, 2006.

SILVA, C.P., CARMO, A.S., HORTA, P.M., SANTOS, L.C. Intervenção nutricional pautada na estratégia de oficinas em um serviço de promoção da saúde de Belo Horizonte, Minas Gerais. Rev. Nutr, v. 26, n.6, p. 647-658, 2013.

SOARES, L.R., PEREIRA, M.L.C., MOTA, M.A., JACOB, T.A., NAKAOKA, V.Y., KASHIWABARA, T.G.B.A. Transição da desnutrição para obesidade. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research, v.5, p. 64-68, 2014.

YOKOTA, R.T.C., VASCONCELOS, T.F., PINHEIRO, A.R.O., SCHMITZ, B.A.S., COITINHO, D.C., RODRIGUES, M.L.C.F. Projeto "a escola promovendo hábitos alimentares saudáveis": comparação de duas estratégias de educação nutricional no Distrito Federal, Brasil. Rev. Nutr, v. 23, n.1, p.37-47, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-452

Refbacks

  • There are currently no refbacks.