A abordagem da população em situação de rua no sistema único de saúde: uma realidade que precisa ser mudada / The approach to homeless people in the unified health system: a reality that needs to be changed

Isabella Queiroz, Danty Ribeiro Nunes, Isabella Farias Abreu, Laura Fernandes Ferreira, Lorrana Andrade Silva, Murilo Henrique Godinho Roque, Mychell Flávio Aparecido Rodrigues de Sousa, Vitória Borges Cavalieri, Marilene Rivany Nunes

Abstract


Introdução: Os Consultórios na Rua (CR) buscam efetivar a equidade e o acesso a ações e serviços de saúde para uma população em situaçãode rua (PSR). Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa de literatura guiada pela questão: quais são as barreiras enfrentadas pela PSR no acesso aos serviços de saúde? A busca de dados foi realizada nas bases LILACS, EBSCO Information Services, PubMed, MEDLINE, Biblioteca Eletrônica Scientific Eletronic Library Online (SciELO), BVS - Biblioteca Virtual em Saúde, com os descritores de saúde moradores de rua, população em situação de rua, SUS, ESF e saúde, em artigos publicados entre os anos de 2009 a 2019. Resultados: Percebe-se que a maioria dos artigos apontam para as dificuldades que a PSR enfrenta como situações de relativas à estigmatização, relacionada a ausência de higienização destes, preconceito por parte dos profissionais do SUS que afastam esse público dos serviços públicos de saúde. Em contrapartida, alguns artigos afirmam que o SUS apresentou grandes avanços no cuidado a PSR e que os profissionais dos CR estão aproximando cuidando de forma humanizada desta população. Conclusão: Portanto, o preconceito social devido ao modo de vida das pessoas em condição de rua, culmina na atual situação de invisibilidade dessa população. Dessa forma, foi constatado que os profissionais do SUS, encarregados pelo cuidado integral de todos os cidadãos, são os principais responsáveis pela discriminação e pelo afastamento da PSR do SUS. Além disso, mostra-se necessária uma ação interdisciplinar entre os profissionais de saúde, principalmente da Atenção Básica, para garantir um atendimento integral e igualitário à PSR.


Keywords


População em situação de rua, Promoção de saúde, Vulnerabilidade.

References


- Macerata I, Soares JGN, Ramos JFC. Support as care for existential territory: Primary Care and the street. Interface (Botucatu). 2014; 18 Supl 1:919-30.

- Junior NC, Jesus CH, Crevelim MA. A Estratégia Saúde da Família para a Equidade de Acesso Dirigida à População em Situação de Rua em Grandes Centros Urbanos. Saúde Soc. São Paulo. 2010; 19 (3)709-716.

- Londero MFP, Ceccim RB, Bilibio LFS. Consultation office of/in the street: challenge for a healthcare in verse. Interface (Botucatu). 2014; 18(49):251-60.

- Vargas ER, Macerata I. Contribuições das equipes de Consultório na Rua para o cuidado e a gestão da atenção básica. Rev Panam Salud Publica. 2018; 42:e170.

- Hallais JAS, Barros NF. Consultório na Rua: visibilidades, invisibilidades e hipervisibilidade. Cad. Saúde Pública. 2015 jul; 31(7):1497-1504.

- Paiva IKS, Lira CDG, Justino JMR, Miranda MGO, Saraiva AKM. Direito à saúde da população em situação de rua: reflexões sobre a problemática. Ciência & Saúde Coletiva. 2016; 21(8):2595-2606.

- Winkelmann MCC, Lopes PR, Buss Heidemann ITSB, Fernandes GCM, Dalmolin IS. Percepção das pessoas em situação de rua sobre os determinantes sociais da saúde. Rev. Enferm. UFSM. 2018 jan/mar; 8(1): 88-101.

- Hino P, Santos JO, Rosa AS. People living on the street from the health point of view. Rev Bras Enferm. 2018;71( 1):684-92.

- Borysow IC, Furtado JP. Acesso, equidade e coesão social: avaliação de estratégias intersetoriais para a população em situação de rua. Rev Esc Enferm USP. 2014; 48(6):1069-76.

- Hamada RKF, Alves MJM, Hamada HH, Hamada JSF, Valvassori PMD .População em situação de rua: a questão da marginalização social e o papel do estado na garantia dos direitos humanos e do acesso aos serviços de saúde no Brasil .Rev. APS. 2018 jul/set; 21(3): 461 - 469.

- Santos CF, Ceccim RB .Encontros na rua: possibilidades de saúde em um consultório a céu aberto. Rev. Interface. 2018; 22(67):1043-52.

- Silva FP, Frazão IS, Linhares FMP. Práticas de saúde das equipes dos Consultórios de Rua. Cad. Saúde Pública. 2014 abr; 30(4):805-814.

- Alecrim TFA, Mitano F, Reis AA, Roos CM, Palha PF, Protti-Zatnatta ST. Experience of health professionals in care of the homeless population with tuberculosis. Rev. Esc. Enferm. USP. 2016; 50(5):808-815.

- Silva LMA, Monteiro IS, Araújo ABV. Saúde bucal e consultório na rua: o acesso como questão central da discussão. Rev. Saúde Colet. 2018; 26 (3): 285-291.

- Antunes CMC, Rosa AS, Brêtas ACP. Da doença estigmatizante à ressignificação de viver em situação de rua. Rev. Eletr. Enf. [Internet]. 2016 [acesso em: 15/08/2019];18:e1150. Disponível em:< http://dx.doi.org/10.5216/ree.v18.33141>.

- Castro DO, Silveira LA. As políticas de promoção da equidade em saúde na atenção primária à saúde. Rev. Brazilian Journals. 2021. p 185-200.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-350

Refbacks

  • There are currently no refbacks.