Aspectos clínicos, fisiológicos e patológicos do Diabetes Insipidus Nefrogênico: uma revisão literária / Clinical, physiological and pathological aspects of Nephrogenic Diabetes Insipidus: a literary review

Mariana Cristina Alves de Souza, Vitória Nobrega Alvarenga, Gabriella Soares de Souza

Abstract


Objetivo: Atualmente, o Diabetes Insipidus Nefrogênico (DIN), doença caracterizada pela resistência dos rins ao ADH (hormônio antidiurético ou vasopressina) que ocasiona sintomas característicos, como a polidipsia e a poliúria, vem ganhando maior destaque devido ao seu aumento de casos ao longo das décadas. Assim, este trabalho tem como objetivo reunir o conhecimento já existente sobre o DIN, a partir da elaboração de uma revisão de literatura, buscando lacunas que precisam ser sanadas sobre o tema. Materiais e Métodos: Para este estudo, foi escolhida a metodologia de revisão de literatura, agrupando os conhecimentos e identificando lacunas sobre o tema. A partir disso, foram utilizados os livros de Fisiologia Médica de Guyton & Hall e o de Margarida Aires e, também, artigos científicos. Para a busca destes últimos, foram utilizadas as plataformas SCIELO, PubMed e LILACS, restringindo para textos completos disponíveis, para estudos em humanos e para artigos em inglês e português. Ainda, as autoras utilizaram os seguintes critérios de exclusão: estudos que não são sobre Diabetes Insipidus Nefrogênico; artigos que não tratam sobre humanos; e textos que não possuem como foco o DIN. Conclusão: Diante da discussão apresentada, concluiu-se que o DIN é uma doença extremamente perigosa, sobretudo diante de diagnósticos ou tratamentos errôneos, sendo necessária uma educação dos profissionais da saúde para a identificação precoce. Além disso, também foi concluído que ainda existem lacunas sobre o tema, principalmente sobre a cura e os impactos socioeconômicos. Por isso, ainda são necessários mais estudos sobre o tema.


Keywords


Diabetes insipidus, nefrogênica, sintomas, manejo clínico.

References


¹FIGUEIREDO, D.M; RABELO, F.L.A. Diabetes insipidus: principais aspectos e análise comparativa com diabetes mellitus. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, ano 2009, v. 30, n. 2, p. 155-162, 12 mar. 2009. DOI 10.5433/1679-0367.2009v30n2p155. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/view/4344. Acesso em: 28 fev. 2021.

²DUTRA, Y.S et al. Mecanismos envolvidos na patogênese do Diabetes Insipidus. Revista Expressão Católica Saúde, [s. l.], v. 1, n. 1, junho 2016. DOI file:///C:/Users/User/Downloads/MECANISMOS_ENVOLVIDOS_NA_PATOGENESE_DO_DIABETES_IN.pdf. Disponível em: http://publicacoesacademicas.unicatolicaquixada.edu.br/index.php/recsaude/article/view/1378#:~:text=Pelo%20exposto%2C%20os%20principais%20mecanismos,condiciona%20o%20diabetes%20ins%C3%ADpido%20nefrog%C3%AAnico. Acesso em: 28 fev. 2021.

³GUYTON, A.C; HALL, J.E. Tratado de Fisiologia Médica. 12. ed. São Paulo: Elsevier Editora Ltda, 2011. 1173 p. ISBN 978-85-352-4980-4.

MILANO, S. et al. Hereditary Nephrogenic Diabetes Insipidus: Pathophysiology and Possible Treatment. An Update. International Journal of Molecular Sciences, [s. l.], ano 2017, v. 18, n. 11, p. 2385, 20 nov. 2017. DOI 10.3390/ijms18112385. Disponível em: https://www.mdpi.com/1422-0067/18/11/2385. Acesso em: 28 fev. 2021.

AIRES, M.M. Fisiologia 3. 3. ed. São Paulo: Guanabara Koogan, 2008. 1229 p. ISBN 978-85-277-1 368-9.

FUJIWARA, T.M; BICHET, D.G. Molecular Biology of Hereditary Diabetes Insipidus. Journal of the American Society of Nephrology, [s. l.], ano 2005, v. 16, n. 10, p. 2836-2846, outubro 2005. DOI 10.1681/ASN.2005040371. Disponível em: https://jasn.asnjournals.org/content/16/10/2836. Acesso em: 28 fev. 2021.

KNOERS, N.; LEMMINK, H. Hereditary Nephrogenic Diabetes Insipidus. GeneReviews, [s. l.], ano 2000, 12 fev. 2000. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK1177/. Acesso em: 28 fev. 2021.

OLIVEIRA, J.L et al. Lithium nephrotoxicity. Revista da Associação Médica Brasileira, Fortaleza, ano 2010, v. 56, n. 5, p. 600-606, 2010. DOI https://doi.org/10.1590/S0104-42302010000500025. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010442302010000500025&script=sci_abstract. Acesso em: 28 fev. 2021.

OTT, M. et al. Lithium treatment, nephrogenic diabetes insipidus and the risk of hypernatraemia: a retrospective cohort study. Ther Adv Psychopharmacol, [s. l.], ano 2019, v. 9, p. 1-11, 4 abr. 2019. DOI 10.1177/2045125319836563. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6457074/. Acesso em: 28 fev. 2021.

BICHET, D.G. Nephrogenic diabetes insipidus. In collaboration with The American Physiological Society, Thomas E. Andreoli, MD, Editor. The American Journal of medicine, v. 105, issue 5, p. 431-442, nov. 1998. ISSN 0002-9343, DOI: 10.1016/S0002-9343(98)00301-5. Disponível em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0002934398003015. Acesso em: 22 de novembro de 2020.

CHRIST-CRAIN, M. Diabetes Insipidus: New Concepts for Diagnosis. Neuroendocrinology, [s. l.], ano 2020, n. 110, p. 859-867, 2 jan. 2020. DOI 10.1159/000505548. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31986514/. Acesso em: 28 fev. 2021.

FENSKE, W et al. A Copeptin-Based Approach in the Diagnosis of Diabetes Insipidus. The New England Journal of Medicine, [s. l.], ano 2018, ed. 379, p. 428-439, 2 ago. 2018. DOI 10.1056/NEJMoa1803760. Disponível em: https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa1803760. Acesso em: 28 fev. 2021.

ROCHA, J.L. et al. Diabetes Insipidus Nefrogênico: Conceitos Atuais de Fisiopatologia e Aspectos Clínicos. Arq Bras Endocrinol Metab, Minas Gerais, vol. 44, n. 4, p 290-299, ago. 2000.

REFARDT, J. et al. Copeptin and its role in the diagnosis of diabetes insipidus and the syndrome of inappropriate antidiuresis. Clinical Endocrinology, [s. l.], ano 2019, v. 91, n. 1, p. 22-32, 20 abr. 2019. DOI 10.1111/cen.13991. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/cen.13991. Acesso em: 28 fev. 2021.

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Portaria conjunta nº 2, de 10 de janeiro de 2018. Brasília, 2018. Disponível em: < http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/janeiro/16/Portaria-Conjunta-PCDT-Diabete-Insipido.16.01.2018.pdf. Acesso em: 22 de novembro de 2020.

TIMPER, K. et al. Skip Nav Destination Article Navigation Diagnostic Accuracy of Copeptin in the Differential Diagnosis of the Polyuria-polydipsia Syndrome: A Prospective Multicenter Study. The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, [s. l.], ano 2015, v. 100, n. 6, p. 2268-2274, 1 jun. 2015. DOI 10.1210/jc.2014-4507. Disponível em: https://academic.oup.com/jcem/article/100/6/2268/2829618. Acesso em: 28 fev. 2021.

FENSKE, W. et al. Copeptin in the Differential Diagnosis of the Polydipsia-Polyuria Syndrome—Revisiting the Direct and Indirect Water Deprivation Tests. J Clin Endocrinol Metab, [s. l.], ano 2011, v. 96, n. 5, p. 1506-1515, 2 mar. 2011. DOI 10.1210/jc.2010-2345. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21367924/. Acesso em: 28 fev. 2021.

BICHET, D.G et al. Congenital Nephrogenic Diabetes Insipidus. Journal of the American Society of Nephrology, montreal - Canadá, ano 1997, 15 ago. 1996. DOI 1046-6673/08012-1951. Disponível em: https://jasn.asnjournals.org/content/jnephrol/8/12/1951.full.pdf. Acesso em: 28 fev. 2021.

BICHET, D.G. Pathophysiology, diagnosis and treatment of familial nephrogenic diabetes insipidus. European Journal of Endocrinology, Montreal - Canadá, ano 2020, v. 183, n. 2, p. R29–R40, agosto 2020. DOI https://doi.org/10.1530/EJE-20-0114. Disponível em: https://eje.bioscientifica.com/view/journals/eje/183/2/EJE-20-0114.xml. Acesso em: 28 fev. 2021.

VAISBICH, M.H et al. Nephrogenic diabetes insipidus (NDI): clinical, laboratory and genetic characterization of five Brazilian. Clinics, São Paulo, ano 209, v. 64, n. 5, p. 409-414, 3 fev. 2009. DOI https://doi.org/10.1590/S1807-59322009000500007. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S180759322009000500007&lng=pt&nrm=i&tlng=en. Acesso em: 28 fev. 2021.

MACEDO, C.S et al. Diagnóstico e resposta terapêutica em dois pacientes com Diabetes insipidus nefrogênico. Revista Paulista de Pediatria, São Paulo, ano 2006, v. 24, n. 1, p. 78-84, março 2006. Disponível em: https://www.spsp.org.br/spsp_2008/revista/24-70.pdf. Acesso em: 28 fev. 2021.

BOCKENHAUER, D.; BICHET, D.G. Pathophysiology, diagnosis and management of nephrogenic diabetes insipidus. Nat Rev Nephrol . , [s. l.], ano 2015, v. 11, n. 10, p. 576-88, 15 jun. 2015. DOI 10.1038/nrneph.2015.89. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/26077742/. Acesso em: 28 fev. 2021.

CÂMARA, M.M.G.C et al. Revisão sistemática de literatura: Lítio na falência renal crônica associada a diabetes insipidus. Brazilian Journal of health Review, [s. l.], ano 2020, v. 3, n. 1, p. 758-764, 4 fev. 2020. DOI 10.34119/bjhrv3n1-059. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/6613. Acesso em: 28 fev. 2021.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-348

Refbacks

  • There are currently no refbacks.