A importância da eficácia na terapia de quimioembolização em um paciente cirrótico com hepatocarcinoma: um relato de caso / The importance of efficacy in chemoembolization therapy in a cirrhotic patient with hepatocarcinoma: a case report

Renata Ferreira Rodrigues, Heloisy Bernardes Mota, Henrique Moreira de Oliveira, Juliano Tosta Marques, Régia Nunes de Queiroz, Janaína Lopes Alves, Anangélica Silva Guimarães

Abstract


O transplante de fígado é a terapia mais eficaz em Cirrose Hepática Alcóolica. Cerca de 5% dos pacientes cirróticos desenvolvem concomitantemente carcinoma hepatocelular. Nesse relato de caso, destaca-se a eficácia da intervenção terapêutica de quimioembolização utilizada na redução do tumor de um paciente cirrótico dos sintomas iniciais até o transplante. O relato foi construído a partir da análise de prontuário, exames laboratoriais e imagem, relatório médico e relato pessoal. Relato de caso: Paciente A.O.L, sexo masculino, 60 anos, etilista há 20 anos, diagnosticado com cirrose alcóolica com carcinoma hepatocelular, foi submetido a duas sessões de quimioembolização. O procedimento viabilizou o transplante do paciente ao reduzir os nódulos hepáticos, sendo de fundamental importância na fase pré-operatório. Considerando a evolução e situação da doença, percebeu-se que a terapia de quimioembolização possibilitou o êxito no transplante, contribuindo para aumento da sobrevida e melhor qualidade de vida do paciente na atualidade.


Keywords


Cirrose Hepática Alcóolica, quimioembolização, transplante.

References


CASTRO-E-SILVA JR, O. de, et al. Transplante de fígado: indicação e sobrevida. Acta Cir. Bras., São Paulo, v. 17, supl. 3, p. 83-91, 2002 . Available from . access on 17 Mar. 2021. https://doi.org/10.1590/S0102-86502002000900018.

CHEDID, M. F. et al. Carcinoma hepatocelular: diagnóstico e manejo cirúrgico. ABCD, arq. bras. cir. dig., São Paulo, 30 (4): 272-278, Dec. 2017. Disponível em: . Acesso em 05 Mar. 2021.

FORNER A.; REIG M.; BRUIX J. Hepatocellular carcinoma. Lancet. 2018 Mar 31;391(10127):1301-1314. doi: 10.1016/S0140-6736(18)30010-2. Epub 2018 Jan 5. PMID: 29307467.

LAMMER J. et al. Prospective Randomized Study of Doxorubicin-Eluting-Bead Embolization in the Treatment of HCC: results of the PRECISON V Study. Cadiovasc. Intervent.Radiol, 33 (1): 41-52, 2010.

LANGER, L. F. et al. Contribuição da quimioembolização de hepatocarcinoma em pacientes cirróticos na espera pelo transplante hepático. Radiologia Brasileira, 38 (1): 1-6, 2005.

LINECKER M., et al. Potentially inappropriate liver transplantation in the era of the "sickest first" policy - A search for the upper limits. J Hepatol. 2018 Apr;68(4):798-813. doi: 10.1016/j.jhep.2017.11.008. Epub 2017 Nov 11. PMID: 29133246.

MINCIS, M; MINCIS, R. Doença Hepática Alcoólica: Diagnóstico e Tratamento. Prática Hospitalar • Ano VIII • Nº 48 • Nov-Dez/2006. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2021.

MORAES, A. O., et al. Quimioembolização arterial transcateter de carcinoma hepatocelular em paciente com oclusão de tronco celíaco: um desafio terapêutico. J. vasc. bras. [online]. 2019, vol.18 e20180090. Disponível em: . Epub May 30, 2019. ISSN 1677-7301.

OLIVEIRA, A.R.; TURRINI, R.N.T.; POVEDA, V. B. A adesão a terapêutica imunossupressora após transplante de fígado: Revisão integrativa. Ver Latino-Am. de Enfermagem, 2016. Disponível em: . Acessado em: 31 Out. 2020.

PAROLIN, M. B. et al. Resultados do transplante hepático em pacientes com diagnóstico pré-operatório de hepatocarcinoma. Arq. Gastroenterol., 43 (4): 259-264, 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2021.

POSSEBON, A. J., et al. Quimioembolização transarterial como tratamento do carcinoma hepatocelular. Perspectivas médicas, 21 (1): 27-31, São Paulo, 2010.

RITSCHL, P.V., et.al. The Effects of MELD-Based Liver Allocation on Patient Survival and Waiting List Mortality in a country with a low donation rate. J. Clin. Med. 2020. https://doi.org/10.3390/jcm9061929.

ROMANELLI, R. M.C., et al. Evolução de pacientes submetidos a transplante hepático por hepatites virais. Revista Médica de Minas Gerais, 25 (3): 338-343, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-280

Refbacks

  • There are currently no refbacks.