Rastreio neonatal: a importância da precocidade do teste de Guthrie / Neonatal screening: the importance of the precocity of the guthrie test

Sandra Daniela Gil Oliveira, Celeste da Cruz Meirinho Antão

Abstract


O rastreio neonatal – teste de Guthrie é um exame que se realiza aos recém-nascidos. Este consiste na recolha de gotas de sangue recolhidas do calcanhar do bebé e tem como finalidade o diagnóstico precoce de patologias genéticas e metabólicas. Este trabalho tem como objetivos 1) Sensibilizar para a precocidade do rastreio neonatal bem como do papel do enfermeiro. 2) Comparar a tendência dos rastreios de diagnóstico precoce realizados em Bragança- Portugal com o total do resto do País, em função dos nascimentos ocorridos entre 1990- 2019. Trata-se de um estudo exploratório através da pesquisa bibliográfica acerca da temática. Verificou-se que desde os anos 90 houve um aumento no número de recém-nascidos rastreados tanto a nível do distrito como no resto do país o que permitiu detetar precocemente doenças. Salienta-se a necessidade da continuidade na precocidade deste rastreio bem como a importância da precocidade da primeira consulta realizada pela equipa de enfermagem para deste modo potenciar, duplamente, o rastreio e a deteção de eventuais doenças.

 


Keywords


Teste Guthrie. teste pezinho. enfermagem. vigilância. rastreio.

References


ALMEIDA, E.; NELAS, P. & DUARTE. Visita Domiciliária no Pós-Parto. Millenium, Pp. 267-281. 2016

ARDUINI, G., BALARIN, M., SILVA-GRECCO, R., & MARQUI, AConhecimento das puérperas sobre o teste do pezinho. Revista Paulista de Pediatria, 151-157. .2017.

BRANCA, V. Visita Domiciliária de Enfermagem ao Recém-nascido e Família: Um Contributo para o Bem-estar e Maximização da Saúde. Évora, Portugal: Universidade de Beja. 2018.

BRAVO, P. et al. . ¿Qué debe saber el pediatra de las hiperfenilalaninemias? Chile.2015)

CAMARGO, C., FERNANDES, G., & CHIEPE, K. (2019). Doenças Identificadas na Triagem Neonatal Ampliada. Em Saúde em Foco: Temas Contemporâneos. Brasilian Journal of Health, p. 687-699

CORREIO, S. A importância da vigilância do neurodesenvolvimento na consulta de saúde infantil e juvenil em Portugal. Revista Portuguesa Medicina Geral Familiar, 215-220. 2020.

DESPACHO n.º 822/2005, em Diário da República, 2.ª série, n.º 239, de 15 de Dezembro de 2005. Consultado no dia 30 de janeiro de 2021 às 16h00 - http://www.insa.min-saude.pt/wp-content/uploads/2017/01/centrostratamentosespecializados.pdf

DESPACHO N.º 7276/2019). Diário da República 2ª série https://dre.pt/web/guest/pesquisa/-/search/124006819/details/normal?l=1

DI NUZZO, DAYANA V. P; FONSECA, SILVA F. Anemia falciforme e infeções. Rio de Janeiro. 2004

FIGUEIREDO, (2021). Muito frequentes, pouco valorizadas, disponível em:

https://www.atlasdasaude.pt/publico/content/1-milhao-de-portugueses-sofre-de-doencas-da-tiroide

GANONG, L. H. Integrative reviews of nursing research. Res. Nurs. Health., pp. 1- 11. 1987.

Instituto Ricardo Jorge. (17 de janeiro de 2021). Serviço Nacional de Saúde. Obtido de http://www.insa.min-saude.pt/category/areas-de-atuacao/genetica-humana/programa-nacional-de-diagnostico-precoce/

LIMA, E. F.; CABRAL, M.D.; FERREIRA, T.;S.; CARDOSO, L. P.; CARDOSO, T. N., ROMERO, A.; LEÃO, P. O.: MACHADO, L. C. DE SA importância do diagnóstico precoce e adesão terapêutica no hipotireoidismo congênito . Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 3, n. 2, p. 2008-2012 mar./apr. 2020. ISSN 2595-6825 2020.

MACIL, ANDRÊSSA ABY FARAJ LINHARES. (s.d.). Deficiência parcial da proteína transportadora de tiroxina (TBG): estudo do gene serpina e padrão de inativação do cromossomo X em uma família brasileira.

MENDES, K. D., SILVEIRA, R. C., & GALVÃO, C. M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto and Contexto Enfermagem, pp. 758-764.

MOCELIN, H. ET ALTriagem neonatal para fibrose cística no SUS no Rio Grande do Sul. Rio Grande do Sul. . 2017.

PANDOLFO, M; DELDUQUE, M.C; AMARAL, R.G. Legal and sanitary aspects conditioning access to medicines in Brazilian counts. Revista Pública. V.14, n.1 p.340-349. 2012.

PEREIRA. (2012). A necessidade de visita domiciliária de enfermagem no puerpério precoce. Coimbra, portugal: universidade de coimbra.

PIMENTEL, E.D.C.;GS, SCHIAVON, G.B.; PELLOSO,S.M.; CARVALHO, M.D.B Teste do Pezinho: A Humanização do Cuidado e do Profissional. REME-Rev. Min. Enferm. 14(1):25-8. 2010.

RODRIGUES, I. Hiperplasia Congénita da Supra-Renal: a propósito de um caso clínico. Lisboa. 2017.

SILVA, B.M. R.;FERREIRA, A. L.;LUZ, D.J. S.; ARAÚJO, E. S.;PEGORETH, G.G.;TAVARES, S.S. (2020). Atuação de enfermagem frente a coleta do teste do pezinho. Revisão sistemática da literatura, Braz. J. Hea. Rev, Curitiba, v. 3, n. 6, p.19087-19097. nov./dez. 2020. ISSN 2595-6825 , disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/21933/17503

SILVA, A.,;LIMA, S.;OLIVEIRA, & SOUSA. Triagem neonatal como método de rastreio de doenças no recém nascido através do teste do pezinho: uma revisão de literatura . Temas em saúde, pp. 236-248. 2017.

SILVA, G. (2001). Trombose Venosa Cerebral e Hemocistinúria. São Paulo

VILARINHO, GARCIA, & PINHO E COSTA. Programa Nacional de Diagnóstico Precoce. Lisboa: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. 2018.

OMS, UNICEF. (2009). Visitas domiciliarias al recién nacido: una estrategia para aumentar la supervivencia. Consultado em: http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/70057/1/WHO_FCH_CAH_09.02_spa.pdf

ORDEM DOS ENFERMEIROS). Competências do enfermeiro de cuidados gerais. Lisboa, OE. 2003.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-266

Refbacks

  • There are currently no refbacks.