Saúde do idoso com deficiência: contribuições para a construção de cuidado integral à saúde / Health of elderly people with disabilities: contributions to the construction of integral health care

Daniela Laurentino Rodrigues, Inacia Sátiro Xavier de França, Arthur Felipe Rodrigues da Silva, Renata Marculino Sousa, Laura Aires Cavalcante Leite

Abstract


O aumento rápido e gradativo do envelhecimento populacional costuma estar associado a comorbidades, aos diferentes arranjos familiares e ao acometimento de alguma deficiência que implicam necessidades de saúde especiais desse segmento populacional. Objetivou-se identificar as evidências científicas acerca da assistência baseada no cuidado integral da pessoa idosa com deficiência na Atenção Primária à Saúde. Revisão integrativa da literatura, na qual coletaram-se dados nas fontes Scielo e Lilacs utilizando-se os descritores: Saúde do Idoso, Pessoas com Deficiência, Atenção Primária à Saúde, e Integralidade em Saúde, para responder à questão norteadora: Quais as evidências científicas acerca da assistência na Atenção Primária à Saúde baseada no cuidado integral da pessoa idosa com deficiência? Selecionaram-se cinco artigos com evidências de Nível IV, demonstrando que a assistência prestada pela Atenção Primária à Saúde dos brasileiros idosos com deficiência tem fragilidades e descontinuidade assistencial relacionadas com o cuidado longitudinal e integral à saúde desses indivíduos, resultando em insatisfação desses usuários com o atendimento. O presente estudo demonstra que a realidade da assistência aos idosos com deficiência se configura como uma problemática de saúde pública brasileira, uma vez que essas pessoas não conseguem cuidado longitudinal e integral à saúde nos serviços da Atenção Básica à Saúde.


Keywords


Saúde do idoso, Pessoas com deficiência, Atenção primária à saúde, Integralidade em saúde.

References


BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência no Sistema Único de Saúde - SUS. Brasília: Ministério da Saúde, 2009. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_saude_pessoa_deficiencia_sus.pdf. Acesso em: 17 de maio 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Política Nacional de Saúde da Pessoa com Defi ciência / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2010. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_pessoa_com_deficiencia.pdf. Acesso em: 17 de maio 2020.

BRASIL. Decreto n° 5.296, de 02 de dezembro de 2004. Regulamenta as Leis n os 10.048, de 08 de novembro de 2000, e 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Brasília, 2004. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/decreto/d5296.htm. Acesso em: 17 de maio 2020.

BRASIL. Portaria n° 2.598, de 19 de outubro de 2006. Aprova a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa. Ministério da Saúde. Brasília, 2006. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/prt2528_19_10_2006.html. Acesso em: 17 de maio 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH-PR), Secretaria Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD). Cartilha do Censo 2010. Brasília: Ministério da Saúde, p. 6 – 13, 2012. Disponível em: http://www.unievangelica.edu.br/novo/img/nucleo/cartilha-censo-2010-pessoas-comdeficienciareduzido.pdf. Acesso em: 17 de maio 2020.

BRASIL. Portaria n° 793 de 24 de abril de 2012. Institui a Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência no âmbito do Sistema Único de Saúde. Ministério da Saúde. Brasília, 2012. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2012/prt0793_24_04_2012.html. Acesso em: 17 de maio 2020.

CARVALHO, K. M. et al. Intervenções educativas para a promoção da saúde do idoso: revisão integrativa. Acta Paul. Enferm., v.31, n.4, p.446-454, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1982-0194201800062. Acesso em: 17 de jun. 2020.

COELHO, L. P.; MOTTA, L. B.; CALDAS, C. P. Rede de atenção ao idoso: fatores facilitadores e barreiras para implementação. Rev. Saud. Colet., v.25, n.4, p.1-19, Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/s0103-73312018280404. Acesso em: 17 de maio 2020.

FRACOLLI, L. A. et al. Conceito e prática da integralidade na Atenção Básica: a percepção das enfermeiras. Rev. Esc. Enferm. USP, v.45, n.5, p.1135-41, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0080-62342011000500015. Acesso em: 17 de maio 2020.

GUEDES, M. B. O. G. et al. Apoio social e o cuidado integral à saúde do idoso. Rev. Saud. Colet., v.27, n.4, p.1185-1204, Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s0103-73312017000400017. Acesso em: 17 de maio 2020.

GIRONDI, J. B. R.; SANTOS, S. M. A. Deficiência física em idosos e acessibilidade na atenção básica em saúde: revisão integrativa da literatura. Rev. Gaúcha Enferm., v.35, n.2, p.378-84, Porto Alegre, 2011. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1983- 14472011000200023. Acesso em: 17 de maio 2020.

GIRONDI, J. B. R.; SANTOS, S. M. A.; NOTHAFT, S. C. S. Perspectivas da deficiência física no idoso: vulnerabilidades em saúde. Rev. Enferm. UERJ, v.23, n.2, p.172-7, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.12957/reuerj.2015.7464. Acesso em: 17 de maio 2020.

GIRONDI, J. B. R. et al. Acessibilidade de idosos com deficiência na atenção primária. Estd. Interdiscipl. Envelhec., v.19, n.3, p.825-37, Porto Alegre, 2014. ISSN: 1517-2473. Acesso em: 17 de maio 2020.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Resultados do Censo 2010. Rio de Janeiro: IBGE; 2010. Disponível em: https://censo2010.ibge.gov.br/. Acesso em: 17 de maio 2020.

LIBERATI, Alessandro et al. The PRISMA statement for reporting systematic reviews and meta-analyses of studies that evaluate health care interventions: explanation and elaboration. PLoS medicine, v. 6, n. 7, p. e1000100, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1371/journal.pmed.1000100. Acesso em: 17 de maio 2020.

MACHADO, W. C. A. et al. Integralidade na rede de cuidados da pessoa com deficiência. Texto Contexto Enfer., v.27, n.3, p.1-9, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0104- 07072018004480016. Acesso em: 17 maio 2020.

MARIN, M. J. S. et al. As condições de vida e saúde de pessoas acima de 50 anos com deficiência e seus cuidadores em um município paulista. Rev. Bras. Geriatr. Gerentol., v.16, n.2, p.365-374, Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1809- 98232013000200016. Acesso em: 17 de maio 2020.

MARTINS, J. A. et al. Envelhecer com deficiência física: experiência permeada pelo estigma, isolamento social e finitude. Esc. Anna Nery, v.22, n.4, p.1-7, São Paulo, 2018. Disponível: http://dx.doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2018-0128. Acesso em: 17 de maio 2020.

MEDEIROS, K. K. A. S. et al. O desafio da integralidade no cuidado ao idoso, no âmbito da Atenção Primária à Saúde. Saúde debate, v.41, n.spe.3, p.288-95, Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0103-11042017s322. Acesso em: 17 maio 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-209

Refbacks

  • There are currently no refbacks.