Síndrome de Hellp e Mortalidade Materna: Uma revisão integrativa / Hellp Syndrome and Maternal Mortality: An Integrative Review

Vanine Arieta Krebs, Marcela Rosa da Silva, Paula Cristina Barth Bellotto

Abstract


Este trabalho teve como objetivo pesquisar a mortalidade materna em pacientes com Síndrome HELLP, a qual é responsável por um quarto das mortes maternas na América Latina, segundo a Organização Mundial de Saúde. A Morbimortalidade materna ainda é um desafio para a Saúde Pública em nosso país. A metodologia utilizada foi uma pesquisa integrativa. A busca referencial deu-se através dos descritores Síndrome HELLP e mortalidade materna. As pesquisas foram realizadas nas seguintes bases de dados: Biblioteca Virtual de Saúde (BVS-BIREME), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Base de Dados de Enfermagem (BDENF) e Scientif Eletronic Library Online (SCIELO). Foram pesquisados artigos em português e espanhol, dos últimos dez anos (2010 a 2017). Esse estudo propiciou compreender e revisar a fisiopatologia, sinais e sintomas, tratamentos e cuidados recomendados na literatura. Conclui-se que o diagnóstico precoce é fundamental para intervenção imediata, reduzindo a morbimortalidade materna e perinatal.


Keywords


Síndrome HELLP, Mortalidade Materna, Obstetrícia

References


ALMEIDA, M.G.; SILVA, F. C.; AYRES, E.P.Q.; MARQUES, V.M.; MARINHO, P.; SÁ, R.A.M. Doppler hepático na pré-eclâmpsia e na síndrome HELLP. Femina; v.43, n. 6, p.246-249. 2015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Gestação de Alto Risco: manual técnico/ Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. 5 ed. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2012. 302 p.

BRITO, K.K.G.;MOURA, J.R.P.;SOUSA, M.J.;BRITO, J.V.; OLIVEIRA, S.H.S.; SOARES, M. J. G.O. Prevalência das síndromes hipertensivas especificas da gestação (SHEG). Revista de pesquisa Cuidado é fundamental online. v.7, n.3, p. 2717- 2725. 2015.

RUIZ, M.T.; AZEVEDO, C.T.; FERREIRA, M.B.G.; MAMEDE, M.V. Associação entre síndromes hipertensivas e hemorragia pós parto. Revista Gaúcha de Enfermagem. v.36 (esp), p.55-61, 2015.

NERY, I.S.; FEITOSA, V. C.; PEREIRA, V. F.; VIANA, L. S.; VIANA, L. M. M.; ARAUJO, T. M. E. de. Perfil epidemiológico e obstétrico de gestantes com síndrome HELLP. Cogitare enfermagem; v.19, n.1, p. 147-152, 2014.

MARTINS-COSTA, S.H; RAMOS, J.G.L; VALÉRIO, E.G; VETTORAZZI, J. Eclâmpsia, síndrome de HELLP e fígado gorduroso agudo na gestação. In: MARTINS-COSTA, S.H; RAMOS, J.G.L; MAGALHÃES, J.A; PASSOS, E.P; FREITAS, F. Rotinas em Obstetrícia. 7 ed. Porto Alegre: Artmed, 2017.

SOUZA, R.; GROCHOWSKI, R.A.; MOUTINHO JUNIOR, C.A.; GROPPI, B.; REZENDE, C.A.L. Diagnóstico e conduta na Síndrome HELLP. Rev. méd. Minas Gerais. v.19, n.4,supl.3, S30-S33.2009.

KATZ, L.; AMORIM, M.M.R.; MIRANDA, G.V.; SILVA, J.L.P. Perfil clínico, laboratorial e complicações de pacientes com síndrome HELLP admitidas em uma unidade de terapia intensiva obstétrica. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Rio de Janeiro, v.30, n..2. 2008.

RICCI, S. S. Enfermagem materno-neonatal e saúde da mulher. 3ª edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2015.

GIL, ANTONIO CARLOS. Como elaborar projetos de pesquisa. 4º edição. São Paulo: Atlas, 2008.

MATIAS, J.P; PARPINELLI, A.A; NUNES, M. K. da V; SURITA, F.G.de C; CECATTI, J.G. Comparação entre dois métodos para investigação da mortalidade materna em município do sudeste brasileiro. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. v.31, nº 11, p. 559-565. 2009.

BRILHANTE, A.V.M; MOREIRA, J.L.de C; FEITOSA, H.N; BILHAR, A. P.M; PONTES, S.A; JÚNIOR, R; KARBAGE, S.A.L; REMÉDIOS, M.dos; SOUSA, P.de. Ruptura de hematoma subcapsular hepático como complicação da síndrome Hellp- Revisão de literatura. Revista FEMINA. v. 38, nº7, p. 341-344, 2010.

BALSERA, E.C; PRIETO-PALOMINO, M.A; MUNÕZ- BONO, J, ELVIRA, R; GALEAS y G, J.L; GARCIA, Q. Análisis de la morbimortalidad materna de las pacientes com preeclamsia grave, eclampsia y síndrome hellp que ingresan em uma unidad de cuidados intensivos gineco-obstétrica. Medicina Intensiva. v.35, N 8, P. 478-483. ELSEVIER ESPANÃ. 2011.

OLIVEIRA, L.C; COSTA, A.A.R. da. Near Miss materno em unidade de terapia intensiva: aspectos clínicos e epidemiológicos. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. v. 27, n. 3, p. 220-227. 2015.

RIBEIRO, J.F, MELO, S. S. e S, SILVA, C.C, GUIMARÃES, S.V.C, SANTOS, T. M. M. G. dos. Síndrome Hellp: caracterização obstétrica e modalidade de tratamento. Revista de Enfermagem da Universidade Federal de Pernambuco online. v. 11, supl.3, p. 1343- 1348. 2017

SANTOS, M.R.P.P.N. dos; OLIVERIA, A.H.A. de; SOUZA, P.G.V.D, de. A importância dos exames laboratoriais para o diagnóstico diferencial da Síndrome de HELLP. Brazilian Journal Health Review, Curitiba, v. 3, n. 6, p.17474-17486. nov./dez. 2020




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-184

Refbacks

  • There are currently no refbacks.