Painel de Segurança do Paciente: impacto da implementação de ações relacionadas à segurança do paciente em uma unidade de terapia intensiva / Patient Safety Panel: impact of the implementation of patient safety-related actions in an intensive care unit

Alisson Junior dos Santos, Luciana Aparecida Gonzaga Oliveira, Cláudia Cardoso de Oliveira

Abstract


1 INTRODUÇÃO

A preocupação com a segurança no cuidado prestado ao paciente tem se tornado um dos assuntos primordiais atualmente. A segurança é uma das dimensões da qualidade dos serviços de saúde.

O movimento pela segurança do paciente adquire papel de destaque no contexto atual dos serviços de saúde em virtude da alta prevalência de incidentes. Neste contexto, as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) requerem grande atenção a esta realidade.

 

2 OBJETIVO

Identificar os indicadores assistenciais em uma UTI antes e após o desenvolvimento de estratégias de segurança do paciente.

 

3 MATERIAIS E MÉTODOS

Estudo descritivo exploratório, quantitativo, documental, em que foram avaliados os resultados dos indicadores assistenciais em uma UTI de um hospital geral do interior de Minas Gerais após a implementação de uma estratégia com foco na segurança do paciente. A estratégia iniciada em outubro de 2014 denominou-se “Painel de Segurança do Paciente” e consistiu em uma avaliação diária junto aos profissionais de enfermagem da UTI quanto à aplicação de ações que contribuíssem para a garantia da segurança dos pacientes.

 

4 RESULTADOS E DISCUSSÃO

Após a implementação da estratégia, observou-se um importante impacto nas melhorias dos indicadores assistenciais da unidade, destacando-se: redução de eventos relacionados a erros de medicação (22 para 05), exteriorização de cateteres (18 para 04), desenvolvimento de úlceras por pressão (07 para 02), flebites (08 para 01), taxa de infecção (16,87% para 6,32%) e maior adesão à higienização oral (69% para 98%). A estratégia contribuiu para uma maior adesão dos profissionais para práticas assistenciais desenvolvidas com segurança e qualidade na UTI. 

 

5 CONCLUSÃO

O desenvolvimento de ações educativas na UTI contribui para a garantia da qualidade da assistência, possibilitando que a equipe esteja mais envolvida na prática da segurança do paciente.


Keywords


Segurança do Paciente, Enfermagem, Unidades de Terapia Intensiva.

References


BRASIL. Ministério da Saúde, Fundação Oswaldo Cruz, Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Documento de Referência para o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Brasília: Ministério da Saúde, 2014. 40p.

FONSECA, A.S.; PETERLINI, F.L.; COSTA, D.A. Segurança do Paciente. 1 ed. São Paulo: Martinari, 2014. 276p.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-170

Refbacks

  • There are currently no refbacks.